Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T13:42:12-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Teto de gastos

Banco Central quer cortar crédito com juros controlados

Para Cláudio Filgueiras, financiamento com juros controlados deve ser priorizado aos pequenos produtores

25 de setembro de 2018
8:05 - atualizado às 13:42
Tesoura
Banco Central defendeu a redução do crédito agrícola com juros controlados Imagem: Shutterstock

O Banco Central defendeu a redução do crédito agrícola com juros controlados a médios e grandes produtores do setor durante evento em Brasília ontem. A informação é do jornal "Valor Econômico" desta terça-feira, 25.

Para o Chefe do departamento de Regulação, Supervisão e Controla das Operações de Crédito Rural do Banco Central, Cláudio Filgueiras, essa modalidade de financiamento deve ser priorizada aos pequenos produtores, que, de acordo com ele, são os que mais precisam de apoio.

Não vai fechar

Filgueiras explica que o país conta com uma demanda de R$ 280 bilhões em recursos financeiros ao ano hoje. A expectativa é de que o valor dobre até 2040 e chegue a R$ 560 bilhões, o que seria insustentável no modelo atual. "Nós gostaríamos que o mercado de capitais brasileiro tivesse uma participação cada vez maior", disse.

 

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Risco fiscal

O preço do furo no teto de gastos virá em forma de juro maior e recessão em 2022, diz Itaú

Com o aumento da incerteza fiscal, o Banco Central deverá entrar em um regime de “regime de contenção de danos”, segundo o banco, que prevê alta da Selic para até 11,25% ao ano

Me vê bitcoin

De olho no interesse dos clientes por bitcoin (BTC), Mastercard vai lançar plataforma que une criptomoedas com cartões de débito e crédito

Com essa integração, o cliente pode receber cashback em criptomoedas após compras no cartão de crédito, por exemplo

Exile on Wall Street

Felipe Miranda: Entre “O fim do Brasil —parte 2” e o começo da terceira via

Depois do desastre com o teto de gastos, o que podemos esperar de uma resolução que não envolva nem Lula nem Bolsonaro?

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje: Suas definições de “responsabilidade fiscal” foram atualizadas

A temporada de resultados brasileira, que começou na última sexta-feira, segue hoje com EcoRodovias, EDP Brasil, Neoenergia e TIM, após o fechamento do mercado. Enquanto isso, ao longo do dia, o presidente Jair Bolsonaro deverá lançar o Programa de Crescimento Verde, indicativo positivo para a COP26 de novembro

CRIPTOMOEDAS HOJE

Bitcoin (BTC) retoma os US$ 63 mil após cair na sexta-feira e outras criptomoedas sobem até 10% hoje; confira

Destaque para a Solana (SOL), que vem apresentando resultados acima da média das dez principais moedas do mundo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies