Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-01-04T06:31:02-03:00
Agência Brasil
NÚMEROS DA PANDEMIA

Covid-19: Brasil registra 196 mil mortes e 7,73 milhões de casos

Nas últimas 24 horas foram registradas 293 mortes e 17.341 novos diagnósticos positivos, diz Ministério da Saúde

4 de janeiro de 2021
6:30 - atualizado às 6:31
covid-19 coronavírus
Imagem: Shutterstock

As mortes por causa da pandemia do novo coronavírus chegaram a 196.018. Nas últimas 24 horas, foram registradas 293 mortes. A soma de pessoas infectadas desde o início da pandemia atingiu 7.733.746.

Entre sábado (2) e domingo (3) foram registrados 17.341 novos diagnósticos positivos. No total, 6.813.008 pessoas já se recuperaram da covid-19.

O balanço foi divulgado no domingo pelo Ministério da Saúde. O levantamento reúne as informações das secretarias estaduais de Saúde de todo o país.

Em geral, os registros de casos e mortes são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da dificuldade de alimentação dos dados pelas secretarias de Saúde aos fins de semana.

Já às terças-feiras, os totais tendem a ser maiores pelo acúmulo das informações de fim de semana que são enviadas ao ministério.

Covid nos Estados

São Paulo registrou 1.471.422 de pessoas contaminadas. Os outros Estados com maior número de casos no país são Minas Gerais (550.672) e Santa Catarina (497.345). Já o Acre tem o menor número de casos (42.046), seguido de Amapá (68.568) e Roraima (68.875).

São Paulo também lidera o número de mortes, com 46.865. Rio de Janeiro (25.616) e Minas Gerais (12.037) aparecem na sequência. Os Estados com menos mortes são Roraima (787), Acre (802) e Amapá (927).

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro sobe após a abertura com boas perspectivas para os balanços e dólar avança hoje

No panorama doméstico, o risco fiscal permanece no radar, enquanto a semana conta com importantes balanços

O melhor do Seu Dinheiro

O Tesouro Direto virou tesouro de tolo? O que mexe com os mercados na semana e outros destaques

O investidor devia estar contente no começo deste ano com o que parecia uma grande oportunidade: investir no Tesouro Direto com um retorno garantido de quase 3,5% ao ano mais a variação da inflação. Naquele momento, as aplicações mais conservadoras de renda fixa estavam com rentabilidade real negativa e o Banco Central indicava que os […]

SEGREDOS DA BOLSA

Esquenta dos mercados: risco fiscal é pano de fundo para semana de Copom, IPCA-15 e balanços domésticos e no exterior

Os próximos dias serão tensos para os investidores, que devem ficar de olho na votação da PEC dos precatórios e medidas do Banco Central contra a inflação

REFORÇANDO O CAIXA

Depois de anunciar emissão de debêntures, 3R Petroleum lança oferta de ações. Entenda o que a empresa pretende fazer com quase R$ 4 bilhões a mais em seu caixa

Empresa de óleo e gás fará ofertas primária e secundária; a previsão é de que o processo de prospecção de investidores interessados se encerre em 4 de novembro

Renda fixa também varia

Terra arrasada no Tesouro Direto: sinônimo de renda fixa, títulos públicos têm perda de até 30% no ano; hora de vender ou de comprar mais?

Tensão nos mercados na última semana jogou juros para cima e preços dos títulos para baixo, mas não é de hoje que o Tesouro Direto sofre com a deterioração fiscal. Entenda o que está acontecendo e o que fazer

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies