🔴 NOVA META: RENDA EXTRA DE ATÉ R$ 2.000,00 POR DIA – VEJA COMO

Danielle Fonseca
MAIS TRABALHO À FRENTE

Pão de Açúcar (PCAR3) chegou à metade do trabalho de reestruturação, diz CEO; foco segue em redução de despesas

Pão de Açúcar deve seguir com redução de despesas e foco nas principais bandeiras da marca, mas mercado segue cético e ações caem

Danielle Fonseca
19 de setembro de 2023
19:25
Sede do Grupo Pão de Açúcar
Sede do Grupo Pão de Açúcar - Imagem: Divulgação

Desde que assumiu a liderança do Grupo Pão de Açúcar (PCAR3) em fevereiro de 2022, Marcelo Pimentel tem como missão fazer uma reestruturação, que inclui pontos como a venda de ativos não essenciais e a redução de despesas para que a rede de supermercados volte a ter maior eficiência.

Em entrevista ao Seu Dinheiro após participação no evento de varejo Latam Retail Show, o CEO disse que acredita que já chegou à metade desse processo de reestruturação, que está mais avançado no que se refere às operações do grupo e às vendas de ativos.

Porém, reconhece que ainda há muito o que ser feito principalmente em relação a cortes de gastos e à estrutura de capital da companhia.

“Do lado operacional estamos bem avançados, já passamos da metade desse processo. Foram seis trimestres consecutivos ganhando market share e estamos gradualmente melhorando a margem comercial e reduzindo nossas despesas. A estrutura do negócio continua evoluindo trimestre a trimestre,”, afirmou.

“Mas temos trabalho que continua sendo feito na estrutura do capital. Fizemos a venda de ativos non core [não essenciais], fizemos a venda da fatia da Êxito. Acredito que estamos no meio da jornada”, completou.

Grupo Pão de Açúcar mais enxuto

Entre os pontos no qual destacou que o grupo precisa continuar a trabalhar está a redução de despesas operacionais.

Pimentel conta que já houve uma redução do tamanho do grupo como um todo, incluindo na estrutura física do escritório e de pessoas, com demissões.

Além disso, citou a busca por redução de custos de abertura e manutenção de lojas da companhia, que está com maior foco nas bandeiras Pão de Açúcar e Pão de Açúcar Minuto. Esta última tem o conceito de lojas menores e mais próximas do consumidor.

“Vamos terminar este ano com ganho incremental em relação à corte de despesas, e vamos continuar trabalhando nisso. Esse é um trabalho que nunca acaba também”, disse.

Expansão da bandeira Pão de Açúcar Minuto

Em relação ao crescimento das lojas Pão de Açúcar Minuto, o executivo contou que o foco é na expansão da bandeira em São Paulo e que segue com a ambição de chegar a 300 lojas nos próximos anos.

Porém, disse que o processo de abertura de lojas é feito com cuidado, para “não cair em uma armadilha de expansão exagerada”, que tenha alta taxa de mortalidade.

“Dessas 300, já abrimos mais de 120 lojas e vamos fechar o ano perto de 140 lojas. Mas com muito foco em garantir a assertividade nesta expansão”, revelou.

PODCAST TOUROS E URSOS - O que vai ser, Campos Neto? As apostas do mercado para a decisão do Banco Central sobre a Selic

Abertura de lojas Minuto ajuda nas vendas online

Segundo o CEO, a abertura de lojas e o aumento da capilaridade da rede de supermercados em São Paulo ajuda no processo de entrega de compras online, dando suporte ao crescimento desse segmento.

Pimentel explica que cada loja funciona como se fosse um centro de distribuição de produtos, o que permite acelerar formas de entrega mais rápidas, como o número de entregas até em uma ou duas horas e entregas programadas.

O executivo também disse que 50% das entregas do e-commerce do Pão de Açúcar já são para o mesmo dia e querem chegar a 70% pelo menos.

Hoje, o comércio eletrônico representa 12% das vendas totais.

Mercado segue cético com ações do Pão de Açúcar

Apesar de o CEO do grupo destacar os avanços operacionais, analistas seguem céticos em relação à recuperação da companhia e as ações têm sofrido.

Nesta terça-feira (19), o Bank of America (BofA) afirmou que projeta que a rede opere com prejuízo até 2027.

Segundo os analistas, a cisão das operações da rede colombiana Éxito (EXCO32) no mês passado nem de longe deve ser suficiente resolver os problemas da rede.

Desse modo, os analistas do banco decidiram cortar o preço-alvo das ações do GPA de R$ 15 para R$ 3,50 e mantiveram a recomendação de venda.

As ações do grupo fecharam o pregão de hoje com queda de 6,90%, a R$ 4,05 após o relatório do banco norte-americano.

Compartilhe

O boi Subiu no telhado?

Sinal vermelho para a Minerva (BEEF3): autoridade uruguaia barra compra de plantas de abate da Marfrig (MRFG3) no país

21 de maio de 2024 - 18:38

O negócio faz parte de uma transação de R$ 7,5 bilhões anunciada em agosto do ano passado; Minerva deve recorrer da decisão

LUCHA LIBRE DAS FINTECHS

Como o Mercado Livre (MELI34) pretende enfrentar o Nubank em disputa pelo mercado do México

21 de maio de 2024 - 17:26

O Mercado Pago está em busca de uma licença bancária para se estabelecer como “o maior banco digital do México”, em uma briga direta com o Nu

FICOU BARATA?

Ação da Suzano não para de cair na B3 — e esse bancão vê dois futuros possíveis para SUZB3. É hora de abocanhar os papéis?

21 de maio de 2024 - 12:28

O BTG Pactual acredita que a intensa desvalorização recente abriu uma oportunidade de se tornar sócio da companhia a preços muito baixos — mas há riscos no radar

NADANDO COM TUBARÕES

Adeus, Shark Tank? Justiça acata recuperação judicial da Polishop, de João Appolinário

21 de maio de 2024 - 12:16

Em meio a cobranças e ações de despejo, recuperação judicial protege a Polishop de seus credores por 180 dias

TENTATIVA DE RECUPERAÇÃO

Unigel obtém acordo com credores para reestruturar dívida de mais de R$ 4 bilhões

21 de maio de 2024 - 9:40

A empresa de químicos começou a romper compromissos com alguns credores em setembro de 2023, antes de entrar com a proposta de recuperação

REPORTAGEM ESPECIAL

Pão de Açúcar (PCAR3) volta às origens e tenta se reinventar após “desmanche” no fim da era Casino

21 de maio de 2024 - 6:19

Situação do Pão de Açúcar pode mudar à medida que a atual administração consiga trazer a operação de volta à rentabilidade; saiba o que esperar das ações da rede de supermercados

AVAL DOS MUNICÍPIOS

Sinal verde para privatização: Municípios de SP aprovam “último passo” para desestatizar a Sabesp (SBSP3)

20 de maio de 2024 - 18:47

No passo final do processo de desestatização, centenas de prefeitos de São Paulo assinaram um contrato unificado com a companhia de saneamento

DE OLHO NAS REDES

Interferência na Petrobras ainda vai longe? Os planos de Lula para a empresa não agradam nem um pouco o mercado — e agora? 

20 de maio de 2024 - 18:11

Os ruídos dentro na Petrobras (PETR4) não são de agora e a principal preocupação do investidor de PETR4 é a influência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na estatal.  Enquanto o governo quer que a estatal faça cada vez mais investimentos, o mercado enxerga que isso pode ser um perigo, dado o risco de […]

ENTENDA O IMBRÓGLIO

Vibra (VBBR3) compra seu edifício-sede no Rio, mas transação causa impasse para investidores de CRI e fundos imobiliários

20 de maio de 2024 - 17:02

Não se trata de um calote como os vistos no mercado de CRI no ano passado, mas sim de uma situação muito mais complexa do ponto de vista jurídico

MAIOR CAUTELA

Fusão entre Petz (PETZ3) e Cobasi anima analistas — mas esse bancão ainda vê potencial de alta limitado para ações

20 de maio de 2024 - 16:02

Bank of America elevou o preço-alvo dos papéis da Petz nesta segunda-feira (20), mas manteve recomendação neutra; entenda

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar