🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-02-17T18:03:10-03:00
Carolina Gama
FECHAMENTO DO DIA

S&P 500 e Nasdaq caem mais de 2% com tensão na Ucrânia; Nubank (NU) sobe mais de 10% em Nova York

Enquanto Washington segue questionando as intenções russas, o Kremlin se defende das acusações, afirmando que é impossível finalizar a movimentação das tropas militares em apenas alguns dias.

17 de fevereiro de 2022
18:03
EUA
Imagem: Shutterstock

A Bolsa de Valores de Nova York tentou nesta quinta-feira (17) navegar nas tensões geopolíticas entre Rússia e Ucrânia e, mais uma vez, encontrou um mar revolto. O S&P 500 e o Nasdaq acabaram afundando mais de 2%, enquanto o Dow Jones mergulhou mais de 1%. 

O gatilho para as perdas foi a declaração de autoridades norte-americanas sobre a possibilidade de uma invasão russa a qualquer momento. 

Mais cedo, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, alertou que a ameaça da Rússia invadir a Ucrânia é "muito alta", dizendo a repórteres que um ataque pode ocorrer nos "próximos dias".

Já o embaixador dos Estados Unidos nas Nações Unidas (ONU), indicou que o conflito atingiu um “momento crucial” e que a Rússia está se movendo em direção a “uma invasão iminente”. A Ucrânia acusou separatistas pró-Rússia de atacar uma aldeia perto da fronteira.

GUIA PARA BUSCAR DINHEIRO: baixe agora o guia gratuito com 51 investimentos promissores para 2022 e ganhe de brinde acesso vitalício à comunidade de investidores Seu Dinheiro

Enquanto Washington segue questionando as intenções russas, o Kremlin se defende das acusações, afirmando que é impossível finalizar a movimentação das tropas militares em apenas alguns dias.

O Ministério da Defesa russo publicou vídeos que mostram a operação de retirada na ponte que liga a Crimeia à Rússia, mas a veracidade é colocada em dúvida pelo governo ucraniano e outros países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Em meio à escalada das tensões, o Dow Jones caiu 1,78%, aos 34.311,18 pontos. Já o S&P 500 recuou 2,12%, aos 4,380,04 pontos e o Nasdaq teve queda de 2,88%, aos 13.716,72 pontos. 

Entre as ações, chamou atenção o Nubank (NU) cujas ações subiram mais de 10% em Nova York, depois que o megainvestidor Warren Buffett dominou as manchetes internacionais por seu investimento no roxinho

Os mercados europeus também sentiram o peso da crise geopolítica. O índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou em queda de 0,75%. As ações de serviços públicos subiram 0,6%, contrariando a tendência de queda, enquanto o setor de viagens e lazer baixou 1,7%, liderando as perdas.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

GALINHA DOS OVOS DE OURO

Subsidiária da MRV (MRVE3) nos EUA garante mais de R$ 1 bilhão para construtora com venda de empreendimentos na Flórida

A Resia vendeu dois conjuntos localizados na Flóridas e a negociação rendeu cerca de R$ 375 milhões aos cofres da incorporadora

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

A quadrilha triste do Ibovespa e o nascimento de uma nova gigante; confira os destaques do dia

O mês de junho vai chegando ao fim, mas o mercado financeiro parece longe de se juntar às alegres festividades juninas espalhadas pelo país.  Na B3 e em Wall Street, os investidores dançam uma quadrilha pra lá de triste e cheia de obstáculos.  Não estamos falando de uma ponte quebrada, uma cobra perdida ou uma […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa despenca mais de 11% e tem o pior mês desde março de 2020; dólar sobe a R$ 5,23

O início do aperto monetário do Federal Reserve levou os ativos globais a ter um semestre para esquecer – e o Ibovespa não escapou disso

Proventos

Dividendos: Rede D’Or (RDOR3) e Raia Drogasil (RADL3) vão distribuir quase R$ 300 milhões em juros sobre capital próprio; veja detalhes

Pagamento de nova leva de proventos aos acionistas está previsto para o dia 16 de julho, no caso da Rede D’Or

ALTAS E BAIXAS

Destaques da bolsa: Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) disparam com fusão; TC (TRAD3) e Light (LIGT3) despencam

A nova consolidação no setor de saúde mexeu com o segmento nesta quinta; a renúncia do CEO da Light pesou sobre as ações da empresa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies