Menu
2018-10-15T14:42:24+00:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Mercados

Estrangeiro vira a mão e está vendido em Ibovespa futuro

Em apenas nove pregões “aposta” do não residente na alta da bolsa tem uma das maiores reversões do ano

15 de outubro de 2018
12:22 - atualizado às 14:42
BullXBearcom setas
Imagem: Shutterstock

As posições no mercado futuro mostram uma firme mudança de postura dos investidores estrangeiros no mercado de índice futuro do Ibovespa. Em apenas nove pregões a “aposta” de alta, que somava quase 175 mil contratos, virou uma leve posição vendida, ou de queda, de 402 contratos.

Já tínhamos alertados para mudança de posição na semana passada. O que chama atenção é a velocidade de reversão, pois desde o começo de junho o não residente vinha carregando firme posição comprada, próxima a 150 mil contratos. Agora, a posição vendida volta a patamares não vistos desde o fim de maio.

A contraparte do estrangeiro nesse mercado é o investidor institucional (fundos de investimentos), que saiu de uma posição vendida de pouco mais de 180 mil contratos, para apenas 1.670 contratos vendidos. Assim, o mercado de Ibovespa futuro abre a semana “mais leve”, ou seja, sem grandes apostas para nenhum dos lados.

Segundo o sócio e fundador da Novus Capital, Luiz Eduardo Portella, o estrangeiro opera Brasil como um mercado emergente padrão. Quando o local estava pessimista, eles compraram índice, pois a perspectiva para emergentes estava melhorando.

Agora, diz Portella, com o cenário eleitoral mais positivo eles venderam a posição, pois há uma piora de cenário para emergentes em função da forte queda recente da bolsa americana.

Outra forma de ler a movimentação é que o estrangeiro realizou lucros quando o mercado melhorou e os fundos reduziram sua posição defensiva. Agora ambos estão à espera de melhores definições, tanto locais quanto externas, antes de montarem posições mais expressivas.

A função do Ibovespa futuro

Uma forma de ler as posições no Ibovespa futuro é como uma proteção (hedge) às oscilações no mercado à vista. Por exemplo. O investidor está comprado em bolsa no mercado à vista e vai proteger essa exposição no mercado futuro vendendo contratos de Ibovespa.

No entanto, o mercado também opera o Ibovespa futuro com um ativo em si. Podendo montar apostas de alta (comprado) ou de queda (vendido) no Ibovespa.

Olhando o fluxo de estrangeiros no mercado à vista, com dados até o dia 10, o resultado era positivo em R$ 1,9 bilhão na Bovespa. O institucional também tinha saldo positivo de R$ 1,277 bilhão no mesmo período. Vale lembrar que o não residente responde por mais de 48% do movimento da bolsa brasileira.

Posição no mercado de câmbio

No mercado de dólar futuro e cupom cambial (DDI, juro em dólar), o não residente seguiu comprando moeda americana na semana passada. O estoque de posição é de US$ 38,643 bilhões.

Na ponta de venda, estão os bancos, vendidos em US$ 18,3 bilhões, e os fundos de investimentos, também vendidos em US$ 22,7 bilhões.

A avaliação sobre possíveis perdas e ganhos com as posições é sempre feita em tese, pois não sabemos a que preço a compra ou venda foi feita. Além disso, esses agentes podem ter posições em moeda estrangeira no mercado à vista e em derivativos de balcão. Bancos, por regra, não podem ter exposição cambial direcional. É uma medida prudencial.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Bandeira branca no radar?

EUA devem estender licença da chinesa Huawei para atender clientes do país

Movimento dos EUA pode ser visto como positivo para o fim da guerra comercial com a China já que a companhia foi um dos focos de tensões entre os gigantes

Governador de Minas

‘Governo entra em pautas minúsculas’, avalia Romeu Zema

Em entrevista, governador de MG nega que esteja sendo “tutelado” pelo partido Novo e avaliou que o presidente Jair Bolsonaro deveria “focar em coisas maiores, grandiosas”

Corrida contra o tempo

Tarifa de importação do Mercosul pode cair já em 2020

Com receio de que o grupo político da ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner volte ao poder, o governo brasileiro tem pressa

Agora vai?

Governo enviará ao Congresso na próxima semana projeto para destravar privatização da Eletrobras

Proposta deve conter os mesmos itens que estavam na Medida Provisória 879, que não foi votada pela Câmara

Olha quem apareceu

Rede de varejo Le Biscuit, da Vinci Partners, estreia no comércio online

Entrada da empresa no mundo online ocorrerá em etapas e segue uma tendência mundial

Olha a oportunidade aí

Movimentos para ofertas de ações no 2º semestre aceleram

Reuniões com os bancos de investimento se intensificam e companhias começam a fechar acordos para levar as ofertas adiante

Eita!

Chefes da Receita Federal ameaçam entrega de cargos por interferência política

De acordo com apuração, seis subsecretários do órgão estão fechados nessa posição

À beira do abismo

Sob pressão financeira, Oi procura bancos para encontrar saída

Operadora precisa levantar R$ 2,5 bilhões, mas ainda não tem ideia de como fará essa captação de recursos

Batalha contra a desaceleração

China divulga reforma de juros para reduzir custo de financiamento de empresas

Movimento anunciado deve reduzir ainda mais as taxas de juros reais para as companhias do país

Entrevista

Criador da CVM diz que mercado brasileiro não precisa de mais regulação

Para Roberto Teixeira da Costa, momento é de libertar a capacidade criativa das pessoas; em entrevista ao Seu Dinheiro, ele fala sobre mercado de capitais, economia brasileira e a figura do analista de investimentos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements