Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2018-10-08T12:32:04-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Governança

Novo acordo deve acabar com batalha de acionistas na Qualicorp

José Seripieri Filho, o Júnior, se comprometeu a investir os R$ 150 milhões que recebeu em ações da própria empresa, que agora terá representante da XP Gestão no conselho

8 de outubro de 2018
9:08 - atualizado às 12:32
José Seripieri Filho, presidente da Qualicorp
Júnior também abriu mão da remuneração variável a que tinha direito neste ano - Imagem: Divulgação/Fiesp

A batalha de acionistas que se anunciava na Qualicorp depois do anúncio do polêmico acordo que colocou R$ 150 milhões no bolso do presidente caminha para uma solução diplomática.

Ontem à noite, enquanto o país conhecia o resultado do primeiro turno das eleições, a administradora de planos de saúde coletivos anunciou uma série de medidas para melhorar a governança corporativa.

O acordo incluiu o compromisso de José Seripieri Filho, presidente e fundador da Qualicorp, de reinvestir a bolada recebida em ações da própria empresa. Ele também abriu mão da remuneração variável a que tinha direito neste ano.

A Qualicorp anunciou ainda uma mudança na composição do conselho de administração, com a entrada de Rogério Calderón Peres. Ele é representante da XP Gestão, segundo principal acionista da empresa. A gestora havia ameaçado entrar na Justiça para buscar reparação contra o acordo.

Perto das 12h, as ações da Qualicorp eram negociadas em alta de cerca de 8%, também embaladas pela euforia que tomou conta do mercado depois do resultado do primeiro turno das eleições presidenciais.

Entenda o caso

As ações da Qualicorp reagiram com uma queda violenta de 30% na semana passada ao anúncio do pagamento a Seripieri, conhecido no mercado com Júnior. Originalmente, os únicos compromissos do executivo em troca do dinheiro era permanecer com suas ações - ele detém 15% do capital da empresa - e não competir com a companhia por um prazo de seis anos. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abriu um processo administrativo para apurar a operação.

O negócio foi aprovado pelo conselho de administração da Qualicorp. Seripieri faz parte do conselho, mas não participou da reunião que decidiu sobre o acordo. A partir de agora, todas as operações com as chamadas “partes relacionadas” na empresa, o que inclui executivos e acionistas, precisarão ser aprovadas também pelos acionistas.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Ele está de volta?

Setores fazem pressão por volta do horário de verão

Criado com a finalidade de aproveitar o maior período de luz solar durante a época mais quente do ano, o horário de verão foi instituído no Brasil em 1931 pelo então presidente Getúlio Vargas e adotado em caráter permanente a partir de 2008.

MANOBRAS

Juiz põe no banco dos réus ex-gestores do banco Máxima por gestão fraudulenta

O Banco Máxima S.A. informa que seus atuais acionistas assumiram a administração do banco em 2018, após aprovação pelo Banco Central, e que os integrantes da antiga gestão não têm mais qualquer relação com a instituição financeira

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies