🔴 5 MOEDAS PARA MULTIPLICAR SEU INVESTIMENTO EM ATÉ 400X – VEJA COMO ACESSAR LISTA

Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP, já passou pelo portal DCI e setor de análise política da XP Investimentos.
MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa volta a se firmar em alta após aceleração das bolsas em NY; dólar sobe

Seu Dinheiro
Jasmine Olga, Renan Sousa, Liliane de Lima
25 de agosto de 2022
9:04 - atualizado às 17:19

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam em alta nesta quinta-feira (25). O principal destaque do dia é a abertura do simpósio de banqueiros centrais de Jackson Hole e a expectativa do discurso do atual presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, que acontece amanhã. No cenário doméstico, os investidores ainda repercutem a prévia da inflação oficial, o IPCA-15.

Acompanhe por aqui o que mexe com a bolsa, o dólar e os demais mercados hoje, além das principais notícias do dia.

O Ibovespa encerrou o dia em alta de 0,56%, aos 113.531 pontos

O dólar à vista encerrou o dia em leve alta de 0,02%, a R$ 5,1121

FALA, BULLARD!

Conhecido como um dos dirigentes mais pró-aperto monetário do Federal Reserve, o presidente do Fed de St. Louis, James Bullard, afirmou hoje que acredita que a taxa de juros deve ficar entre 3,75% e 4,00%.

De acordo com Bullard, o melhor caminho seria acelerar a alta de juros para chegar mais rapidamente ao nível esperado e reforçou que há o risco de que o BC tenha que manter a taxa básica em nível elevado por mais tempo como forma de controle da inflação.

Depois de testar o campo negativo, acompanhando uma piora das ações da Petrobras (PETR4), o Ibovespa voltou a se firmar em alta. O principal índice da bolsa acompanha a melhora vista nas bolsas em Nova York

O mercado de juros futuro segue operando em alta, ainda repercutindo a deflação mensal menor do que o esperado e a probabilidade de que o banco central americano siga intensificando o aperto monetário. Confira:

CÓDIGO NOME  ULT  FEC
DI1F23 DI jan/23 13,72% 13,72%
DI1F24 DI jan/24 13,23% 13,13%
DI1F25 DI Jan/25 12,13% 12,00%
DI1F26 DI Jan/26 11,91% 11,75%
DI1F27 DI Jan/27 11,87% 11,72%
FECHAMENTO NA EUROPA
  • Frankfurt: +0,40%
  • Londres: +0,13%
  • Paris: -0,08%
  •  Stoxx 600 +0,52%

Apesar das bolsas em Nova York seguirem em alta moderada, o Ibovespa passou ao campo negativo após as ações da Petrobras (PETR4) aceleraram as perdas.

BRADESCO VAI ÀS COMPRAS

Bradesco (BBDC4) deu um importante passo em direção a aumentar suas operações no México e adquiriu uma instituição financeira focada em pessoas físicas no país.

A empresa em questão é a Ictineo Plataforma, uma Sociedade Financeira Popular, ou SOFIPO. É um tipo de organização que oferece planos de poupança e empréstimos aos seus associados.

A compra será realizada por meio da subsidiária Bradescard México, presente no país há 12 anos. A instituição é uma das principais financeiras de crédito ao consumo no segmento de cadeias de varejo.

CONFIRA OS DETALHES 

AÇÕES DA PETROBRAS (PETR3; PETR4) EM QUEDA 

A maior pagadora de dividendos do planeta também é uma das maiores quedas do dia no pregão desta quinta-feira. 

As ações ordinárias (ON; PETR3) e preferenciais (PN; PETR4) recuam próximo aos 2% no Ibovespa, em razão da instabilidade do petróleo no cenário internacional.  Confira: 

CÓDIGO NOME ULT VAR
PETR3 Petrobras ON R$ 36,67 -2,14%
PETR4 Petrobras PN R$ 33,03 -1,81%

 

Um dos motivos é a desvalorização do dólar à vista após o PIB americano recuar 0,6% entre abril e junho, na segunda revisão do Departamento do Comércio dos EUA divulgada nesta manhã.

A cautela dos investidores também acompanha o mercado das commodities, que segue instável nos últimos dias por incertezas na produção — com a possibilidade de redução em breve. 

Hoje, mais cedo, o presidente da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Bruno Jean-Richard Itou, confirmou que os cortes na produção da commodity podem acontecer.

No começo da semana, o ministro de energia da Arábia Saudita falou em diminuir a oferta de petróleo, mas ainda não há previsão de quando isso vai ser posto em prática.

Nesta quinta-feira, o petróleo opera entre ganhos e perdas, próximo da estabilidade e negociado acima dos US$ 100 o barril.

A bolsa brasileira iniciou o pregão desta quinta-feira em alta, ainda repercutindo o avanço dos setores de varejo e consumo com a divulgação da prévia da inflação, IPCA-15, ontem. 

Contudo, o destaque do dia é o desempenho da IRB (IRBR3), que anunciou a oferta de ações antes da abertura do mercado. Os papéis IRBR3 são a maior alta do pregão.

SOBE E DESCE DO IBOVESPA

Confira as maiores altas:

CÓDIGO NOME ULT VAR
IRBR3 IRB ON R$ 2,13 5,97%
MGLU3 Magazine Luiza ON R$ 4,73 5,11%
COGN3 Cogna ON R$ 2,65 3,11%
VIIA3 Via ON R$ 3,49 2,95%
YDUQ3 Yduqs ON R$ 12,97 2,94%

 

E as maiores quedas do dia:

CÓDIGO NOME ULT VAR
LWSA3 Locaweb ON R$ 9,87 -1,99%
ENGI11 Engie units R$ 43,49 -1,20%
TAEE11 Taesa units R$ 40,49 -1,05%
SULA11 SulAmérica units R$ 25,25 -0,98%
TOTS3 Totvs ON R$ 30,61 -0,97%

 

 

IRBR3 LIDERA ALTA DO IBOVESPA

O IRB (IRBR3) anunciou, nesta manhã, a oferta de ações após uma sucessão de prejuízos.

Contudo, as ações da companhia operam em alta de 5,97%, negociadas a R$ 2,13.

A intenção original do IRB é emitir 597.014.925 de novas ações. IRBR3 fechou a sessão de ontem a R$ 2,01. E esta é uma informação fundamental.

A oferta pode ser acrescida em 200%. Isso mesmo: 1,19 bilhão de novas ações em lotes adicionais. Entretanto, a operação será limitada a R$ 1,2 bilhão.

 

 

 

 

 

BOLSAS NO EXTERIOR

As bolsas de Nova York iniciaram o pregão em alta, acompanhando o ritmo positivo dos índices futuros no pré-mercado.

Wall Street repercute a segunda revisão do PIB do 2º trimestre que apontou recuo de 0,6%. O dado foi divulgado nesta manhã pelo Departamento do Comércio americano.

Confira:

  • Dow Jones: -0,12%
  • S&P 500: +o,27%
  • Nasdaq: +0,54%

 

O dia começou com as bolsas internacionais em alta, com a divulgação da ata do Banco Central Europeu (BCE). Em julho, o BCE elevou os juros básicos em 50 pontos-base.

A autoridade monetária ainda ponderou, no documento publicado nesta quinta-feira, que a normalização adicional dos juros “seria apropriada” nas próximas reuniões e que a trajetória das taxas continua dependente de dados futuros.

Nos EUA, o Departamento do Comércio informou, em nova revisão, que o Produto Interno Bruto (PIB) encolheu 0,6% na segunda leitura do 2º trimestre, ante a previsão de recuo de 0,9%, divulgada em julho. Ainda será realizada uma terceira revisão em setembro.

O PIB americano já havia encolhido 1,6% no primeiro trimestre. O dado de hoje confirma que os EUA estão em recessão técnica — quando uma economia registra recuos na produção econômica em dois  trimestre consecutivos.

O Departamento do Comércio também informou que o índice de preços de gastos de consumo (PCE) — medida de inflação preferida do Federal Reserve (Fed) — teve variação de +7,1% entre abril e junho.

Após os dados, o dólar à vista que abriu em queda, recuperou as perdas com valorização de 0,50%.

Em meio a tudo isso, hoje também inicia o simpósio dos banqueiros centrais de Jackson Hole, que devem discutir, entre outros temas, a inflação e a elevação de juros básicos nas próximas reuniões do Fed. O atual presidente da autarquia monetária deve discursar somente amanhã.

No cenário doméstico, os investidores ainda repercutem o recuo da prévia da inflação (IPCA-15) em agosto em 0,73%, que impulsionou o setor varejista no pregão de ontem.

Ibovespa  inicia o pregão desta quinta-feira em alta de 0,73%, aos 113.725 pontos e acompanha o ritmo positivo do exterior.

No mesmo horário, o dólar à vista opera em alta de 0,34%, cotado a R$ 5,1275.

IRB (IRBR3) LANÇA OFERTA PRIMÁRIA

Dois anos e alguns meses de calvário levaram o IRB Brasil (IRBR3) a uma encruzilhada. Uma sucessão de prejuízos fez com que a resseguradora ficasse abaixo do limite de enquadramento da cobertura de provisões técnicas e de liquidez regulatória para operar.

A solução encontrada pelo IRB – e que já vinha sendo ventilada pelo mercado – foi o lançamento de uma oferta primária de ações, com esforços restritos.

A intenção original do IRB é emitir 597.014.925 de novas ações.

CONFIRA OS DETALHES 

O Ibovespa futuro abriu em alta de 0,55%, aos 115.405 pontos, acompanhando os índices futuros no exterior.

No mesmo horário, o dólar à vista abriu em queda de 0,35%, cotado a R$ 5,0922.

OPORTUNIDADE DE SWING TRADE NA BOLSA
O nosso colunista, Nilson Marcelo, identificou uma oportunidade na bolsa hoje: lucro acima de 11% com ações da Construtora Tenda (TEND3)
BOLSAS NO EXTERIOR
Confira aqui:
  • Dow Jones futuro: +0,36%
  • S&P 500 futuro: +0,62%
  • Nasdaq futuro: +0,76%
  • Euro Stoxx 50: +o,14%
  • Xangai (China): +0,97% (fechado)
  • Nikkei (Japão): +0,58% (fechado)
  • Petróleo Brent: US$ 101,87 (+0,64%)
  • Minério de ferro (Dalian, China): US$ 102,99 (-0,21%)
ESQUENTA DOS MERCADOS

Bom dia! O simpósio de banqueiros centrais de Jackson Hole começa nesta quinta-feira (25) em meio a um ambiente positivo nos mercados financeiros internacionais.

As bolsas de valores da Europa abriram em alta e os índices futuros de Nova York encontram-se em território positivo nas horas que antecedem o início do evento.

Até o euro, que nos últimos dias andou negociado abaixo de US$ 1, recuperou a paridade com a moeda norte-americana.

De hoje em diante, os investidores estarão de olho em sinalizações referentes aos próximos passos da política monetária dos principais bancos centrais do planeta em um momento de inflação elevada, juros em alta e economia em desaceleração pelo mundo.

O momento mais esperado do simpósio de Jackson Hole é o discurso do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell.

Ele só vai falar amanhã, mas isso não impede os participantes do mercado de especularem sobre o teor do discurso.

Enquanto o encontro dos principais banqueiros centrais do planeta toma conta do noticiário, por aqui o cenário caminha para outra direção.

O Ibovespa teve leve alta no pregão de ontem (24), impulsionado pelo forte desempenho do varejo. Já o dólar à vista teve alta de 0,24%, a R$ 5,1112.

Entre os destaques locais estão o ajuste dos investidores ao IPCA-15 e as apostas de que os juros não devem subir além do esperado a partir de agora.

Confira o que movimenta o dia das bolsas, do dólar e do Ibovespa hoje.

Compartilhe

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Cautela segue em alta no exterior e Ibovespa cai quase 1%; dólar desacelera ganhos

16 de setembro de 2022 - 9:04

RESUMO DO DIA: Com a agenda esvaziada, as bolsas internacionais operam em tom negativo nesta sexta-feira (16). Os investidores seguem mais cautelosos na expectativa de alta de juros americanos pelo Federal Reserve e elevação da taxa Selic pelo Banco Central do Brasil, na próxima semana. O Ibovespa tende a acompanhar o exterior. Acompanhe por aqui […]

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa ignora avanço de mais de 1% da prévia do PIB e cai; dólar fica acima de R$ 5,20

15 de setembro de 2022 - 9:09

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam sem direção definida nesta quinta-feira (15), com a agenda cheia no exterior e no Brasil. No cenário doméstico, o principal destaque do dia é o crescimento do IBC-Br, a prévia do PIB, de julho acima do esperado. Os investidores também reagem aos dados de vendas do varejo em […]

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa tenta engatar recuperação, mas varejo e siderurgia pesam contra; Magazine Luiza (MGLU3) cai 5% após decepção com dados

14 de setembro de 2022 - 9:05

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam sem direção definida nesta quarta-feira (14). Os investidores digerem a alta na inflação dos EUA em agosto e reagem ao índice dos preços para o produtor (PPI), já com a expectativa de alta nos juros na próxima reunião do Federal Reserve (Fed). No cenário doméstico, o Ibovespa reage […]

CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Eleições 2022: Vitória de Lula em 1º turno é possível? Descubra aqui

14 de setembro de 2022 - 6:00

Acompanhe a cobertura ao vivo das eleições 2022 com as principais notícias sobre os principais candidatos à Presidência e nos Estados

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa recua mais de 2% após avanço da inflação nos EUA; dólar tem forte alta

13 de setembro de 2022 - 9:03

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais, que iniciaram o dia em leve alta nesta terça-feira (13), reagem ao avanço da inflação nos EUA em agosto. Com isso, os investidores mantêm a expectativa de alta nos juros americanos em 75 pontos-base na próxima reunião do Federal Reserve (Fed). Sem destaques no cenário doméstico, o Ibovespa deve […]

CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Eleições 2022: Bolsonaro diz que vai ‘passar a faixa’ e se aposentar caso não consiga se reeleger

13 de setembro de 2022 - 5:47

Acompanhe a cobertura ao vivo das eleições 2022 com as principais notícias sobre os principais candidatos à Presidência e nos Estados

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa desacelera alta e dólar cai abaixo dos R$ 5,10; Magazine Luiza (MGLU3) lidera ganhos

12 de setembro de 2022 - 9:04

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam em alta nesta segunda-feira (12), sem negociações na China em razão de feriado local. Os investidores aguardam o índice de preços ao consumidos (CPI) nos EUA, que será divulgado amanhã. Com a agenda cheia no cenário doméstico, o Ibovespa deve reagir à deflação da primeira prévia do IGP-M […]

CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Eleições 2022: Lula segue 13 pontos à frente de Bolsonaro no 2º turno na pesquisa BTG/FSB

12 de setembro de 2022 - 7:14

Acompanhe a cobertura ao vivo das eleições 2022 com as principais notícias sobre os principais candidatos à Presidência e nos Estados

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa opera em alta de 2% impulsionado por commodities e maior apetite por risco no exterior; dólar cai

9 de setembro de 2022 - 9:04

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam em tom positivo nesta sexta-feira (9). Os investidores reagem à desaceleração da inflação na China, o que aumenta a expectativa por injeção de novos estímulos pelo governo. No cenário doméstico, o Ibovespa deve refletir o IPCA, que indicou uma deflação de 0,36% em agosto.

CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Eleições 2022: Lula tem 45% das intenções de voto e Bolsonaro 34% — confira os novos números do Datafolha

9 de setembro de 2022 - 8:58

Acompanhe a cobertura ao vivo das eleições 2022 com as principais notícias sobre os principais candidatos à Presidência e nos Estados

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar