💸 Novo indicador financeiro pode até quadruplicar retorno dos investimentos; veja aqui

Cotações por TradingView
2022-12-01T14:06:48-03:00
Camille Lima
INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

Elon Musk quer colocar um chip no seu cérebro em seis meses; entenda os projetos da Neuralink

A companhia de Musk quer desenvolver um dispositivo cerebral que poderia ajudar pacientes com deficiência a se mover e se comunicar novamente, além de restaurar a visão

1 de dezembro de 2022
14:06
elon musk ação empresa brasileira carros elétricos lítio investimentos
Imagem: Getty Images/Divulgação - Montagem: Julia Shikota

Gênio, bilionário, playboy e filantropo, Elon Musk é conhecido por suas inovações no mercado de tecnologia. Uma das mais recentes empreitadas do CEO da Tesla é no segmento de interface neural — e o executivo já estipulou uma data para implantar chips em cérebros humanos.

Deixe-me explicar. Em 2017, o empresário fundou a Neuralink, que procura desenvolver um dispositivo que poderia ser incorporado ao cérebro para gravar a atividade do órgão e potencialmente estimulá-la.

Segundo o bilionário, o objetivo final é alcançar a "simbiose" entre o cérebro humano e a inteligência artificial — e ajudar pacientes com deficiência a se mover e se comunicar novamente.

De acordo com uma apresentação de Musk na sede da Neuralink que durou quase três horas, o chip cerebral também também terá como objetivo restaurar a visão.

A expectativa do bilionário é iniciar os testes clínicos do chip cerebral sem fio em humanos em seis meses. Há aproximadamente três anos, a empresa busca aprovação dos órgãos reguladores norte-americanos para seguir em frente com os testes.

“Queremos ser extremamente cuidadosos e ter certeza de que funcionará bem antes de colocar um dispositivo em um ser humano”, disse o cofundador da companhia.

A problemática do chip de Elon Musk

Apesar dos pontos positivos, a nova tecnologia de Elon Musk também teve repercussões negativas ao redor do mundo. 

Desde a fundação da companhia, sediada no Texas, a Neuralink tem realizado testes em animais enquanto procura a aprovação da FDA (Food and Drug Administration) dos Estados Unidos para continuar com a inovação.

O projeto da Neuralink foi marcado por acusações de maus-tratos com os macacos utilizados nos experimentos.

Em 2019, o bilionário anunciou que a empresa havia implantado com sucesso seu chip em primatas e informou que começaria os testes dentro de um ano. Porém, a companhia não foi capaz de cumprir o prazo devido a desafios regulatórios.

Em uma conferência no final do ano passado, o CEO da Tesla também disse esperar iniciar os testes em humanos em 2022 — o que também não aconteceu.

Mesmo assim, Elon Musk enfatizou na última apresentação a velocidade com que a empresa está desenvolvendo o dispositivo cerebral.

“À princípio, o progresso, particularmente no que se aplica aos humanos, talvez pareça agonizantemente lento, mas estamos fazendo todas as coisas para desenvolvê-lo em paralelo. Portanto, em teoria, o progresso deveria ser exponencial”, anunciou o executivo.

O chip cerebral de Musk

A intenção do dispositivo desenvolvido por Elon Musk é criar uma uma conexão direta entre um computador e o chip inserido no cérebro. 

O processo de instalação do aparelho deve ser semelhante à cirurgia ocular a laser Lasik, segundo Musk, com fios e máquina inseridos no paciente por um robô em um procedimento “seguro e indolor”. 

As duas primeiras aplicações humanas destacadas pelo bilionário são restaurar a visão e permitir o movimento dos músculos em pessoas que não conseguem realizá-lo.

"Mesmo que alguém nunca tenha tido visão, nunca, como se tivesse nascido cego, acreditamos que ainda podemos restaurar a visão", disse Musk.

A tecnologia também poderia ser usada para ajudar pessoas que sofrem de doenças cerebrais, como Parkinson, demência e Alzheimer.

O bilionário ainda sugere que o Neuralink poderá ajudar a controlar os níveis hormonais e usá-los para o aperfeiçoamento do raciocínio e alívio da ansiedade.

Fim da briga com a Apple?

Há dois dias, eu relatei aqui no Seu Dinheiro que Elon Musk havia declarado uma verdadeira guerra contra a Apple e a “censura na América”.

O CEO da Tesla criticou a empresa de Tim Cook após a suposta ameaça da big tech de remover o Twitter da loja de aplicativos App Store, além das taxas cobradas pela companhia em sua loja de aplicativos, consideradas pelo bilionário um “imposto secreto de 30%”.

Acontece que, apenas um dia depois do “chamado para o fight” de Musk, o CEO da Tesla anunciou que todas as tensões teriam sido resolvidas 

O executivo publicou na tarde de ontem um vídeo no Twitter na sede da Apple, na Califórnia, com uma mensagem agradecendo o CEO da companhia por mostrar a ele o lugar. 

“Boa conversa. Entre outras coisas, resolvemos os mal entendidos sobre o Twitter ser possivelmente removido da App Store. Tim deixou claro que a Apple nunca considerou fazer isso”, escreveu Musk, em tweet.

*Com informações de Reuters e MarketWatch

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

A BRIGA CONTINUA

Gafisa (GFSA3) vai recorrer da decisão que suspende seu aumento de capital e ações disparam mais uma vez

6 de janeiro de 2023 - 10:40

Além de questionar a decisão que veta a emissão de novas ações, a Gafisa (GFSA3) também fala em exigir indenização por seus prejuízos

CHUVA DE PROVENTOS

Alô, acionista! Taesa (TAEE11) vai pagar R$ 460 milhões em dividendos; saiba quem tem direito aos proventos

6 de janeiro de 2023 - 10:10

O montante equivale ao valor unitário de R$ 0,44509 por ação ordinária e preferencial e de R$ 1,33527 por unit da companhia

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Em busca do benefício da dúvida: O novo governo Lula, rumor de falência no Twitter, loterias e outras notícias que mexem com o seu bolso

6 de janeiro de 2023 - 8:26

Lula convocou a primeira reunião ministerial de seu terceiro mandato — e a busca por um alinhamento parece abrir espaço para o benefício da dúvida no mercado

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Day trade na B3: Oportunidade de lucro de 7% com ações da Even (EVEN3); confira a recomendação

6 de janeiro de 2023 - 8:03

Identifiquei uma oportunidade de swing trade baseada na análise quant – compra dos papéis da Even (EVEN3). Veja os detalhes

MERCADOS AGORA

Bolsas agora: Ibovespa avança com NY após payroll, mas segue de olho em Brasília; dólar recua

6 de janeiro de 2023 - 7:19

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam, predominantemente, em tom positivo com a expectativa de reabertura da China. O destaque do dia é a divulgação dos dados de desempregos, payroll, nos EUA. Por aqui, mais um dia de agenda fraca. O foco vai para a primeira reunião ministerial do presidente Lula com seu corpo de […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies