Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-27T07:03:08-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
O RUÍDO PERSISTE

Renda mínima permanente? Presidente da Câmara dá a entender que Auxílio Brasil pode se tornar política contínua

Expectativa é de que a mera menção a um programa de renda mínima permanente mantenha a pressão sobre os ativos financeiros locais

27 de outubro de 2021
6:33 - atualizado às 7:03
Arthur Lira
Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados Fonte: Agência Câmara de Notícias

Quem costuma andar por aí com sua proposta de renda básica de cidadania a tiracolo é o hoje vereador paulistano Eduardo Suplicy.

Eis que o político petista parece ter angariado um aliado no mínimo inusitado para que a ideia comece a ganhar escala. Trata-se do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

De campo radicalmente oposto ao de Suplicy, Lira deu a entender ontem que o Auxílio Brasil com valor maior pode se tornar uma política permanente.

O que disse Lira

Sem citar cifras específicas, ele disse que, quando o Senado Federal aprovar a taxação de dividendos de empresas distribuídos à pessoa física, incluída na reforma do Imposto de Renda, o programa permanente terá uma fonte de recursos, se não para 2022, para 2023.

"A qualquer momento que o Senado aprovar ou apreciar ou modificar o texto do Imposto de Renda, mantendo (a taxação de) dividendos, que é importante, o programa pode ser criado, se não para 2022, para 2023", afirmou o parlamentar em Brasília.

É válido mencionar que o Auxílio Brasil e a proposta de Suplicy são bastante diferentes, seja em alcance ou objetivos, mas a simples menção a um programa permanente de renda básica em escala nacional causa calafrios em muito economista.

Teto quebrado

Na semana passada, a “licença para gastar” concedida pelo ministro da Economia Paulo Guedes, permitindo que o Auxílio Brasil imploda o teto de gastos, desencadeou uma debandada na equipe econômica, derrubou a bolsa e fez com que o dólar e os contratos de juros futuros disparassem.

Diante disso, a expectativa é de que a mera menção a um programa de renda mínima permanente mantenha a pressão sobre os ativos financeiros locais.

"O mercado é muito subjetivo”, disse Lira ontem. O presidente da Câmara citou ainda a necessidade de destinar "R$ 30 bilhões para socorrer quem ainda precisa".

"Os problemas do rebote financeiro, inflacionário, de crises, de pessoas que estão passando fome, isso persiste, e o parlamento precisa atender a isso", concluiu.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Bitcoin (BTC) hoje

Bitcoin e ethereum despencam hoje, e principal criptomoeda do mundo se afunda ainda mais no ‘bear market’

Após uma semana que terminou com ganhos, as duas maiores moedas digitais do mercado sofreram na virada de sexta-feira para sábado

Trabalhadores em falta

Como a falta de bebês na China pode provocar uma crise financeira global

A população da China vem recuando desde 2010, e, com as taxas de natalidade nos menores níveis em 80 anos, o cenário ameaça todo o planeta

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

IPO do Nubank, como driblar os impostos e onde investir o 13º salário: confira os destaques da semana

Nada é pior para um ansioso do que a incerteza. E o mercado, ultimamente, vem sendo marcado por uma forte onda de incertezas, vindas de todos os lados. Os preços dos ativos respondem a isso com volatilidade, e não há muito o que fazer a não ser manter a calma, focar nos fundamentos e aguardar […]

Clube anti-cripto

China acertou ao banir o bitcoin? Braço direito de Warren Buffett diz que as criptomoedas nunca deveriam ter sido inventadas

A aversão de Charlie Munger pelo bitcoin cresceu ainda mais durante a pandemia; para o bilionário, o criptoativo é “repugnante”

COMEÇAR TUDO DE NOVO

‘Um dos textos mais horríveis que já tramitaram’: relator da reforma do Imposto de Renda defende arquivamento da proposta

Angelo Coronel (PSD-BA) defende a criação de um novo texto para votação no Senado após ampla discussão com os setores que mais pagam impostos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies