Menu
2019-02-13T16:39:12+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Otimismo no mercado

Credit Suisse eleva ações da BR Distribuidora para “outperform” e sobe preço-alvo de Cosan e Ultrapar

Privatização da BR é um dos fatores que impulsionou o otimismo do banco para as ações da companhia

13 de fevereiro de 2019
16:39
Posto de combustíveis Petrobras / BR Distribuidora
Banco também subiu o preço-alvo para a companhia, de R$ 24/ação para R$ 34/açãoImagem: Shutterstock

Olho nas oportunidades! O Credit Suisse elevou nesta quarta-feira, 13, a sua recomendação para os papéis da BR Distribuidora para "outperform", ou seja, um desempenho acima da média do mercado.

O relatório divulgado pelo banco também uma alta no preço-alvo para a companhia, de R$ 24/ação para R$ 34/ação, o que representa um potencial de alta de 33% ante o fechamento de ontem, de R$ 25,32. De acordo com o Credit, a mudança teve como base dois cenários: um com a privatização da empresa e outro com ela permanecendo como está.

"Nós acreditamos que a Petrobras alienará partes adicionais da BR e, potencialmente, irá ceder sua posição de controle", Credit Suisse.

Para a instituição, caso a BR seja privatizada, o risco da empresa será mitigado e a ela tenderá a ter melhores custos e mais eficiência.

Mas vale lembrar que nem tudo na BR Distribuidora depende da privatização. O Credit reduziu, por exemplo, a estimativa de margem Ebitda do grupo para R$ 70/m3 em 2019, o que ainda representaria um valor da empresa em relação ao Ebitda (EV/Ebitda) de 9,5 vezes em 2019, contra 10 vezes para a Ultrapar, por exemplo.

"Entretanto, no cenário de privatização a companhia chegaria a um EV/Ebitda de 6,6 vezes em 2020 (após aprimoramentos serem concluídos). Nós agora também esperamos melhoras no fluxo de caixa para os próximos dois anos diante dos recebíveis da Eletrobras, levando para um rendimento de fluxo de caixa livre ao acionista (FCFE) de 8%, que provavelmente se tornará um rendimento de dividendos", conclui o relatório.

Cosan e Ultrapar também surfam

O Credit Suisse também revisou o preço-alvo dos papéis da Cosan ON, de R$ 45 para R$ 50 por ação, com potencial de valorização de 17,53% ante o fechamento de ontem (de R$ 42,54).

Já o preço-alvo para a Ultrapar ON subiu de R$ 39/ação para R$ 48/ação, com potencial de queda de 10,6% ante o fechamento de ontem, de R$ 53,69/ação.

Ambas as mudanças levaram em conta o menor custo de capital e atualizações nos modelos do banco.

*Com Estadão Conteúdo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

será que vai?

Guedes não mostrou proposta de privatização da Petrobras, diz Bolsonaro

Ontem, reportagem disse que o governo quer concluir a venda da estatal até 2022; as ações da Petrobras dispararam

mais um que passou

Câmara aprova projeto que permite posse de arma em toda a propriedade rural

Projeto segue para Bolsonaro sancionar ou vetar; regra atual diz que posse só é permitida na sede da propriedade

Bolsa

Ação da Telebras dispara com privatização no radar, mas não deveria

Com a alta de mais de 60% ontem na bolsa, o valor de mercado da Telebras na bolsa passou para mais de R$ 1,9 bilhão, mas os resultados da estatal nem de longe justificam toda essa euforia. E os minoritários ainda correm o risco de diluição

O paraíso dos especuladores

Você prefere ser um abutre rico ou um argentino quebrado?

A Argentina jamais se soergueu ao governo peronista. Tornou-se a pátria da inflação, dos choques heterodoxos, das reformas monetárias e das moratórias – e o paraíso dos especuladores.

Mercado entre estatais e BCs

Mercado fez a festa com notícia “requentada” sobre privatização de empresas estatais, mas agora aguarda ata do BCE e discurso em Jackson Hole

Com acordo

Senado aprova MP da liberdade econômica sem previsão de trabalho aos domingos

Governo preferiu recuar e concordar com a retirada da autorização para trabalho aos domingos para garantir a votação da medida a tempo

Seu Dinheiro na sua noite

Temporada de caça às estatais

Uma das críticas mais recorrentes ao governo nesse começo de gestão Bolsonaro foi a aposta de todas as fichas na reforma da Previdência. Durante os longos meses de tramitação da proposta na Câmara, o país ficou praticamente parado. O saldo do projeto aprovado pelos deputados e que agora está no Senado revelou-se até melhor do […]

Dinheirinho na mão

Saque do FGTS terá impacto mais importante na renda de Norte e Nordeste

Saques médios a serem liberados representam 21,5% da renda habitual média da região Nordeste, e 20,1% da renda habitual média do Norte

Um pente-fino

Quais são e como atuam as empresas que o governo pretende privatizar

Equipe econômica de Bolsonaro anunciou nesta quarta-feira as empresas que serão os novos alvos do governo nas privatizações do segundo semestre

Assunto que interessa

Câmara instala comissão especial para analisar novo marco legal para saneamento

Proposta será relatada pelo deputado Geninho Zuliani (DEM-SP) e o presidente do colegiado será o deputado Evair de Melo (PP-ES)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements