2022-06-24T18:45:11-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
FECHAMENTO DO DIA

Brasília domina e Ibovespa cai mais de 1% na semana; dólar vai a R$ 5,25

Os ruídos fiscais em Brasília, assim como a tensão em torno da Petrobras (PETR4) dividiram o palco com o temor de uma recessão ao longo da semana do Ibovespa

24 de junho de 2022
18:35 - atualizado às 18:45
Montagem mostra imagem com tons de vermelho do prédio do congresso nacional ruindo e gráficos em queda ao fundo | Ibovespa
Congresso nacional ruindo e mercados em queda - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A inflação global elevada e as apostas cada vez maiores de que o mundo deve enfrentar um cenário de recessão econômica continuam alimentando os ursos do mercado financeiro nos quatro cantos do mundo, monopolizando a atenção dos investidores. 

Apesar do cenário ser marcado por uma forte aversão ao risco, os principais índices de Wall Street deram uma pausa na sangria e viram em dados mais fracos do que o esperado da economia americana um fio de esperança que levou as bolsas a interromperem uma sequência de três semanas consecutivas de perdas. 

A B3, no entanto, ainda não vê razões para sonhar com dias melhores – as notícias que chegam de Brasília, na verdade, tornam as coisas ainda mais difíceis. 

Se nos últimos dias a discussão em torno de uma interferência mais significativa na Petrobras (PETR4) ficou mais amena, o presidente Jair Bolsonaro voltou a causar incômodo nesta manhã ao defender publicamente um aumento de R$ 200 no Auxílio Brasil.  

Nos últimos dias, essa e outras promessas de gastos públicos circularam por aí e, apesar de nenhum outro detalhe ter sido divulgado pela União, já é o suficiente para resgatar os temores com um país altamente endividado e sem equilíbrio fiscal. 

Apesar do Ibovespa ter acompanhado os ganhos de Wall Street nesta sexta-feira (24), o fôlego foi mais curto e a aversão ao risco mais alta, já que a inflação segue mostrando uma força que pode obrigar o nosso Banco Central a estender o aperto monetário. 

Enquanto as bolsas em NY subiram cerca de 3%, o Ibovespa teve alta de 0,60%, aos 98.672 pontos – uma queda de 1,15% na semana. O dólar à vista subiu 0,44%, a R$ 5,2527, um ganho de 2,11% nas últimas cinco sessões. 

Mais força do que o esperado

Nesta manhã, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o IPCA-15 de junho, considerado a prévia da inflação oficial do mês.

De acordo com o instituto, o índice subiu 0,69%, acima da mediana das estimativas colhidas pelo Broadcast, que esperavam alta de 0,67% neste mês. No acumulado dos últimos 12 meses, a alta é de 12,04%, também acima da mediana das projeções de 12,02%.

Com a inflação continuamente mostrando sinais de força, a sexta-feira foi de revisão nas projeções para a próxima atuação do Banco Central brasileiro. 

O mercado de juros operou em forte alta, precificando uma Selic terminal acima dos 14%. Confira:

CÓDIGONOMETAXAFEC 
DI1F23DI jan/2313,64%13,52%
DI1F25DI Jan/2512,49%12,23%
DI1F26DI Jan/2612,40%12,15%
DI1F27DI Jan/2712,43%12,19%

Fazendo as contas

Os ruídos sobre a possibilidade de um “pacote de bondades” do governo federal para tentar melhorar os seus índices de popularidade às vésperas das eleições continuam sendo um fator muito incômodo, principalmente após o presidente Jair Bolsonaro ter defendido publicamente possíveis reajustes no Auxílio Brasil.

 No momento, discute-se um aumento do pagamento do Auxílio Brasil de R$ 400 a R$ 600, uma ampliação do vale-gás e uma ajuda de custo de até R$ 1 mil para os caminhoneiros. Isso sem falar na chance de que o Estado de Calamidade seja mais uma vez utilizado para liberar o governo de seguir as regras fiscais do teto de gastos. 

Sobe e desce do Ibovespa

Confira as maiores altas da semana:

CÓDIGONOMEVALORVARSEM
WEGE3Weg ONR$ 26,5116,12%
BRFS3BRF ONR$ 14,5013,02%
LWSA3Locaweb ONR$ 6,1311,86%
EMBR3Embraer ONR$ 12,507,94%
DXCO3Dexco ONR$ 10,407,44%

Confira as maiores quedas da semana no Ibovespa:

CÓDIGONOMEVALORVARSEM
CVCB3CVC ONR$ 8,55-11,31%
IRBR3IRB ONR$ 2,43-10,99%
HAPV3Hapvida ONR$ 5,58-9,27%
ENGI11Engie unitsR$ 40,75-8,43%
CMIN3CSN Mineração ONR$ 4,15-8,19%
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Um mundo tomado pela inflação: entenda ao que é preciso prestar atenção para saber se os preços vão finalmente parar de subir

9 de agosto de 2022 - 6:10

O processo de normalização dos preços será fundamental para que consigamos ter maior previsibilidade quanto ao futuro dos ativos de risco

COMBUSTÍVEIS

Mudou de ideia? Bolsonaro diz que política de paridade de preços da Petrobras (PETR4) pode ser mantida como está

8 de agosto de 2022 - 20:43

Bolsonaro anunciou que vai manter os impostos federais dos combustíveis zerados no próximo ano

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) perde um pouco de tração, mas segue operando em alta; saiba o que mexe com a maior criptomoeda do mundo

8 de agosto de 2022 - 20:04

O destaque do dia foi para o ethereum (ETH), mas não pela alta de preços e sim pelo volume negociado nas últimas 24h

ELEIÇÕES 2022

Bolsonaro alfineta banqueiros e diz que ações do governo contam mais do que “assinar cartinha”; confira o recado enviado pelo presidente

8 de agosto de 2022 - 18:49

Chefe do Planalto fez referência aos manifestos em defesa da democracia articulados em reação à ofensiva sem provas do governo sobre a lisura do sistema eleitoral brasileiro — e que contou com a assinatura de banqueiros

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Os melhores FIIs do mês, cinco razões para comprar Weg (WEGE3) e o prejuízo do Softbank; confira os destaques do dia

8 de agosto de 2022 - 18:40

Depois que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu elevar a Selic a 13,75% ao ano e deixou claro que, caso um novo aumento ocorra, será apenas um ajuste residual, o mercado financeiro comprou a ideia de que o ciclo de aperto monetário chegou ao fim e já começa a sonhar até […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies