🔴 ESTA CRIPTOMOEDA DISPAROU 4.200% EM 2 DIAS – VEJA SE VALE INVESTIR

Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
Balanço

Lucro do Itaú (ITUB4) sobe 15% no 1T22; veja o que fez o resultado superar a previsão do mercado

Melhora no lucro se estendeu à rentabilidade sobre o patrimônio líquido (ROAE, na sigla em inglês) do Itaú, que atingiu 20,4% no período

Flavia Alemi
Flavia Alemi
9 de maio de 2022
7:01 - atualizado às 0:15
Agência do Itaú Unibanco (ITUB4)
Agência do Itaú - Imagem: Divulgação

Seguindo a fila de divulgação dos balanços do primeiro trimestre, o Itaú Unibanco (ITUB4) registrou lucro líquido recorrente de R$ 7,361 bilhões entre janeiro e março de 2022.

O resultado representa um avanço de 15% na comparação com o mesmo período do ano passado e ficou acima do esperado pelo consenso da Bloomberg, que estimava um lucro de R$ 7,240 bilhões.

De acordo com o Itaú, entre os fatores que mais influenciaram os resultados está o crescimento da margem financeira com clientes, que subiu 23,9% em relação ao primeiro trimestre de 2021 e chegou a R$ 20,039 bilhões.

Em comunicado, o banco afirma que o número "foi impulsionado pelo maior volume de crédito e pela mudança de mix de produtos, com maior crescimento relativo de produtos com melhores spreads e crescimento das receitas com cartões, devido a maior faturamento."

A melhora no lucro se estendeu à rentabilidade sobre o patrimônio líquido (ROAE, na sigla em inglês) do Itaú, que atingiu 20,4% no período. O índice é maior que o registrado tanto no mesmo período do ano passado quanto no trimestre anterior, que marcaram 18,5% e 20,2%, respectivamente.

"Depois de um 2021 de importante recuperação, reunimos todas as condições para atravessar 2022 mantendo um balanço extremamente robusto, graças a um provisionamento adequado e compromisso com uma gestão focada em eficiência e a entrega do melhor atendimento aos nossos clientes”, afirmou em nota o diretor financeiro do Itaú, Alexsandro Broedel.

Leia também:

Despesas com provisões aumentam

De acordo com o Itaú, houve um salto no custo do crédito, que totalizou R$ 6,968 bilhões no primeiro trimestre, alta de 69,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

O banco informou que esse aumento ocorreu devido à alta de 57,8% das despesas de provisão para créditos de liquidação duvidosa (PDD), em razão da expansão da carteira de crédito de varejo ao longo do período.

A carteira de crédito total do Itaú, por sua vez, encerrou o primeiro trimestre com avanço de 13,9% em relação ao mesmo período de 2022, somando R$ 1,032 trilhão. O número também é 0,5% maior que o registrado no quarto trimestre.

Vale notar que a carteira de crédito imobiliário avançou 5,4%, mas o Itaú frisa que o crescimento já apresentou desaceleração em função do cenário de elevada taxa básica de juros.

Por outro lado, a inadimplência total também subiu no período, mas a um ritmo mais fraco do que o observado nos concorrentes. No total, as dívidas vencidas há mais de 90 dias chegaram a 2,6%, ou seja, 0,3 ponto percentual que no primeiro trimestre de 2021 e apenas 0,1 ponto percentual em relação ao quarto trimestre.

Receita com serviços segue pressionada no Itaú

Como vem sendo registrado nos últimos trimestres, a receita do Itaú com serviços de conta corrente continua pressionada. Houve queda de 3,5% em relação ao quarto trimestre, chegando a R$ 1,901 bilhão.

Comparando com o primeiro trimestre de 2021, porém, o banco teve alta de 5%. De acordo com o Itaú, a alta se deve ao início da tarifação do Pix nos pacotes PJ a partir de agosto do ano passado. Além disso, houve também cobrança do Pix avulso e aumento da base de clientes.

Na linha que inclui prestação de serviços e resultado de seguros, houve queda de 2,6% na comparação com o trimestre anterior. Segundo o Itaú, o recuo está ligado a receitas mais baixas com cartões, que são sazonalmente menores no primeiro trimestre.

Já na comparação com o mesmo período de 2021, a mesma linha cresceu 9,6%. Curiosamente, o destaque ficou justamente com o que penalizou o número na comparação trimestral: as receitas com cartões. Houve alta de 18,6% na receita com cartões devido a maior faturamento, tanto em emissão quanto em adquirência (intermediação dos pagamentos realizados com cartões de crédito e de débito).

Itaú mantém guidance para 2022

O banco manteve suas estimativas (guidance) para o desempenho operacional de 2022. Confira abaixo:

Consolidado
Carteira de crédito total9% a 12%
Margem financeira com clientes20,5% a 23,5%
Margem financeira com o mercadoR$ 1 bi a R$ 3 bi
Custo do créditoR$ 25 bi a R$ 29 bi
Receita de prestação de serviços e resultado de seguros3,5% a 6,5%
Despesas não recorrentes de juros3% a 7%
Alíquota efetiva de IR/CS30% a 33%
Fonte: Itaú Unibanco

Compartilhe

ATENÇÃO, INVESTIDOR

Dividendos: Banco do Brasil (BBAS3) anuncia R$ 1,1 bilhão em JCP — em proventos antecipados do 2T24

24 de maio de 2024 - 18:52

Para ter direito à remuneração, é necessário possuir ações do BB até o fim do pregão de 23 de junho

TRAGAM A COROA

Tchau, Itaú (ITUB4): Nubank (ROXO34) se torna o banco mais valioso da América Latina pela primeira vez em dois anos

24 de maio de 2024 - 17:24

Atualmente, o banco digital é avaliado em US$ 56,19 bilhões, equivalente a R$ 290,52 bilhões nas cotações atuais

DONA DO CHATGPT

De demissões a polêmicas em Hollywood: por que a gestão de Sam Altman à frente da OpenAI vem sendo alvo de críticas

24 de maio de 2024 - 16:24

Desde que recuperou o trono de CEO em novembro, Sam Altman viu a empresa que fundou adentrar uma nova onda de intrigas — incluindo uma controvérsia com a atriz Scarlett Johansson e acordos altamente restritivos com antigos funcionários

APERTO DE MÃOS

Azul (AZUL4) e Gol (GOLL4) anunciam acordo de cooperação para ‘mesclar’ malhas aéreas em meio a rumores de fusão das empresas

24 de maio de 2024 - 8:34

Entre as novas rotas compartilhadas, os clientes terão à disposição também oportunidades mais convenientes de conexão

UMA BATALHA DE GIGANTES

Mercado Livre quer se tornar maior banco digital do México — mas expansão do Nubank pode atrapalhar os planos

23 de maio de 2024 - 20:04

O banco do cartão roxo liderou a adição de usuários ativos mensais (MAU) no país, de acordo com relatório do Bank of America

UM AUXÍLIO PARA A DANÇA DAS CADEIRAS

Vale (VALE3) contrata consultoria internacional para seleção de novo CEO e dá mais um passo no processo de sucessão do comando

23 de maio de 2024 - 19:22

A escolhida para assessorar o conselho de administração na busca foi a Russell Reynolds, que entregará uma lista de três possíveis nomes para o cargo ao CA

Mais uma espera

Americanas (AMER3) adia novamente a divulgação dos balanços de 2023 e do primeiro trimestre de 2024

23 de maio de 2024 - 19:13

Previsão da empresa era divulgar seus números em 28 de maio, mas investigação de comitê independente ainda não terminou

NOVAS ESTRUTURAS?

Sanepar (SAPR11) estuda criar holding e outras empresas para segregar negócios; entenda

23 de maio de 2024 - 18:46

O levantamento será elaborado pela Fundação Instituto de Administração (FIA), que terá um prazo de 240 dias para concluir os trabalhos

CHUVA DE PROVENTOS?

Petrobras (PETR4) é a segunda empresa que mais pagou dividendos no 1T24 apesar da polêmica com governo; saiba quem foi a campeã

23 de maio de 2024 - 16:15

Entre janeiro e março deste ano, a estatal depositou um total de US$ 2,03 bilhões em remuneração aos acionistas; veja a lista completa

PAPEL FICOU BARATO?

XP quer recomprar até R$ 1 bilhão em ações após papéis despencarem 14% com o balanço do 1T24

23 de maio de 2024 - 13:28

O conselho de administração da companhia aprovou um programa de recompra de ações de papéis classe A no mercado norte-americano

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar