🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-06-01T19:00:42-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
FECHAMENTO DO DIA

Vale (VALE3) salva Ibovespa por um triz, mas dólar sobe forte com cautela internacional

O Ibovespa escapou com ganhos de 0,01%, mas a cautela com o crescimento dos Estados Unidos ressoou em outros mercados

1 de junho de 2022
18:58 - atualizado às 19:00
minério de ferro, mercados, Ibovespa, bolsa
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O cabo de guerra entre o apetite por risco e a cautela global pode até ter acabado em empate após um dia de grandes oscilações, mas a sensação que fica é que a cautela ganhou de lavada. 

Foi por pouco, mas o primeiro pregão de junho foi positivo para o Ibovespa – uma alta de 0,01%, aos 111.359,94 pontos. Tudo graças ao time de commodities, capitaneado pela Vale (VALE3).

Enquanto Nova York encarou mais um dia de preocupação com o futuro dos juros e o ritmo de crescimento dos Estados Unidos, a bolsa brasileira tentou equilibrar os temores com as projeções mais positivas para a economia chinesa. O câmbio e o mercado de juros, no entanto, não se deixaram seduzir. 

Não só os indicadores americanos seguem entregando sinais mistos sobre a economia, como também dirigentes do Federal Reserve seguem falando em juros elevados por mais tempo. 

A recente pressão sobre a cotação do petróleo também não ajuda nesse aspecto. O temor de uma inflação ainda maior deixa o investidor com um frio na barriga, mas os papéis das petroleiras respondem positivamente. A não ser que o seu nome esteja envolvido em mais uma crise política, como é o caso da Petrobras (PETR4). 

Divergindo do saldo da bolsa, o dólar à vista avançou 1,08%, a R$ 4,8041, e o mercado de juros operou em alta, pesando também a possibilidade de aumento de subsídio aos combustíveis. 

Sinais mistos

Nos Estados Unidos, os investidores se debruçaram sobre a divulgação de diversos indicadores macroeconômicos. 

Houve avanço na atividade industrial do país e o relatório Jolts, considerado um termômetro para o payroll, indicou que houve redução na oferta de vagas. O olhar dos investidores é para o impacto dos números na decisão do Federal Reserve sobre a taxa de juros e a possibilidade de recessão. 

O que vem por aí?

O presidente do Federal Reserve de St. Louis, James Bullard, afirmou que a autoridade monetária estaria "no caminho" para altas de 50 p.p nos próximos encontros, reforçando as apostas de que o BC norte-americano não vai aumentar o ritmo do aumento de juros.

Bullard aproveitou para defender a adoção de uma taxa de juros neutra, mesmo que isso resulte em inflação moderada. Para ele, a taxa neutra estaria próxima a 2%.

Mesmo assim, afirmou que espera um juro de 3,5% até o final deste ano. Bullard ainda disse ser contra qualquer interrupção no ciclo de altas.

O comentário, aliado ao comportamento das bolsas no exterior, pressionou o mercado de juros local. Por aqui, a pressão vista no petróleo também contribuiu negativamente, aumentando a preocupação com a inflação. Confira o fechamento do dia dos principais contratos de DI:

CÓDIGONOMEULT FEC 
DI1F23DI jan/2313,44%13,39%
DI1F25DI Jan/2512,41%12,27%
DI1F26DI Jan/2612,29%12,13%
DI1F27DI Jan/2712,29%12,12%

Sobe e desce do Ibovespa

As ações da Hypera Pharma lideraram os ganhos do dia após a companhia assinar um acordo de leniência com a Controladoria-Geral da União (CGU) e com a Advocacia-Geral da União (AGU) para finalizar uma investigação contra ex-executivos da companhia dentro da Operação Lava Jato. A empresa irá desembolsar R$ 110 milhões para pagamento de multa, mas o montante será ressarcido por João Alves de Queiroz Filho.

As empresas do setor de commodities também contribuíram positivamente para a performance do índice, mesmo com a leve queda vista no mercado chinês. Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGONOMEULTVAR
HYPE3Hypera ONR$ 41,958,15%
WEGE3Weg ONR$ 26,173,15%
USIM5Usiminas PNAR$ 11,282,92%
QUAL3Qualicorp ONR$ 11,502,50%
CPFE3CPFL Energia ONR$ 34,532,46%

A alta do petróleo e o impasse que deixa nebuloso o futuro da Rússia dentro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) pressionou as cotações das empresas – que também sentiram a pressão do dólar. Confira também as maiores quedas:

CÓDIGONOMEULTVAR
AZUL4Azul PNR$ 19,00-5,52%
BIDI11Banco Inter unitR$ 12,00-4,69%
AMER3Americanas S.AR$ 19,31-3,93%
GOLL4Gol PNR$ 13,97-3,72%
EGIE3Engie ONR$ 42,27-3,71%
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

FRUTOS DO CASAMENTO

Localiza (RENT3) e Unidas (LCAM3) apresentam relação de troca final de ações; veja quanto os acionistas receberão

Mais cedo, a Superintendência-Geral do Cade aprovou, sem restrições, a venda de parte da frota da Unidas para o Grupo Brookfield, dono da locadora Ouro Verde

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) faz malabarismo para enfrentar volatilidade e seguir acima de US$ 20 mil; confira cotações

O cenário macroeconômico pesou no universo cripto e se juntou à falta de liquidez, exercendo importante fonte de pressão

AGRO EM ALTA

Governo oferecerá mais de R$ 340 bilhões para produtores rurais no novo Plano Safra; valores entram em vigor em julho

O programa do governo federal prevê o direcionamento de recursos públicos para financiar e apoiar a agropecuária nacional

O SOL HÁ DE BRILHAR MAIS UMA VEZ

Cemig (CMIG4) amplia presença em energia solar em negócio milionário; confira os detalhes do negócio

A transação envolve três usinas fotovoltaicas e reforça a estratégia da companhia de crescimento sustentável no mercado de geração distribuída

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa abaixo dos 100 mil novamente, presidente da Caixa pede demissão e o salvador do mundo cripto; confira os destaques do dia

As últimas semanas parecem ter inaugurado um novo modus operandi no mercado financeiro: não há boa notícia ao amanhecer que perdure até o anoitecer.  Alta de commodities, alívio no cenário fiscal, retomada econômica chinesa. Pode escolher a sua arma, nada parece forte o suficiente para enfrentar o temor de uma recessão global e de um […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies