O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-02-09T19:15:10-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
FECHAMENTO DO DIA

Mercado espera Selic acima dos 12% após ata do Copom e limita alta do Ibovespa; dólar sobe

Um parágrafo específico da ata do Copom chamou a atenção do mercado e impediu o Ibovespa de ter uma alta mais robusta nesta terça-feira (08)

8 de fevereiro de 2022
19:55 - atualizado às 19:15
Arte mostrando uma lupa focalizando um símbolo de porcentagem; indicação para matérias envolvendo juros, Selic, Banco Central (BC), investimentos e outros
Imagem: Shutterstock

Depois de o Banco Central elevar a Selic a 10,75% ao ano na semana passada, sem dar maiores pistas sobre o futuro da política monetária do país, a ata da última reunião do Copom levou os economistas e analistas de volta às fórmulas e calculadoras – e o resultado foi mais um dia de inclinação da curva de juros. 

Conforme já havia sido dito no comunicado oficial da decisão, a questão fiscal é uma questão preocupante a ser monitorada, principalmente com as discussões em torno dos projetos para aliviar os preços dos combustíveis.

O texto também confirma que chegou a hora de tirar o pé do acelerador e reduzir o ritmo do aperto monetário, mas a frase que mexeu com a cabeça do mercado financeiro foi outra, sem nenhuma previsão certeira sobre o futuro. 

Escondido no 16º parágrafo do documento está descrito o que o Copom aceitou como a estratégia mais apropriada para garantir a convergência da inflação no longo prazo: um ajuste de 1,5 ponto percentual, seguido de ajustes adicionais. No plural, contrariando as expectativas de quem esperava que o plano de pouso do BC entrasse em vigor já na próxima reunião. 

Para Carla Argenta, economista-chefe da CM Capital, o Banco Central não parece muito seguro sobre quais serão os próximos passos de sua política monetária. 

Com a perspectiva de que a taxa básica de juros ultrapasse a casa dos 12% e sem um teto de previsibilidade, a bolsa brasileira não conseguiu acompanhar o vigor das bolsas americanas. O Ibovespa passou o dia rondando a estabilidade, muitas vezes no campo negativo, e terminou o dia com leve alta de 0,21%, a 112.234 pontos. 

A pressão na curva de juros também se refletiu no dólar à vista. A moeda americana encerrou o dia longe das máximas, mas ainda assim avançou 0,11%, a R$ 5,2606. Confira o fechamento dos principais contratos de DI:

CÓDIGONOMEVALORFECHAMENTO
DI1F23DI jan/2312,12%11,98%
DI1F25DI Jan/2511,14%11,02%
DI1F26DI Jan/2611,14%11,02%
DI1F27DI Jan/2711,26%11,14%

O que disse o Copom

No documento divulgado nesta manhã, o Banco Central brasileiro confirmou a desaceleração do ritmo de alta da taxa Selic, mas reforçou que ainda existem ajustes adicionais a serem feitos.

A colocação reduziu as apostas de que o ajuste da próxima reunião seja o último, ampliando as projeções de uma Selic acima da casa dos 12% ao fim do ciclo de normalização.

Segundo os dirigentes do BC, o aperto monetário seguirá avançando significativamente em território contracionista, já de olho em ancorar as expectativas de inflação do próximo ano. 

Citando o próprio Copom: “Com base nesses resultados, os membros do Copom debateram a estratégia mais apropriada. Concluiu-se que um novo ajuste de 1,50 ponto percentual, seguido de ajustes adicionais em ritmo menor nas próximas reuniões, é a estratégia mais adequada para atingir aperto monetário suficiente e garantir a convergência da inflação ao longo do horizonte relevante, assim como a ancoragem das expectativas de prazos mais longos”. 

Os analistas apontam Brasília como um elemento importante para a deterioração do cenário doméstico – e o próprio Copom alerta para as perspectivas de piora no cenário fiscal. 

O vilão da vez é o projeto de emenda constitucional que prevê a desoneração de impostos sobre combustíveis e o financiamento de medidas sociais voltadas à classe caminhoneira.

Dentre as PECs em análise, a equipe econômica teme o avanço do texto apelidado de “PEC Kamikaze” e que pode ter um impacto de até R$ 100 bilhões nos próximos anos. O texto tem apoio do senador Flávio Bolsonaro. 

Sobe e desce do Ibovespa

Pegando carona nos fortes números divulgados pelo Banco Pan (BPAN4) e também na recuperação do setor de tecnologia em Nova York – o Nasdaq avançou mais de 1% –, os bancos digitais dominaram as altas do dia.

Destaque também para o setor de proteínas, que tem perspectivas de bons números na temporada de balanço. Confira as maiores altas do dia: 

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
BIDI11Banco Inter unitR$ 25,548,13%
BPAN4Banco Pan PNR$ 10,007,87%
NTCO3Natura ONR$ 21,845,35%
MRFG3Marfrig ONR$ 21,914,98%
RAIL3Rumo ONR$ 15,574,71%

Confira também as maiores quedas:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
HAPV3Hapvida ONR$ 11,38-3,97%
BRML3BR Malls ONR$ 9,27-3,64%
PETZ3Petz ONR$ 17,20-3,37%
GNDI3Intermédica ONR$ 65,57-3,15%
YDUQ3Yduqs ONR$ 21,89-2,88%

*Colaboração Camila Abdelmalack, Veedha Investimentos.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

PORTFÓLIO DE BILHÕES

Aposta contra a Apple (AAPL34)? Veja as mudanças que Warren Buffett, Michael Burry e investidores de elite fizeram nas carteiras

Esses pesos-pesados do mercado financeiros tomaram decisões surpreendentes no primeiro trimestre; confira as mudanças mais significativas que eles fizeram no período

DO BRASIL PRO MUNDO

Guedes tem encontro com Escobari, da General Atlantic, e vai a jantar do BTG; confira a agenda do ministro em Davos

O banqueiro André Esteves, que em abril voltou ao comando do conselho do BTG Pactual, está participando do evento na Suíça

UMA TECH ATRAENTE

É hora da Locaweb? Saiba por que o Deutsche Bank vê ponto de entrada para as ações LWSA3

Banco alemão atualizou a recomendação para a empresa de neutra para compra e vê potencial de valorização de mais de 50% para os papéis

O QUE VEM POR AÍ

Ata do Fed e IPCA-15: confira a agenda de indicadores da semana aqui e lá fora

Nos Estados Unidos, a segunda prévia do PIB no primeiro trimestre também é destaque; na Europa, o PIB da Alemanha é o principal dado

CAMINHO DO MEIO

Menor rejeição e apoio interno no MDB dão vantagem a Simone Tebet; veja os rumos da senadora da terceira via

Maior desafio, segundo marqueteiros, é torná-la popular: 46% do eleitorado desconhece Simone Tebet, segundo pesquisas recentes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies