🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
Market Makers

Lula pede mais que o necessário na PEC da Transição para pagar Bolsa Família, diz Marcos Lisboa

Presidente do Insper, o economista Marcos Lisboa, conhecido como ‘Diabo Loiro’, foi o entrevistado desta semana no podcast Market Makers

Flavia Alemi
Flavia Alemi
8 de dezembro de 2022
20:49
O economista Marcos Lisboa
O economista Marcos Lisboa - Imagem: HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

Marcos Lisboa é conhecido por muitos predicados: economista, professor, colunista, escritor. Figura respeitada tanto à direita quanto à esquerda do espectro político, o atual presidente do Insper tem um traço de personalidade apreciado por uns e nem tanto por outros, o de falar o que pensa, doa a quem doer.

Foi essa característica que lhe rendeu o apelido de Diabo Loiro, uma alcunha que ele mostra não se importar muito. “As pessoas têm o direito de me chamarem do que quiserem”, disse o professor no novo episódio do Market Makers.

Na entrevista concedida aos apresentadores Thiago Salomão e Renato Santiago, o economista ressaltou as ineficiências do estado brasileiro, marcadas por um modelo tributário que desestimula a inovação e pela má gestão dos gastos públicos.

Lisboa criticou, por exemplo, o montante exigido na PEC da Transição para custear os programas sociais prometidos na campanha do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva.

“Não precisava de todo esse dinheiro para pagar os R$ 600 [do Bolsa Família]. Nas contas que eu tenho, com cerca de R$ 90 bilhões conseguiria pagar programa social e ganharia tempo para reequilibrar as contas públicas”, afirmou.

A proposta apresentada ao Senado calculava uma ampliação de R$ 175 bilhões no teto de gastos entre 2023 e 2024, mas que foi reduzida em R$ 30 bilhões logo no início das negociações. O plenário do Senado aprovou ontem o texto da PEC.

Confira o episódio na íntegra:

Política econômica sem ideologia

Numa entrevista solta e sem medir palavras, Lisboa fez um resgate histórico da política econômica brasileira que convida o ouvinte a deixar ideologias de lado e focar no que mostram os dados.

“Quando você acompanha o dia a dia de como as decisões econômicas são tomadas, elas são muito menos fruto de uma grande conspiração e muito mais resultado de uma certa desordem”, afirmou Lisboa.

Tendo trabalhado no primeiro governo de Luiz Inácio Lula da Silva, o economista viu de perto como funciona a máquina pública e onde estão suas ineficiências. 

Ele começa pelas distorções tributárias, passando pelos subsídios concedidos a alguns setores.

“Você junta esses lobbys privados com muitas empresas que só sobrevivem porque o Estado transfere subsídios com essa crença disseminada de que isso é uma agenda de desenvolvimento. E isso, no Brasil, não tem ideologia. Isso ocorre na esquerda e na direita. Foi assim no governo Geisel, foi assim no governo Dilma”, afirmou.

O economista também falou um pouco sobre a sua saída do Insper após dez anos na presidência da instituição e rechaçou os boatos de que pode integrar o novo governo Lula.

Você também pode assistir o episódio no Youtube:

Mais Market Makers:

Compartilhe

POLÍTICA MONETÁRIA

O plano de Campos Neto para sabotar a economia do Brasil por meio do Banco Central, segundo o PT

21 de julho de 2024 - 14:02

Ao dar estocadas no chefe do BC, o partido avaliou que “o bolsonarismo está sem discurso” após o caso de desvio de joias envolvendo o ex-presidente Jair Bolsonaro

DE OLHO NO FISCAL

A luta de Haddad pelo déficit zero: Governo deve anunciar corte temporário de R$ 15 bilhões em gastos no Orçamento 

21 de julho de 2024 - 10:58

Dos R$ 15 bilhões a serem suspensos, cerca de R$ 11,2 bilhões serão bloqueados, enquanto os outros R$ 3,8 bilhões serão contingenciados

LOTERIAS

Haja sorte: Cinco pessoas acordaram milionárias hoje — e a “culpa” é toda da Lotofácil; Quina e Mega-Sena acumulam

21 de julho de 2024 - 9:31

Cinco bilhetes cravaram as 15 dezenas sorteadas no concurso 3160 da Lotofácil; confira os números que saíram na loteria

PHISHING

Apagão cibernético: Criminosos usam queda nos sistemas da Microsoft para aplicar golpes — e Brasil não escapa da mira 

20 de julho de 2024 - 14:58

Os EUA não são o único alvo dos ataques. Por aqui, também há relatos de casos de phishing usando como isca o apagão cibernético

E AGORA, BILIONÁRIO?

Bilionário em apuros? Elon Musk vê fortuna desabar US$ 7 bilhões em apenas um dia. Saiba o que fez o CEO da Tesla perder tanto dinheiro assim

20 de julho de 2024 - 13:48

Após o recuo de 4,02% das ações da Tesla em Wall Street, a riqueza do dono do Twitter e da Space X caiu para aproximadamente US$ 257 bilhões

BOMBOU NO SD

O plano dos irmãos Batista para ficar com a Amazonas Energia, produção da Vale e volatilidade da Ambipar (AMBP3): Os destaques do Seu Dinheiro na semana

20 de julho de 2024 - 10:45

Os irmãos Wesley e Joesley Batista chamaram a atenção após uma empresa do grupo J&F sinalizar interesse no controle da Amazonas Energia; veja as matérias mais lidas da última semana

PANE NO SISTEMA

Bradesco fora do ar: bancos e filiais apresentam falhas em dia de pane em sistemas da Microsoft ao redor do mundo

19 de julho de 2024 - 9:17

A queda dos sistemas aparentemente foi causada por uma atualização da empresa de cibersegurança CrowdStrike

ALGUÉM NA ESCUTA?

Pane em sistemas da Microsoft força cancelamento de voos e desestabiliza serviços financeiros

19 de julho de 2024 - 7:44

A queda dos sistemas aparentemente foi causada por uma atualização da empresa de cibersegurança CrowdStrike

LOTERIAS

Lotofácil tem 3 acertadores e ninguém fica milionário; Mega-Sena e Quina acumulam de novo e prêmios disparam

19 de julho de 2024 - 5:58

Enquanto a Mega-Sena e a Quina “se fazem” de difíceis, a Lotofácil continua justificando o nome e distribuindo prêmios na faixa principal

PENTE FINO

Orçamento 2024: Haddad anuncia congelamento de R$ 15 bilhões para cumprir exigências do arcabouço fiscal

18 de julho de 2024 - 19:40

Segundo o ministro da Fazenda, governo Lula vai bloquear R$ 11,2 bilhões e contingenciar de R$ 3,8 bilhões

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar