Menu
2019-10-31T12:16:41+00:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Juros

Trump: Nosso problema não é a China, mas sim nosso Banco Central

Presidente americano Donald Trump volta a criticar o Federal Reserve (Fed), banco central americano, por não deixar o juro negativo nos EUA

31 de outubro de 2019
12:16
Presidente dos EUA, Donald Trump, e presidente do Fed, Jerome Powell
Imagem: Official White House Photo by Andrea Hanks

As pessoas estão muito desapontadas com Jerome Powell e o Federal Reserve (Fed), banco central americano. É assim que começa o tuíte do presidente americano Donald Trump, no qual pede juro negativo nos EUA e diz que a China não é o problema, mas sim o banco central.

Segundo Trump, que é crítico contumaz do Fed, os juros altos e o dólar estão prejudicando as empresas americanas. Para ele, o juro nos EUA deveria ser menor que o da Alemanha, Japão e outros países. “Somos, de longe, o maior e mais forte país, mas o Fed nos coloca em desvantagem competitiva”, escreveu, complementando que “vamos vencer de qualquer forma”.

A canelada de Trump até que demorou, geralmente ele bate no Fed e em Powell logo após as decisões. A reunião do Fed foi ontem, quando o colegiado anunciou a terceira redução consecutiva do custo do dinheiro nos EUA, que agora tem taxa básica entre 1,5% e 1,75% ao ano.

Segundo Powell, o Fed atuou para dar suporte à economia americana diante do risco de desaceleração global, incertezas sobre a guerra comercial e inflação abaixo das metas. Mas o cenário básico é de crescimento, com mercado de trabalho forte.

Ainda de acordo com Powell, o atual patamar de juros deve continuar dando suporte ao crescimento dos EUA, indicando que o Fed pode fazer uma pausa nos cortes para avaliar o efeito das medidas já tomadas sobre a atividade, ainda mais agora com uma redução das tensões comerciais e menor preocupação com uma recessão global.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Diplomacia

Bolsonaro e líderes tentam vender o peixe dos Brics a empresários

Presidentes do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul contam a empresários o que têm feito para melhorar o ambiente de negócios

Na ponta do lápis

Natura, brMalls, Qualicorp… os balanços que movimentam os mercados nesta quinta-feira

Resultados das companhias vieram mistos, com dados positivos e negativos para todos os lados. Confira cada um deles

Seu Dinheiro na sua noite

A quarta-feira 13 da Via Varejo

Assim como no cinema, as histórias das empresas com ações na bolsa podem ser divididas em vários gêneros, para todos os gostos. Existem as comédias, estreladas por aquelas companhias que vivem arrancando sorrisos de seus acionistas com crescimento das operações e do lucro. Temos também os faroestes, de empresas em setores que enfrentam forte competição. […]

Corrupção em SP

Lava Jato fecha acordo de leniência de R$ 214 milhões com Andrade Gutierrez

Documento refere-se a ilícitos cometidos pela companhia em obras do Metrô de São Paulo, Prefeitura de São Paulo, CPTM, DERSA, EMTU e CODESP nos governos do PSDB

Medidas do governo

Pesquisa mostra que 57% dos brasileiros reprovam congelamento de salários de servidores

Levantamento da XP mostra também que o conhecimento sobre o pacote de reformas estruturais apresentado no início deste mês é limitado

O Disney Plus vem aí

Te cuida, Netflix: o novo serviço de streaming da Disney já tem 10 milhões de usuários

As ações da Disney dispararam com a informação de que, em apenas um dia, o novo serviço de streaming da companhia já conta com 10 milhões de usuários. E agora, Netflix?

Próximos passos

Banco dos BRICS quer trabalhar com mais empréstimos em moedas locais

NDB tem como foco o financiamento de projetos no Brasil, na Rússia, na Índia, na China e na África do Sul

Trato feito

Grupo Prumo e Siemens AG assinam acordo de cooperação em projetos de energia

Assinatura ocorreu durante a reunião do BRICs, em cerimônia que contou com a presença dos principais executivos das companhias envolvidas

Ficou difícil

Negociação EUA-China trava por questão de compras agrícolas, dizem fontes

Impasse sobre agricultura cria outro obstáculo no caso, conforme Pequim e Washington tentam fechar a fase 1 do acordo

Mantendo relações

Bolsonaro confirma viagem à Índia em janeiro de 2020

Mais cedo, presidente teve reunião com o presidente da China, Xi Jinping, para a assinatura de acordos bilaterais

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements