Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2022-01-14T18:42:49-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Ela disse não

Você não soube me dar valor: brMalls (BRML3) recusa proposta de fusão da Aliansce Sonae (ALSO3), e ações disparam

brMalls considerou que oferta da rival subavalia “consideravelmente” seu valor econômico justo e não atribui pagamento de prêmio em relação ao preço de fechamento da ação da companhia na última quinta-feira

14 de janeiro de 2022
12:24 - atualizado às 18:42
Shopping Leblon
Shopping Leblon, da Aliansce Sonae. - Imagem: Divulgação

A brMalls (BRML3) tinha até o início de fevereiro para responder à proposta de casamento da Aliansce Sonae (ALSO3), mas a resposta veio a cavalo. E foi um sonoro "não".

A pretendente pode até achar que a noiva está se fazendo de difícil, mas o mercado acha que a brMalls faz bem em se valorizar: as ações da companhia fecharam com alta de 7,01%, a R$ 8,40, ficando entre as maiores altas do Ibovespa. Os papéis da Aliansce Sonae avançaram 2,30%, a R$ 20,06, revertendo queda do início do dia.

Na madrugada de ontem, a Aliansce Sonae informou ao mercado que enviou ao conselho de administração da rival, no dia 4 de janeiro deste ano, uma proposta não vinculante de "fusão de iguais".

A possibilidade de combinação de negócios das duas companhias já vinha sendo aventada pelo mercado, e a proponente já tinha confirmado as conversas entre as empresas.

Mas nesta sexta (14), a brMalls emitiu um fato relevante recusando a oferta, "por entender que a referida proposta subavalia, consideravelmente, o valor econômico justo" da companhia e do seu portfólio de ativos "e, portanto, não atende aos melhores interesses dos acionistas da brMalls."

Segundo a companhia, seu conselho de administração foi unânime na recusa.

A oferta enviada pela Aliansce Sonae no dia 4 de janeiro envolvia o pagamento de R$ 1,35 bilhão em dinheiro aos acionistas da brMalls, uma quantia correspondente a 20% do valor de mercado atual da empresa. Na prática, os acionistas receberiam R$ 1,6184 por ação BRML3 na sua carteira.

Os 80% restantes seriam pagos em ações, sendo 0,31769690 ações ordinárias de emissão da Aliansce Sonae (ALSO3) por ação da brMalls.

Com isso, os acionistas da brMalls ficariam com 50% da empresa originada pela fusão. Segundo a Aliansce, a relação de troca “reflete um prêmio implícito de múltiplo relativo para os acionistas de BR Malls de aproximadamente 13%”.

Mas, segundo o fato relevante da brMalls, "a referida proposta não atribui pagamento de prêmio em relação ao fechamento da ação da companhia em 13 de janeiro de 2022."

É o fim?

Claro que não necessariamente isso significa o fim das negociações. A Aliansce Sonae ainda pode vir com uma nova proposta, que seja considerada mais atrativa pela brMalls.

Uma eventual fusão entre as duas companhias originaria a maior administradora de shopping centers da América Latina, muito à frente das rivais Multiplan (MULT3) e Iguatemi (IGTI11), com 69 centros de compras e lojistas que faturam R$ 38,5 milhões por ano.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

EXILE ON WALL STREET

Gaiola de investimento: não existe blindagem perfeita, mas é possível construir um portfólio robusto e uma carteira forte

Para construir uma carteira, são necessárias três decisões: alocação estratégica, alocação tática e a seleção dos fundos. Na série Os Melhores Fundos de Investimento você verá o resultado das carteiras recomendadas que inspiram os fundos de fundos (FoFs) da Vitreo

ADAPTANDO-SE À MODA

Em meio a dança das cadeiras, Lojas Renner (LREN3) troca CFO e anuncia plano de recompra de mais de R$ 450 milhões em ações

Varejista da moda embarca nas recompras em um momento no qual a bolsa parece começar a se recuperar da queda em 2021

Mercados Hoje

Ibovespa abre em queda e opera instável, com cautela no exterior; risco fiscal volta ao radar com PEC dos combustíveis

Na semana, o índice brasileiro ainda acumula alta de mais de 1%; veja o que movimenta o mercado hoje

MERCADO BITCOIN LIVRE

Mercado Livre compra participação no Mercado Bitcoin com foco em criptomoedas; parceria inclui acordo com Paxos, empresa de tecnologia blockchain

Esta não é a primeira vez que o Mercado Livre entra no mercado de criptomoedas: em 2021, a empresa havia comprado cerca de US$ 7,8 milhões em bitcoin

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro abre em queda e acompanha Nova York, enquanto dólar sobe para R$ 5,44

Com agenda esvaziada, tanto por aqui quanto no exterior, investidores devem ficar de olho no último dia do Fórum Econômico Mundial, enquanto aguardam reunião do Fed, agendada para a semana que vem

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies