Menu
Alexandre Mastrocinque
Que Bolsa é essa?
Alexandre Mastrocinque
É economista, contador e especialista em investimento em ações
2018-10-29T08:19:09-03:00
Que ações vão bombar?

Se o Ibovespa decolar, o lixo vai explodir

O “kit Brasil” continua valendo: estatais como Branco do Brasil (BBAS3), Eletrobras (ELET6) e Petrobras (PETR4) devem puxar a fila. Se estivermos falando de mais de 100 mil pontos no Ibovespa, o que vai subir mesmo é o “lixo”.

29 de outubro de 2018
5:28 - atualizado às 8:19
Placa indica alta no Ibovespa
Placa indica alta no Ibovespa - Imagem: Shutterstock

“Você voltaria até quando para tentar consertar o país?”

“Difícil dizer, mas me parece que tem muita coisa errada com a Constituição de 88. Certamente daria para melhorar algumas coisas.”

Meu primo, que é mais velho e infinitamente mais sábio, rebateu:

“Acho que as coisas começaram a dar errado um pouco depois de assinarem o Tratado de Tordesilhas.”

O Brasil é um país confuso, para dizer o mínimo.

Uma coleção de jabuticabas: arremedos, puxadinhos e privilégios. Fundado na tradição das Capitanias Hereditárias, 500 anos de idas e vindas nos transformaram no país da meia-entrada, se Marcos Lisboa me permite...

Não é uma pessoa, qualquer que seja, que vai dar conta de arrumar toda essa bagunça.

O caminho é longo e os problemas, enormes. Estamos à beira de um colapso fiscal, a reforma da Previdência está uns cinco anos atrasada e as reformas política e fiscal são mais do que prioridades.

Mas Bolsonaro recebeu cerca de 58 milhões de votos (pouco mais de 55% dos votos válidos) – quase 11 milhões de votos a mais que o “Andrade” – o que lhe dá capital político e legitimidade para implementar as ideias de Paulo Guedes, economista mais do que respeitado e, acredita-se, capaz de indicar um bom caminho para a economia do país.

O que virá desse novo governo, só o tempo dirá.

Mas a eleição das agendas reformistas e, mais do que isso, a derrota do partido responsável por boa parte dos problemas econômicos que estão aí na mesa, tendem a gerar um clima de euforia não só nos mercados financeiros, mas na economia real.

Empresários devem aprovar investimentos e o otimismo deve impulsionar o consumo. Se levarmos em consideração o momento favorável do ciclo – ociosidade, baixa pressão inflacionária, juros baixos (podem subir um pouco) – há um crescimento “contratado” para os próximos anos.

Nesse ambiente, não enxergo uma classe de ativos melhor do que ações: os 100 mil pontos são, sim, uma realidade possível, ainda mais se os ventos lá de fora continuarem soprando a nosso favor. Já tem gente falando em 125 mil ao fim de 2019, olha aí o tal do otimismo que gira a economia!

E, se for isso mesmo, se a euforia tomar conta, quase tudo vai subir – vai ser uma alta “across the board” como gostam de falar os gringos (cujo capital deve inundar os mercados brasileiros nos próximos meses). Isso, claro, sempre pensando nas condições normais de temperatura e pressão, ou seja, desde que não tenhamos nenhuma ruptura nas economias lá de fora, que já mostram alguns sinais de desgaste.

Nem tudo vai subir igual, claro.

Que ações vão bombar?

O “kit Brasil” continua valendo: estatais como Branco do Brasil (BBAS3), Eletrobras (ELET6) e Petrobras (PETR4) devem puxar a fila. Algumas estaduais também podem brilhar, com destaque para Cemig (CMIG4), que tem tudo para viver dias de glória depois da vitória esmagadora de Romeu Zema (Novo) em Minas Gerais.

Se o brasileiro se animar e for às compras, as chamadas cíclicas domésticas – B2W (BTOW3), Lojas Americanas (LAME3), dentre várias outras – podem apresentar crescimento forte.

Com o capital fluindo para cá, o dólar perde um pouco da pose e as exportadoras, como Fibria (FIBR3), Suzano (SUZB3) e Vale (VALE3) podem perde o fôlego – ficaria longe delas até o fim do ano.

Gosto muito das empresas de infraestrutura, como Rumo (RAIL3), e de shoppings – Multiplan (MULT3) e Iguatemi (IGTA3) podem voar, já que, com essa animação toda, é difícil acreditar que os juros não cedam mais um pouco – será que veremos a “B” com cupom abaixo dos 4% nos próximos meses???

Mas, cá entre nós, se vier tudo isso mesmo. Se estivermos falando de 100 mil, 125 mil ou sei lá quantos mil pontos, o que vai subir mesmo é o “lixo”. Empresa alavancada, microcaps e vários daqueles nomes que a gente nem lembrava ser listada. Por que não fazer uma fezinha em Oi (OIBR3) e Brasil Properties (BRPR3)? Para fechar o carrinho e partir para o checkout, um punhado de SMALL11, só para ter certeza de que tem um monte das pequenas ali na cesta.

Como vai terminar a união do capitão com o economista liberal eu não sei. A oposição já deve estar se armando e, ao primeiro sinal de desgaste político, veremos do que é feito esse casamento. Até lá, Bolsonaro tem um parlamento relativamente favorável e, ao que tudo indica, está formando uma coalizão para governar.

O que nos resta agora é torcer para um bom governo e para que o país, já dividido há tantos anos, encontre uma forma de caminhar junto – tomara que, de fato, Bolsonaro governe para todos, como sinalizou em seu primeiro discurso.

Enquanto torcemos, não custa nada se posicionar para surfar a onda e colocar uma grana no bolso.

Leia também

Com vitória de Bolsonaro, mercado entra em festa. E você pode participar

Os Estados Unidos podem atrapalhar a festa do investidor brasileiro? Só depois do parabéns!

Paulo Guedes: O foco do programa econômico será o controle de gastos

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

seu dinheiro na sua noite

Adam Smith e o PIB da pandemia

A economia funciona desta forma: a produção de bens e serviços só existe em função do consumo. Essa conclusão não é minha, é claro, mas de Adam Smith. Citar o “pai” do liberalismo em um raro momento de consenso sobre a necessidade de maior atuação do Estado para conter os efeitos do coronavírus na economia […]

De novo

CVC adia mais uam vez entrega do balanço do quarto trimestre de 2019

A operadora e agência de viagens CVC informou nesta sexta-feira, 29, que as suas demonstrações financeiras referentes ao exercício de 2019 só devem ser apresentadas até 31 de julho

Auxílio emergencial

Caixa abre mais de 2 mil agências no sábado

Por enquanto, apenas quem recebeu a primeira parcela até 30 de abril e nasceu em janeiro pode sacar o valor

Saldo positivo

Após muita volatilidade, dólar acumula queda de 1,83% em maio; Ibovespa sobe 8,57% no mês

Uma suavização nos fatores de risco domésticos e globais permitiu que o dólar se despressurizasse em maio e levou o Ibovespa de volta aos 87 mil pontos

Presidente da Câmara

Maia rechaça aumento de impostos para suprir queda na receita e defende reformas

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que considera difícil qualquer tipo de aumento na carga tributária para compensar a queda de receita pública por causa da pandemia de covid-19

Para dirigentes de instituições

CMN estende restrição de dividendos até dezembro de 2020

O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu estender até dezembro de 2020 a regra que proíbe o aumento na remuneração de dirigentes de instituições financeiras e a distribuição de dividendos acima do mínimo obrigatório

Campos Neto fala

Para BC, é possível que efeitos do isolamento persistam até metade de 2021

Para Campos Neto, o medo que as pessoas sentem de serem contaminadas fará com que muitos mantenham hábitos adquiridos durante o período de quarentena

Com pandemia

20 mil testes foram realizados em empregados para detectar covid-19, diz Petrobras

Os testes fazem parte das medidas de segurança utilizadas pela empresa para conter o avanço da doença

O Leão está esperando

A contagem regressiva começou e você tem 30 dias até o prazo final

Se você é um dos muitos brasileiros que sempre deixam esta tarefa para os minutos finais, recomendo que mude os seus planos. O Seu Dinheiro pode te ajudar.

Concessão

Em tom de festa e com perguntas de aliados, governo renova Malha Paulista

Com um tom de comemoração, o governo anunciou na quinta-feira, 28, em evento online, a renovação da Malha Paulista com a Rumo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu