🔴 [EVENTO GRATUITO] COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE AQUI

Camille Lima
Camille Lima
Repórter no Seu Dinheiro. Estudante de Jornalismo na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Já passou pela redação do TradeMap.
INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

Elon Musk quer colocar um chip no seu cérebro em seis meses; entenda os projetos da Neuralink

A companhia de Musk quer desenvolver um dispositivo cerebral que poderia ajudar pacientes com deficiência a se mover e se comunicar novamente, além de restaurar a visão

elon musk ação empresa brasileira carros elétricos lítio investimentos
Imagem: Getty Images/Divulgação - Montagem: Julia Shikota

Gênio, bilionário, playboy e filantropo, Elon Musk é conhecido por suas inovações no mercado de tecnologia. Uma das mais recentes empreitadas do CEO da Tesla é no segmento de interface neural — e o executivo já estipulou uma data para implantar chips em cérebros humanos.

Deixe-me explicar. Em 2017, o empresário fundou a Neuralink, que procura desenvolver um dispositivo que poderia ser incorporado ao cérebro para gravar a atividade do órgão e potencialmente estimulá-la.

Segundo o bilionário, o objetivo final é alcançar a "simbiose" entre o cérebro humano e a inteligência artificial — e ajudar pacientes com deficiência a se mover e se comunicar novamente.

De acordo com uma apresentação de Musk na sede da Neuralink que durou quase três horas, o chip cerebral também também terá como objetivo restaurar a visão.

A expectativa do bilionário é iniciar os testes clínicos do chip cerebral sem fio em humanos em seis meses. Há aproximadamente três anos, a empresa busca aprovação dos órgãos reguladores norte-americanos para seguir em frente com os testes.

“Queremos ser extremamente cuidadosos e ter certeza de que funcionará bem antes de colocar um dispositivo em um ser humano”, disse o cofundador da companhia.

A problemática do chip de Elon Musk

Apesar dos pontos positivos, a nova tecnologia de Elon Musk também teve repercussões negativas ao redor do mundo. 

Desde a fundação da companhia, sediada no Texas, a Neuralink tem realizado testes em animais enquanto procura a aprovação da FDA (Food and Drug Administration) dos Estados Unidos para continuar com a inovação.

O projeto da Neuralink foi marcado por acusações de maus-tratos com os macacos utilizados nos experimentos.

Em 2019, o bilionário anunciou que a empresa havia implantado com sucesso seu chip em primatas e informou que começaria os testes dentro de um ano. Porém, a companhia não foi capaz de cumprir o prazo devido a desafios regulatórios.

Em uma conferência no final do ano passado, o CEO da Tesla também disse esperar iniciar os testes em humanos em 2022 — o que também não aconteceu.

Mesmo assim, Elon Musk enfatizou na última apresentação a velocidade com que a empresa está desenvolvendo o dispositivo cerebral.

“À princípio, o progresso, particularmente no que se aplica aos humanos, talvez pareça agonizantemente lento, mas estamos fazendo todas as coisas para desenvolvê-lo em paralelo. Portanto, em teoria, o progresso deveria ser exponencial”, anunciou o executivo.

O chip cerebral de Musk

A intenção do dispositivo desenvolvido por Elon Musk é criar uma uma conexão direta entre um computador e o chip inserido no cérebro. 

O processo de instalação do aparelho deve ser semelhante à cirurgia ocular a laser Lasik, segundo Musk, com fios e máquina inseridos no paciente por um robô em um procedimento “seguro e indolor”. 

As duas primeiras aplicações humanas destacadas pelo bilionário são restaurar a visão e permitir o movimento dos músculos em pessoas que não conseguem realizá-lo.

"Mesmo que alguém nunca tenha tido visão, nunca, como se tivesse nascido cego, acreditamos que ainda podemos restaurar a visão", disse Musk.

A tecnologia também poderia ser usada para ajudar pessoas que sofrem de doenças cerebrais, como Parkinson, demência e Alzheimer.

O bilionário ainda sugere que o Neuralink poderá ajudar a controlar os níveis hormonais e usá-los para o aperfeiçoamento do raciocínio e alívio da ansiedade.

Fim da briga com a Apple?

Há dois dias, eu relatei aqui no Seu Dinheiro que Elon Musk havia declarado uma verdadeira guerra contra a Apple e a “censura na América”.

O CEO da Tesla criticou a empresa de Tim Cook após a suposta ameaça da big tech de remover o Twitter da loja de aplicativos App Store, além das taxas cobradas pela companhia em sua loja de aplicativos, consideradas pelo bilionário um “imposto secreto de 30%”.

Acontece que, apenas um dia depois do “chamado para o fight” de Musk, o CEO da Tesla anunciou que todas as tensões teriam sido resolvidas 

O executivo publicou na tarde de ontem um vídeo no Twitter na sede da Apple, na Califórnia, com uma mensagem agradecendo o CEO da companhia por mostrar a ele o lugar. 

“Boa conversa. Entre outras coisas, resolvemos os mal entendidos sobre o Twitter ser possivelmente removido da App Store. Tim deixou claro que a Apple nunca considerou fazer isso”, escreveu Musk, em tweet.

*Com informações de Reuters e MarketWatch

Compartilhe

RESULTADO DO LEILÃO

Teste para a Sabesp? Em primeira privatização de Tarcísio, fundo arremata Emae por R$ 1 bilhão

19 de abril de 2024 - 19:51

Com ágio de 33,68%, o fundo arrematou a estatal e passará a gerir um ativo com 906 megawatts (MW) em geração hidrelétrica

RECUOU?

A explicação do ex-conselheiro da Vale (VALE3) após a acusação de interferência do governo na mineradora

19 de abril de 2024 - 19:41

O assunto voltou à tona na resposta a um ofício da CVM, que solicitou esclarecimentos sobre as recentes declarações de José Luciano Eduardo Penido

POR DENTRO DA OPERAÇÃO

Tchau, Vale (VALE3)? Por que a Cosan (CSAN3) vendeu 33,5 milhões de ações da mineradora

19 de abril de 2024 - 19:28

A Cosan também quitou R$ 2 bilhões do saldo remanescente do endividamento e liquidação dos derivativos atrelados às ações da Vale

Cura até coração partido

E agora, Ozempic? Caneta emagrecedora Zepbound se mostra promissora no tratamento da apneia do sono

19 de abril de 2024 - 18:45

De acordo com dados preliminares de ensaios clínicos, a Zepbound foi mais eficaz que um placebo na redução da gravidade da apneia obstrutiva do sono

REPORTAGEM ESPECIAL

Petz (PETZ3) mira fórmula “Raia Drogasil” em fusão com a Cobasi, mas mercado ainda é cético com modelo de negócios

19 de abril de 2024 - 15:35

Fundador da Petz, Sergio Zimerman falou sobre a fusão em teleconferência com analistas, que não contou com a presença de ninguém da Cobasi

RECICLAGEM DE ATIVOS

Log (LOGG3) garante mais de R$ 500 milhões para o caixa com nova venda de galpões para fundo do BTG

19 de abril de 2024 - 10:57

Vale relembrar que o FII foi criado justamente para investir nos imóveis da companhia e já havia comprado cinco outros galpões da Log no ano passado

NEGÓCIO ANIMAL

Petz (PETZ3) e Cobasi selam acordo para fusão que cria gigante do mercado pet; ações disparam mais de 40% na abertura na B3

19 de abril de 2024 - 8:19

Juntas, Petz e Cobasi formarão rede de 483 lojas e faturamento de aproximadamente R$ 6,9 bilhões. Cada rede terá 50% do negócio combinado

NA QUINTA TENTATIVA

Credores aprovam plano de recuperação judicial da Oi (OIBR3) após assembleia se estender até madrugada; veja detalhes

19 de abril de 2024 - 7:17

O documento obteve o aval de 79,87% dos credores presentes no encontro desta quinta-feira (18)

DINHEIRO NO BOLSO

CCR (CCRO3) e Vibra (VBBR3) anunciam mais de R$ 1,2 bilhão em dividendos; confira o cronograma de pagamento de cada uma das companhias

18 de abril de 2024 - 18:32

O maior valor será distribuído pela Vibra, que pagará R$ 676 milhões em duas parcelas; já a CCR depositará R$ 536 milhões na conta dos acionistas

O 'X' DA QUESTÃO

Dividendos da Petrobras (PETR4): governo pode surpreender e levar proposta de pagamento direto à assembleia, admite presidente da estatal

18 de abril de 2024 - 18:03

Jean Paul Prates admitiu a possibilidade de que o governo leve uma proposta de pagamento diretamente à assembleia de acionistas

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar