🔴 ADEUS, SERASA? MILHÕES DE BRASILEIROS DEVEM SAIR DO VERMELHO COM ESTE PROGRAMA; VEJA QUEM SE DÁ BEM

Cotações por TradingView
2022-09-01T19:12:02-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
FECHAMENTO DO DIA

Petrobras (PETR4) contraria queda do petróleo e garante alta do Ibovespa; dólar vai a R$ 5,23

O alívio no preço dos combustíveis e o PIB melhor do que o esperado levaram o mercado de juros a encerrar a sessão regular em queda

Jasmine Olga
Jasmine Olga
1 de setembro de 2022
18:54 - atualizado às 19:12
SD_Petrobras Ibovespa
Imagem: Shutterstock, com intervenção de Vicktoria Valeska Vieira

Um crescimento maior do que o esperado da economia brasileira e o bom desempenho da Petrobras (PETR4) após o anúncio de um novo corte no preço da gasolina garantiu ganhos de 0,81%, aos 110.405 pontos, para o Ibovespa no primeiro pregão de setembro. Mas essa não foi a narrativa que predominou desde o começo do dia. 

Nas primeiras horas de negociação, o mau humor internacional falou mais alto, eclipsando até mesmo o avanço de 1,2% no PIB brasileiro no segundo trimestre. Foi preciso que a estatal brasileira ganhasse força para que os ventos voltassem a soprar a favor da B3. Apesar da melhora na bolsa, o dólar à vista encerrou a sessão em alta de 0,71%, a R$ 5,2383. 

Lá fora, o fator estressor não foi nenhuma novidade. Os investidores seguem preocupados com o ritmo de aperto monetário que será imposto pelo Federal Reserve e seguiram cautelosos ao longo de todo o dia, em compasso de espera pelos dados do payroll, o relatório do mercado de trabalho americano, que será divulgado amanhã. 

O fim do dia, no entanto, foi de recuperação. Interrompendo uma sequência de cinco sessões consecutivas de perdas, o Dow Jones subiu 0,47% e o S&P 500, 0,30%, mas o Nasdaq, que chegou a cair quase 2%, encerrou a sessão em queda de 0,26%. 

O alívio no preço dos combustíveis e o PIB melhor do que o esperado levaram o mercado de juros a encerrar a sessão regular em queda. Confira:

CÓDIGONOMEULT FEC 
DI1F23DI jan/2313,72%13,73%
DI1F24DI jan/2412,87%13,01%
DI1F25DI Jan/2511,79%12,00%
DI1F26DI Jan/2611,59%11,83%
DI1F27DI Jan/2711,58%11,81%

Pé no acelerador?

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro apresentou crescimento maior do que o esperado, segundo os dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

A atividade econômica brasileira subiu 1,2% em comparação com o primeiro trimestre do ano, acima das estimativas dos analistas . Em comparação ao mesmo trimestre do ano anterior, o avanço foi de 3,2%, contra as estimativas de 2,8%.

Durante a tarde, em evento, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a taxa de juros elevada é o que impede o BRasil de crescer ainda mais. 

Desce mais um pouquinho

Apesar da forte queda do petróleo por mais um dia, ainda antecipando a possibilidade de corte na produção por parte da Opep, a Petrobras operou em forte alta e foi responsável pela alta do Ibovespa. 

Mais cedo, a estatal anunciou o quarto corte na gasolina, dessa vez de  7,08%. O anúncio ocorre pouco mais de duas semanas depois do último corte no valor do combustível. Nesta tarde o Brent, utilizado como referência global fechou em queda de 2,25%, a US$ 95,64 por barril. 

Sobe e desce do Ibovespa

Nesta tarde, o noticiário corporativo teve grande peso nas movimentações dos ativos na bolsa, contrariando o movimento de cautela que chegava do exterior. 

As construtoras subiram em bloco. Além de repercutir o alívio visto na curva de juros, os investidores também pesaram as palavras dos analistas do JP Morgan, que alertaram que um gatilho para a alta do segmento pode ser disparado em breve. 

Apesar da Petrobras ter ficado fora do pódio, o desempenho da companhia 

Confira as maiores altas do dia no Ibovespa:

CÓDIGONOMEULTVAR
MRVE3MRV ONR$ 11,057,59%
CYRE3Cyrela ONR$ 15,156,99%
JHSF3JHSF ONR$ 6,525,16%
COGN3Cogna ONR$ 2,584,03%
HAPV3Hapvida ONR$ 7,563,85%

Na ponta contrária, a resseguradora IRB (IRBR3) liderou as perdas do índice. Após o fechamento do mercado deve ser concluída a nova oferta de ações da companhia, onde os papéis devem sair com um desconto considerável com relação ao negociado em bolsa. Confira também as maiores quedas:

CÓDIGONOMEULTVAR
IRBR3IRB ONR$ 1,39-15,24%
PCAR3GPA ONR$ 20,56-5,21%
BEEF3Minerva ONR$ 15,01-2,85%
CSNA3CSN ONR$ 13,50-2,17%
EMBR3Embraer ONR$ 13,53-2,10%

Compartilhe

BRIGA PELO TRONO GRELHADO

Acionistas da Zamp (BKBR3) recusam-se a ceder a coroa do Burger King ao Mubadala; veja quem rejeitou a nova oferta

21 de setembro de 2022 - 8:01

Detentores de 22,5% do capital da Zamp (BKBR3) já rechaçaram a nova investida do Mubadala, fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana segue sendo o elefante na sala e Ibovespa cai abaixo dos 110 mil pontos; dólar vai a R$ 5,23

15 de setembro de 2022 - 19:12

O Ibovespa acompanhou o mau humor das bolsas internacionais e segue no aguardo dos próximos passos do Fed

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Cautela prevalece e bolsas internacionais acompanham bateria de dados dos EUA hoje; Ibovespa aguarda prévia do PIB

15 de setembro de 2022 - 7:42

As bolsas no exterior tentam emplacar alta, mas os ganhos são limitados pela cautela internacional

FECHAMENTO DO DIA

Wall Street se recupera, mas Ibovespa cai com varejo fraco; dólar vai a R$ 5,17

14 de setembro de 2022 - 18:34

O Ibovespa não conseguiu acompanhar a recuperação das bolsas americanas. Isso porque dados do varejo e um desempenho negativo do setor de mineração e siderurgia pesaram sobre o índice.

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Depois de dia ‘sangrento’, bolsas internacionais ampliam quedas e NY busca reverter prejuízo; Ibovespa acompanha dados do varejo

14 de setembro de 2022 - 7:44

Os futuros de Nova York são os únicos que tentam emplacar o tom positivo após registrarem quedas de até 5% no pregão de ontem

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana derruba Wall Street e Ibovespa cai mais de 2%; dólar vai a R$ 5,18 com pressão sobre o Fed

13 de setembro de 2022 - 19:01

Com o Nasdaq em queda de 5% e demais índices em Wall Street repercutindo negativamente dados de inflação, o Ibovespa não conseguiu sustentar o apetite por risco

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais sobem em dia de inflação dos EUA; Ibovespa deve acompanhar cenário internacional e eleições

13 de setembro de 2022 - 7:37

Com o CPI dos EUA como o grande driver do dia, a direção das bolsas após a divulgação dos dados deve se manter até o encerramento do pregão

DANÇA DAS CADEIRAS

CCR (CCRO3) já tem novos conselheiros e Roberto Setubal está entre eles — conheça a nova configuração da empresa

12 de setembro de 2022 - 19:45

Além do novo conselho de administração, a Andrade Gutierrez informou a conclusão da venda da fatia de 14,86% do capital da CCR para a Itaúsa e a Votorantim

FECHAMENTO DO DIA

Expectativa por inflação mais branda nos Estados Unidos leva Ibovespa aos 113.406 pontos; dólar cai a R$ 5,09

12 de setembro de 2022 - 18:04

O Ibovespa acompanhou a tendência internacional, mas depois de sustentar alta de mais de 1% ao longo de toda a sessão, o índice encerrou a sessão em alta

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies