🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-03-18T19:58:19-03:00
Carolina Gama
BALANÇO

Cadê o meu biscoito? M. Dias Branco (MDIA3) vê lucro cair 27,7% no quarto trimestre; conheça os resultados da dona das marcas Piraquê e Adria

Ações da empresa vêm sofrendo nas últimas semanas na bolsa brasileira por conta da disparada do preço do trigo, que é afetado pelo guerra entre Rússia e Ucrânia

18 de março de 2022
19:33 - atualizado às 19:58
Embalagens de produtos da Piraquê, uma das marcas da M. Dias Branco (MDIA3)
Imagem: Facebook / Piraquê

Dependente do preço das commodities agrícolas, principalmente do trigo, a M. Dias Branco (MDIA3) - que é dona das marcas Adria, Piraquê e Vitarella - tem visto a cotação de suas ações despencar desde o início da guerra entre Rússia e Ucrânia.

O conflito, que começou no último dia 24 de fevereiro, não teve efeito sobre os resultados da companhia no quarto trimestre de 2021, mas nem por isso a notícia para a fabricante de massas secas e biscoitos traz algum alívio. 

Entre outubro e dezembro do ano passado, a M. Dias Branco registrou lucro líquido de R$ 151,1 milhões, o que representa uma queda de 27,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. 

A receita líquida da empresa no período somou R$ 1,7 bilhão, um aumento de 27,2% em base anual.

Considerando os números de 2021, a M. Dias Branco viu seu lucro líquido encolher 33,9% ante 2020, para R$ 505 milhões, enquanto a receita no período foi de R$ 7,8 bilhões, um crescimento de 7,7% na mesma base de comparação. 

  • IMPORTANTE: liberamos um guia gratuito com tudo que você precisa para declarar o Imposto de Renda 2022; acesse pelo link da bio do nosso Instagram e aproveite para nos seguir. Basta clicar aqui

O vilão do resultado da M. Dias Branco

A M. Dias Branco explica que a queda no lucro líquido no ano passado é resultado, principalmente do recuo no Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), excluindo efeitos não recorrentes, e do impacto da elevação do CDI - atrelado à alta da Selic - e do IPCA no custo da dívida. 

  • Ebitda no quarto trimestre: R$ 182,7 milhões, queda de 4,9% em base anual
  • Ebitda em 2021: R$ 683,9 milhões, baixa de 29,8% em base anual
  • Margem Ebtida em 2021: 8,8% ante 13,4% em 2020

Outro fator que influenciou na redução dos lucros foi o reconhecimento, em 2021, de resultados não recorrentes positivos inferiores aos montantes reconhecidos em 2020: R$ 166,5 milhões versus R$ 418,8 milhões, respectivamente.

O biscoito ficou mais caro

A dona das marcas Adria, Piraquê e Vitarella explica o aumento da receita líquida com o aumento de dois dígitos nos preços médios de seus produtos. 

Em 2021, o preço médio foi de R$ 4,6 por quilo, 26% acima dos R$ 3,7 por quilo de 2020. Considerando apenas o quarto trimestre, o preço médio por quilo foi de R$ 4,9 ante os R$ 4,1 do mesmo período do ano anterior. 

Segundo a empresa, esse aumento se deve ao salto nos custos. O reajuste acabou custando participação de mercado para a M. Dias Branco.

Biscoitos

  • Quarto trimestre de 2021: 32,8%
  • Terceiro trimestre 2021: 31,2%
  • Quarto trimestre de 2020: 32,9%

Massas

  • Quarto trimestre de 2021: 30,0%
  • Terceiro trimestre 2021: 29,5%
  • Quarto trimestre de 2020: 32,5%

Compensando a alta das matérias-primas

Para compensar o aumento dos preços de suas matérias-primas, a M. Dias Branco reduziu despesas administrativas e com vendas, que representaram 21% da receita líquida no ano passado - abaixo dos 24,1% em 2020. 

No quarto trimestre, as despesas com vendas ficaram em 16,8% da receita líquida em comparação com 3,6% do mesmo período do ano anterior. 

Volume de vendas da M. Dias Branco

O aumento no volume de vendas do quarto trimestre não foi suficiente para segurar o desempenho do ano e a M. Dias Branco encerrou 2021 com queda nesse indicador.

No ano, a empresa somou 1,703 milhão de toneladas de produtos comercializados, resultado 14% menor do que em 2020.

Entre outubro e dezembro, o volume foi de 440 mil toneladas, um aumento de 6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

NOITE CRIPTO

Sem fôlego: bitcoin (BTC) opera em alta, mas ainda não volta para os US$ 20 mil; entenda por quê

Apesar do respiro desta sexta-feira (1), o bitcoin ainda sente todo o peso de um Federal Reserve mais agressivo contra a inflação. A semana também não foi tão positiva assim com o noticiário do universo digital.

VAI TER QUE PAGAR!

Um acordo de milhões: Petrobras (PETR4) se entende com a ANP sobre royalties da operação de xisto no Paraná

Segundo a estatal, o acordo envolve o pagamento de R$ 601 milhões pela companhia — um montante que já foi provisionado nas demonstrações financeiras

CASOU!

Enfim, sós! Localiza (RENT3) e Unidas (LCAM3) consumam combinação de negócios; confira detalhes

Por conta do enlace, hoje foi o último dia de negociação das ações de emissão da Unidas na B3

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Ibovespa começa julho com o pé direito, o reforço de caixa da MRV (MRVE3) e a semana em cripto; confira os destaques do dia

Que sexta-feira costuma ser o dia da semana favorito de muita gente não é novidade, mas você já reparou na tendência que temos de tentar fazer dele o mais leve de todos para não atrapalhar o descanso do fim de semana? Seja no escritório ou no mercado financeiro, o último dia útil é o momento […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa dá uma pausa nas perdas e sobe 0,29% na semana, mas dólar dispara e chega a R$ 5,32

O começo de julho foi mais animador para o Ibovespa, mas as dificuldades seguem pressionando o câmbio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies