Menu
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Hermanos em crise

PIB argentino: nova dose de agonia

Economia da Argentina recuou 4,2% no segundo trimestre de 2018 na comparação com o mesmo período do ano passado

19 de setembro de 2018
18:34 - atualizado às 23:55
Inflação nas alturas e PIB em queda livre: Macri enfrenta sérias dificuldades econômicas na Argentina - Imagem: Shutterstock

O PIB da Argentina contraiu 4,2% no segundo trimestre de 2018 em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados do Produto Interno Bruto foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas e Censos (Indec) do país.

Apesar de desastrosos, os resultados da economia argentina vieram melhor do que a expectativa de analistas consultados pela Trading Economics, que projetavam recuo de 5,3% no período. Em termos dessazonalizados, houve contração de 4,0% na passagem do primeiro trimestre para o período entre abril e junho.

Ainda de acordo com o Indec, o PIB da Argentina apresentou uma forte desaceleração em relação ao primeiro trimestre, quando houve expansão de 3,9% em base anual. No acumulado do ano em relação ao mesmo período de 2017, a economia argentina apresenta contração de 0,5%. Más notícias para os hermanos, já não bastasse a inflação na máxima histórica.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu