';

🔴 O ‘NOVO PETRÓLEO’ FOI ENCONTRADO E JÁ É MOTIVO DE DISPUTA NO MUNDO — DESCUBRA AQUI

Cotações por TradingView
2022-01-12T16:32:05-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Alívio

Destaques da bolsa: shoppings, varejistas e construtoras têm dia de glória com alívio nos juros futuros

Papéis como Iguatemi (IGTI11), Multiplan (MULT3), Lojas Renner (LREN3), Magazine Luiza (MGLU3), MRV (MRVE3) e JHSF (JHSF3) se destacam entre as altas do Ibovespa

12 de janeiro de 2022
16:23 - atualizado às 16:32
shopping
Setores mais sensíveis à dinâmica de juros têm sofrido com a disparada das taxas. Imagem: Shutterstock

A maior definição dos próximos passos da política monetária do Federal Reserve, o banco central americano, trouxe alívio para os mercados globais e derrubou os juros futuros nesta quarta-feira (12).

Com isso, as ações de varejistas, shoppings e construtoras, que estão entre as mais castigadas pela escalada das taxas no último ano, têm um dia de glória, disparando na B3 e ficando entre as maiores altas do Ibovespa no dia. Acompanhe a nossa cobertura completa de mercados.

Estou falando de papéis como Iguatemi (IGTI11), Multiplan (MULT3), Lojas Renner (LREN3), Magazine Luiza (MGLU3), MRV (MRVE3) e JHSF (JHSF3).

Esses setores são muito dependentes de crédito, o que faz com que suas ações sejam particularmente sensíveis à dinâmica dos juros. Tanto que, no ano passado, com a alta nos juros futuros e na Selic, algumas das ações desses setores ficaram justamente entre as maiores quedas do Ibovespa, com perdas de mais de 40% em 2021.

Nesta quarta, a divulgação do CPI, a inflação ao consumidor dos Estados Unidos, reforçou as perspectivas quanto aos próximos passos da política monetária do Fed, que já vinham sendo sinalizados desde a semana passada, com a divulgação da ata da última reunião do comitê de política monetária e a fala de vários dirigentes da instituição, incluindo o presidente, Jerome Powell.

A inflação dentro do esperado pelo mercado ratifica a expectativa de alta nos juros já na próxima reunião, em março, e de três a quatro altas neste ano, com início da venda dos ativos adquiridos pela autoridade monetária dentro de três ou quatro reuniões.

Com a retirada das incertezas quanto à política monetária do horizonte, as bolsas têm espaço para subir nesta quarta, ao mesmo tempo em que os juros dos títulos do Tesouro americano e o dólar recuam. Por aqui, os juros futuros, recentemente muito pressionados, caem forte nesta quarta:

  • Janeiro/23: queda de 1,37%, para 11,86%;
  • Janeiro/25: queda de 2,61%, para 11,215%;
  • Janeiro/27: queda de 2,40%, para 11,17%.

Por conseguinte, as ações de varejistas, construtoras e shoppings conseguem recuperar parte das perdas recentes. O setor de shoppings também é beneficiado pelas boas prévias divulgadas hoje pela Multiplan (MULT3). A companhia bateu recorde de vendas no quarto trimestre do ano passado.

Perto das 16h, o Ibovespa subia 1,57%, aos 105.406 pontos. No mesmo horário, os papéis de Iguatemi (IGTI11) subiam 8,25%, para R$ 17,45, e os da Multiplan (MULT3) avançavam 6,60%, a R$ 18,08, as duas maiores altas do índice.

Ainda entre as maiores altas, apareciam as ações das Lojas Renner (LREN3), com ganho de 6,06%, a R$ 24,67, e das Americanas S.A., com avanço de 5,78%, a R$ 29,67.

Vale destacar ainda a alta de 5,11% do Magazine Luiza (MGLU3), a R$ 6,17, a valorização de 5,66% da BR Malls (BRML3), a R$ 7,66, o avanço de 5,28% das Lojas Americanas (LAME4), a R$ 5,58, e os ganhos de 5,40% do Grupo Soma (SOMA3), a R$ 11,12.

Entre as construtoras, destaque para a JHSF (JHSF3), que subia 4,99%, a R$ 4,84, no mesmo horário. MRV (MRVE3) tinha alta de 3,51%, a R$ 10,92, e Eztec (EZTC3) avançava 3,36%, a R$ 18,45.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

BATALHA SOCIETÁRIA

Na disputa com Tanure, Esh Capital volta a aumentar participação na Gafisa (GFSA3)

27 de janeiro de 2023 - 9:41

A gestora de Vladimir Timerman comprou mais ações e aumentou a participação na Gafisa para aproximadamente 15,8%

AQUILO QUE AINDA NÃO SABEMOS

Americanas (AMER3): Confira seis perguntas que seguem sem resposta duas semanas após a revelação do rombo bilionário

27 de janeiro de 2023 - 9:28

Mercado assumiu postura de desconfiança diante das falhas de comunicação e daquilo que encaram como falta de transparência por parte da Americanas (AMER3)

FAZENDO HISTÓRIA

Fim da ‘Guerra Infinita’? Avatar 2 derrota Vingadores e se torna a 5ª maior bilheteria da história do cinema

27 de janeiro de 2023 - 9:27

Após menos de dois meses desde a estreia, a produção atingiu a marca de US$ 2,054 bilhões (cerca de R$ 10,41 bilhões) em arrecadação, segundo o Box Office Mojo

LINHA D'ÁGUA

Made in America(nas): o que temos a aprender com o rombo na Americanas

27 de janeiro de 2023 - 9:19

O caso da Americanas mostra uma vez mais que o segredo de um investidor consistente no longo prazo é a diversificação

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O prato preferido dos dirigentes do Fed: Inflação nos EUA, erro bilionário no BC, FIIs em 2023 e outras notícias do dia

27 de janeiro de 2023 - 8:19

O PCE, o índice de inflação favorito dos dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), deve ser divulgado às 10h30

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies