Menu
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Resposta

Tesouro Nacional admite problema que faz Tesouro Selic perder da poupança e diz estar buscando solução

Spread entre preços de compra e venda tem impacto negativo sobre preços do Tesouro Selic, mas Tesouro Nacional diz que se trata de proteção ao investidor; no atual contexto de juros baixos, entretanto, órgão diz querer minimizar o problema

2 de abril de 2019
15:04 - atualizado às 16:30
Bandeira do Brasil com moedas na frente
"De fato, o spread aplicado aos títulos Tesouro Selic, em particular, reduz sua rentabilidade para os investidores que resgatam antes do vencimento", diz Tesouro. Imagem: Positiffy/Shutterstock

O Tesouro Nacional reconheceu, em nota ontem à noite, que o spread entre os preços de compra e venda dos títulos Tesouro Selic via Tesouro Direto têm impacto sobre a rentabilidade do título e disse já estar buscando uma solução que permita, em breve, a redução deste impacto.

Ontem eu mostrei aqui no Seu Dinheiro que o Tesouro Selic (LFT), título público com remuneração atrelada à taxa básica de juros, anda perdendo da poupança em prazos inferiores a seis meses para quem investe nele pelo Tesouro Direto. Pior que isso: em prazos de alguns dias, o investidor pode ter retorno negativo neste que deveria ser o mais conservador de todos os investimentos.

Para fazer uma longa história curta, acaba que se você vender um Tesouro Selic antes do vencimento, sua rentabilidade pode ser pior que a da poupança nova, aquela que paga 70% da Selic mais Taxa Referencial quando a taxa básica de juros é igual ou menor do que 8,5% ao ano.

Portanto, este título é interessante para quem o leva até o vencimento, posto que ele remunera a variação da Selic, mas não para uma reserva de emergência, que pode precisar ser resgatada a qualquer momento. A análise completa e as sugestões de onde investir sua reserva de emergência você encontra na minha reportagem.

O problema que provoca esse comportamento nos preços do Tesouro Selic é o spread existente entre o preço de compra e o preço de venda de um mesmo título, numa mesma data. O preço de compra é maior que o de venda, do ponto de vista do investidor pessoa física.

Ontem à noite, o Tesouro Nacional me enviou uma nota explicando sobre o spread e admitindo o problema, dizendo que, de fato, essa diferença reduz a rentabilidade do Tesouro Selic para os investidores que o resgatam antes do vencimento e que esse efeito é mais acentuado nas primeiras semanas.

Mais do que isso, o Tesouro diz que já está buscando uma solução que permita, em breve, a redução desse impacto no atual contexto de juros nas mínimas históricas. Tomara que venha novidade boa por aí!

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Confira a nota do Tesouro Nacional sobre o Tesouro Selic na íntegra

"Os títulos do programa Tesouro Direto são negociados com base nos preços do mercado secundário de títulos públicos, sendo atualizados três vezes ao dia. Entretanto, para evitar que oscilações nos preços entre uma atualização e outra resulte em perdas para os investidores ou para o Tesouro Direto, existe uma prática de se aplicar um spread entre os preços de compra e de venda.

De fato, o spread aplicado aos títulos Tesouro Selic, em particular, reduz sua rentabilidade para os investidores que resgatam antes do vencimento. Esse efeito é mais acentuado nas primeiras semanas. Com o passar do tempo, o impacto desse spread torna-se pequeno, até que tenha um peso zero para quem resgata no vencimento. Ainda, o tempo para que o spread não influencie de maneira significativa a rentabilidade tende a ser maior em um contexto de taxas de juros baixas, como estamos vivenciando.

No atual contexto em que as taxas de juros no Brasil estão nas mínimas históricas, o Tesouro Nacional reconhece esses efeitos do spread sobre a rentabilidade e já está buscando uma solução que permita, em breve, a redução desse impacto."

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Poder

Congresso impõe agenda própria a Bolsonaro

Já são seis as iniciativas traçadas pelo Congresso para garantir maior influência e poder político após o abandono do presidencialismo de coalizão

Aviação

Segundo NYT, outro jato da Boeing pode ter problemas de segurança: o 787 Dreamliner

Segundo reportagem do New York Times, na fábrica do 787 na Carolina do Sul são comuns os casos de resíduos metálicos e ferramentas esquecidos dentro de aeronaves, além de peças defeituosas instaladas; até chiclete segurando o acabamento de uma porta já foi encontrado

O LEMA DE SÃO TOMÉ

Por que os gringos estão com o pé atrás em relação ao Brasil e à bolsa?

Apesar de o Ibovespa acumular alta em 2019, o fluxo de recursos estrangeiros para a bolsa no mercado à vista está negativo. Com a reforma da Previdência avançando aos trancos e barrancos, os gringos estão como São Tomé: só acreditam vendo

Transparência

Guedes defende mesma transparência do Copom para política de preços da Petrobras

Em entrevista, ministro voltou a defender que a estatal é livre para definir os preços

Petróleo

ANP nega mais prazo à Petrobras; campos terrestres irão para oferta permanente

Agência reguladora negou mais prazo para a estatal apresentar um plano de desativação de campos terrestres que não estão em produção há mais de seis meses

BOMBOU NA SEMANA

MAIS LIDAS: Siga o dinheiro

A vida dos milionários costuma fascinar as pessoas que ainda não chegaram e talvez nunca cheguem lá. Esse é o tipo de tema que costuma despertar as paixões humanas: admiração, inveja, raiva ou simplesmente a questão aspiracional. Quem não nasceu em uma família endinheirada certamente já pensou em como seria a sua vida se fosse […]

Atualização

Avianca cancela mais de 1.300 voos até dia 28

Guarulhos, Brasília e Galeão são os aeroportos mais prejudicados pelos cancelamentos. Já Congonhas e Santos Dumont parecem ter sido poupados

Piora nas contas

Déficit estrutural do setor público chega a 0,7% do PIB em 2018

Devido à deterioração das contas dos Estados e municípios, movimento de melhora das contas públicas pelo resultado oficial não aconteceu no estrutural, que apresentou piora no ano passado

Preço do diesel

Em áudio, Onyx diz que governo deu uma ‘trava na Petrobras’

Ministro da Casa Civil diz que os caminhoneiros podem ficar sossegados que o governo tem trabalhado para resolver o problema deles

Na mira de quem tem grana

Para que cidades os milionários estão se mudando?

Estudo mostra que Dubai, Los Angeles, Melbourne, Nova York, Sydney, Miami e São Francisco caíram nas graças dos endinheirados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu