O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-29T17:01:48-03:00
Carolina Gama
FECHAMENTO DO DIA

S&P 500 encerra mês sombrio com onda de vendas puxada pela Amazon (AMZO34); confira como as bolsas reagiram lá fora

Abril foi marcado por uma série de ventos contrários, entre eles, o aperto monetário do Federal Reserve, a inflação persistente, os picos de casos de covid-19 na China e a guerra na Ucrânia

29 de abril de 2022
17:01
Tinta vermelha simula sangue na palavra Wall Street
Imagem: Shutterstock

A Amazon (AMZO34) foi a bolada da vez na liquidação liderada pela tecnologia e que derrubou o S&P 500, o Dow Jones e o Nasdaq nesta sexta-feira (29) — este último teve o pior mês desde 2008. 

De maneira geral, os três índices encerraram um abril sombrio, com os investidores enfrentando uma série de ventos contrários: aperto monetário do Federal Reserve, inflação persistente, picos de casos de covid-19 na China e a guerra na Ucrânia.

O Nasdaq caiu cerca de 12%, no seu pior desempenho mensal desde outubro de 2008 — ano marcado pela crise financeira. O S&P 500 perdeu mais de 7%, no pior mês desde março de 2020 — início da pandemia de covid-19. Já o Dow Jones recuou quase 4% no mês.

As ações de tecnologia estiveram no epicentro da liquidação de abril, já que as altas taxas de juros prejudicaram as avaliações e os problemas da cadeia de suprimentos decorrentes da covid-19 e da guerra na Ucrânia atrapalham o desempenho do setor. 

Nesta sexta-feira (29), a Amazon afundou cerca de 15% — sua maior queda desde 2006 — depois que a gigante do comércio eletrônico relatou uma perda surpreendente e divulgou uma fraca orientação de receita para o segundo trimestre.

Confira a variação e a pontuação dos três principais índices da bolsa dos EUA:

  • Dow Jones: -2,77%, 32.978,52 pontos
  • S&P 500: -3,63%, 4.131,76 pontos
  • Nasdaq: -4,17%, 12.334,64 pontos

Tinha uma inflação no meio do caminho do S&P 500

Somando-se às preocupações em Wall Street, os dados mostraram que o índice de preços para gastos pessoais — a medida de inflação preferida do Federal Reserve — subiu 0,9% em março, depois de uma alta de 0,5% em fevereiro. 

Em 12 meses, o PCE subiu 5,2%, mais do que o dobro da meta do banco central norte-americano para inflação no país. 

O Fed deve se reunir na próxima semana, com traders apostando em um aumento de 50 pontos-base para combater a inflação. Atualmente, a taxa de juros está na faixa entre 0,25% e 0,50% ao ano nos EUA. 

Sinais de aperto agressivo da política monetária, a guerra na Ucrânia e os bloqueios contra a covid-19 na China alimentaram temores de uma desaceleração econômica. Os dados de quinta-feira (28) mostraram que a economia dos EUA se contraiu inesperadamente no primeiro trimestre.

Bolsas na Europa

Ao contrário do que aconteceu com o S&P 500, os mercados europeus fecharam em alta nesta sexta-feira, mas permaneceram negativos em abril.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,7%, com os recursos básicos subindo 2,6% para liderar os ganhos. No entanto, o índice caiu mais de 1% no mês.

  • Londres: +0,47%
  • Paris: +0,39%
  • Frankfurt: +0,84%

A sexta-feira foi outro dia movimentado para resultados corporativos na Europa, com Basf, AstraZeneca, Reckitt e Eni entre as empresas que reportaram balanços trimestrais.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Segredos da Bolsa

Esquenta dos mercados: Desaceleração da China gera mal estar e bolsas amanhecem pressionadas; Ibovespa acompanha tensão na Petrobras (PETR4)

No panorama doméstico, os balanços de Magazine Luiza, Nubank e outros movimentam o dia

Fã ou hater?

O Nubank (NUBR33) vai calar a boca dos críticos? Saiba o que esperar dos resultados do 1T22 do banco digital

Nubank é um daqueles papéis que costumam gerar um comportamento binário dos investidores, a exemplo de Oi (OIBR3) e IRB (IRBR3): ou você é fã, ou é hater.

'PERGUNTA PRO SACHSIDA'

Bolsonaro se pronuncia sobre ‘fritura’ e possível substituição do presidente da Petrobras (PETR4)

Bolsonaro voltou a dizer que “ninguém vai tabelar preço de combustível”, mas afirmou que a “finalidade social” da Petrobras não está sendo cumprida

BAIXOU A PREVISÃO

Magazine Luiza (MGLU3) rebaixado: JP Morgan corta previsão para ações antes do balanço de amanhã, mas projeção ainda é de alta de quase 50%; entenda motivos

O cenário de alta dos juros deve pressionar o varejo, mas o JP Morgan entende que a empresa está bem posicionada no setor

ESFRIOU

Ano deve ter queda de fusões e aquisições, mas 2022 conta com negócios de grante porte até o momento; relembre algumas delas

Entre os fatores que causaram essa freada, estão a guerra entre Rússia e Ucrânia e a expectativa de desaceleração na China, após lockdowns para conterdos casos de covid

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies