2022-06-29T10:48:10-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
FECHAMENTO DO DIA

Temor de recessão no primeiro mundo deixa Ibovespa no vermelho mais uma vez; dólar e juros sobem

A decisão da China em encerrar a política de “covid zero” empolgou nas primeiras horas, mas o mau humor em Wall Street contaminou o Ibovespa

28 de junho de 2022
18:44 - atualizado às 10:48
Ibovespa, bolsa, dólar
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

As principais economias do mundo não estão oficialmente em recessão, e os menos otimistas indicam que a situação só deve mudar de cara na virada de 2022 para 2023, mas nem por isso o mercado financeiro consegue desviar a sua atenção do cenário que começa a ganhar ares de inevitável. 

Em outros tempos, era possível que a notícia de que a China começou a colocar um fim na política de “covid zero” fosse suficiente para sustentar uma rodada de ganhos no mercado financeiro, mas falta segurança para Wall Street e nem mesmo a alta das commodities conseguiu ajudar o Ibovespa a manter o patamar dos 102 mil pontos alcançado pela manhã. 

Ao longo do dia, alguns dirigentes do Federal Reserve voltaram a se posicionar de forma dura com relação ao aperto monetário que está por vir. A divulgação da confiança do consumidor no pior nível desde fevereiro de 2021 elevou os temores de que uma contração da economia se aproxima. 

O Ibovespa recuou 0,17%, a 100.591 pontos, mas as bolsas em Nova York apresentaram perdas mais significativas – o S&P 500 caiu 2,01%, enquanto o Nasdaq e o Dow Jones tiveram queda de 2,98% e 1,56%, respectivamente. 

As commodities salvaram a B3 de um prejuízo maior, mas as conversas sobre potenciais mudanças na PEC dos combustíveis trouxe uma sensação de maior risco fiscal, pressionando o mercado de juros e o câmbio. 

Em meio aos rumores de que o parecer do texto seria adiado e que pode contar com um vale-caminhoneiro de até R$ 1 mil, o dólar à vista encerrou o dia em alta de 0,60%, a R$ 5,2660, e o mercado de juros fechou nas máximas. 

Fim da “covid zero”

Ao contrário do que ocorreu em outros países do mundo, a China vinha adotando uma política restritiva contra o coronavírus mesmo com a forte queda no número de casos e o avanço da aplicação das vacinas contra o vírus. 

Na maior parte do tempo, um ou dois novos casos já eram suficientes para que o governo decretasse um lockdown severo – não importando se a região era economicamente significativa ou não. 

Ao longo de 2022, a prática trouxe preocupação para o mercado, não só por deixar a segunda maior economia do mundo mais enfraquecida, mas também por reduzir a demanda pelas principais commodities do mundo. 

De acordo com a Comissão Nacional de Saúde chinesa, a partir desta terça-feira, o período de quarentena exigido para viajantes internacionais será bem menor. No início da semana, o governo já havia anunciado que algumas atividades comerciais e industriais podem começar a retornar na região de Xangai. 

Sobe e desce do Ibovespa

O alívio nas medidas restritivas na China levou as commodities a um dia de forte recuperação, que também foi seguida por empresas como Vale (VALE3), Petrobras (PETR3; PETR4) e Bradespar (BRAP4).

Os melhores desempenhos do dia, no entanto, ficaram atrelados a uma série de revisões feitas por bancos de investimentos – as ações do BB Seguridade (BBSE3) avançaram após o Itaú BBA indicar que a companhia é a favorita no setor, e o GPA passou por uma revisão de preço. Confira as maiores altas do dia no Ibovespa:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
PCAR3GPA ONR$ 16,993,47%
BBSE3BB Seguridade ONR$ 25,432,05%
VALE3Vale ONR$ 79,341,65%
VBBR3VIBRA energia ONR$ 17,031,98%
BRKM5Braskem PNAR$ 39,661,95%

A Hapvida (HAPV3) também reagiu a um novo relatório divulgado pelo Credit Suisse. Os analistas do banco mantiveram a recomendação de compra, mas reduziram o preço-alvo em mais de 40%. 

A pressão extra no mercado de juros também penalizou os setores de varejo e tecnologia, mais sensíveis ao aperto monetário. Confira as maiores quedas do dia:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
HAPV3Hapvida ONR$ 5,22-5,78%
POSI3Positivo Tecnologia ONR$ 5,97-5,54%
CVCB3CVC ONR$ 7,71-4,93%
VIIA3Via ONR$ 2,09-5,00%
AMER3Americanas S.AR$ 13,37-4,70%
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Balanço

BTG Pactual (BPAC11) tem lucro de R$ 2,175 bilhões no 2T22 e renova recorde

9 de agosto de 2022 - 7:26

Lucro líquido recorrente de R$ 2,175 bilhões do BTG no segundo trimestre representa um avanço de 26,5% em relação ao mesmo período de 2021

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Um mundo tomado pela inflação: entenda ao que é preciso prestar atenção para saber se os preços vão finalmente parar de subir

9 de agosto de 2022 - 6:10

O processo de normalização dos preços será fundamental para que consigamos ter maior previsibilidade quanto ao futuro dos ativos de risco

COMBUSTÍVEIS

Mudou de ideia? Bolsonaro diz que política de paridade de preços da Petrobras (PETR4) pode ser mantida como está

8 de agosto de 2022 - 20:43

Bolsonaro anunciou que vai manter os impostos federais dos combustíveis zerados no próximo ano

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) perde um pouco de tração, mas segue operando em alta; saiba o que mexe com a maior criptomoeda do mundo

8 de agosto de 2022 - 20:04

O destaque do dia foi para o ethereum (ETH), mas não pela alta de preços e sim pelo volume negociado nas últimas 24h

ELEIÇÕES 2022

Bolsonaro alfineta banqueiros e diz que ações do governo contam mais do que “assinar cartinha”; confira o recado enviado pelo presidente

8 de agosto de 2022 - 18:49

Chefe do Planalto fez referência aos manifestos em defesa da democracia articulados em reação à ofensiva sem provas do governo sobre a lisura do sistema eleitoral brasileiro — e que contou com a assinatura de banqueiros

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies