Menu
2019-07-01T11:09:41-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Juros

Mercado vê Selic em 5,5% acreditando em reforma robusta da Previdência

Mesmo com BC falando que não há relação direta entre reforma e corte de juros, projeções seguem em queda no Focus

1 de julho de 2019
10:20 - atualizado às 11:09
Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Embora o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, tenha deixado claro que não há relação mecânica entre aprovação da reforma da Previdência e corte na taxa básica de juros, os analistas de mercado voltaram a reduzir a previsão para a Selic no fim 2019 e 2020.

A mediana do Focus para a Selic caiu para 5,5% de 5,75%. Há quatro semanas, a projeção era de estabilidade em 6,5%. Para 2020, o ajuste foi maior, com a mediana saindo de 7,25% há quatro semanas para 6% agora.

Essas projeções parecem embutir a certeza de que o Congresso vai aprovar uma reforma da Previdência bastante robusta e que o impacto dessa reforma será deflacionário.

Na semana passada, Campos Neto disse que o BC entende que a reforma será aprovada, estimulando a atividade. O que importa para o BC é como a reforma vai afetar a inflação e essa é uma avaliação que poderá ser feita só depois que soubermos que reforma sairá do Congresso.

Na terça-feira, o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) deve apresentar seu novo relatório e a expectativa é de que o texto comece a ser votado na comissão especial. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, trabalha para que o projeto seja levado ao plenário antes do recesso parlamentar.

É um desafio enorme discutir e votar uma PEC em dois turnos em meia dúzia de sessões, mesmo existindo a consciência dentro do Congresso de que está na hora de superar essa pauta. Uma das alternativas que ouvi é que seria possível, no melhor dos cenários, fazer a votação em primeiro turno antes do recesso.

Essas projeções do Focus mostram um confiança muito grande de que o Congresso “vai fazer a coisa certa”, mas acreditar demais na política e nos políticos parece algo arriscado. As decepções do mercado costumam ser mais contundentes que essas ondas de otimismo que temos visto por agora.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

No lado dos preços, os prognósticos feitos pelo mercado também são bastante favoráveis. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve fechar o ano em 3,8%, contra uma meta de 4,25%.

Para 2020, a mediana caiu para 3,91%, contra uma meta de 4%. Vale lembrar que as ações do BC visam cada vez mais o ano de 2020.

Olhando para horizontes mais longos, temos a inflação projetada exatamente na meta de 3,75% para 2021. Para 2022, a mediana também está em 3,75%, mas deveremos observar uma convergência para 3,5% ao longo das próximas semanas, que foi a meta definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

CARRO-CHEFE

Pesquisa e tecnologia fazem o país bater recorde na exportação agrícola

As exportações, puxadas pelo aumento expressivo das vendas de milho, algodão e carne, devem atingir as 200 milhões de toneladas neste ano

Lula solto impacta mais ainda eleições, diz Doria

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai impactar ainda mais o cenário eleitoral depois de ser colocado em liberdade, avalia o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Em entrevista ao Estadão/Broadcast, Doria disse que para o petista é uma “questão de honra” lançar uma chapa competitiva para disputar a Prefeitura de São […]

Melhora da economia interrompe perda de popularidade de Bolsonaro, diz Datafolha

O otimismo em relação à atividade econômica nos próximos meses aumentou para 43%, ante 40% em agosto e 50% no início do governo

NOVO RACHA

PSDB terá candidato à presidência em 2022, garante Bruno Araújo

João Doria prepara sua própria candidatura à sucessão de Jair Bolsonaro. Enfrenta, porém, um concorrente interno: Eduardo Leite, governador do RS

Saiba três formas de investir nas ações ou ganhar dinheiro com o IPO da XP

Você pode investir diretamente nas ações da XP lá fora abrindo conta em uma corretora americana, via fundos ou comprando papéis de um banco aqui no Brasil

O que você precisa saber sobre o IPO da XP na bolsa americana Nasdaq

Eu conto para você se vale a pena se tornar sócio da empresa responsável por inaugurar no Brasil o modelo de plataforma aberta de investimentos para o público de varejo

A terceira onda. Um novo milagre econômico vem por aí?

Tudo indica que um novo bull market das commodities esteja começando. E, como das outras vezes, isso será extremamente benéfico para o Brasil

Oxford Economics eleva previsão de crescimento do PIB do Brasil em 2020 para 2%

Casa avalia que as recentes tarifas sobre o aço e alumínio brasileiro não devem atrapalhar a recuperação da atividade, que vem ganhando fôlego

Marfrig confirma oferta subsequente de ações que pode somar R$ 3,3 bi

A oferta será primária e inclui um lote secundário, para a venda de ações detidas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES)

BLACK WEEK

MAIS LIDAS: Quem bombou na Black Friday?

Meus vizinhos se empolgaram na Black Friday. E não foram só eles: os números do varejo mostram um crescimento considerável na edição deste ano

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements