Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-06-15T14:54:01-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
RH do governo

Reforma administrativa: relator promete parecer em agosto e defende inclusão de Legislativo e Judiciário no texto

O relatório precisa ser votado pela comissão especial da Câmara que discute o tema para que a tramitação avance

15 de junho de 2021
14:53 - atualizado às 14:54
Arthur Maia
Imagem: Agência Câmara

Após prometer um debate que coloque o “dedo na ferida” do serviço público, o relator da Reforma Administrativa, deputado Arthur Maia (DEM-BA), disse que quer apresentar seu parecer até a primeira quinzena de agosto

O relatório precisa ser votado pela comissão especial da Câmara que discute o tema para que a tramitação avance. Após essa fase, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do governo irá ao plenário da Casa, onde precisa ser aprovada em dois turnos antes de chegar ao Senado.

"Amanhã teremos a primeira reunião da comissão e estou levando uma série de temas para serem incluídos no plano de trabalho”, contou o deputado nesta terça-feira (15), em live promovida pelo jornal Valor Econômico.

Entre os assuntos a serem debatidos, Maia citou a cláusula de desempenho, a estabilidade e cargos em comissão e de chefias.

O grupo poderá realizar de 10 a 40 audiências públicas, mas o relator considera o número máximo um exagero.

Policial é categoria espinhosa

Além das datas, Arthur Maia também comentou a respeito de algumas carreiras cujas mudanças serão mais sensíveis. 

Sobre os policiais, por exemplo, que possuem muita representação na Câmara, o relator disse que a categoria é típica de Estado e deve manter sua estabilidade, assim como os auditores fiscais. 

Ele disse, no entanto, que essas carreiras devem ser definidas por lei complementar, já que não concorda em cravar na Constituição quais profissionais se encaixam ou não nesse perfil. 

Ainda sobre os policiais, Arthur Maia afirmou que já foi procurado para tratar sobre a questão do estágio probatório da categoria. Uma mudança nesse tema já era defendida pelo relator da reforma na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Darci de Matos (PSD-SC).

A possibilidade é fixar uma regra diferente para essas carreiras em substituição ao chamado vínculo de experiência, período em que o servidor concursado tem que passar antes de assumir efetivamente o cargo e garantir a estabilidade.

A proposta do governo cria o vínculo de experiência como alternativa ao atual estágio probatório, sendo mais uma etapa do concurso público. Os bem avaliados no fim do vínculo serão investidos no cargo.

Bolsonaro: contrário ou favorável às mudanças?

Questionado sobre o empenho do Palácio do Planalto em aprovar a reforma, Arthur Maia disse que, como é um texto de autoria do Executivo, ele não pode imaginar que o presidente tenha enviado a reforma sem o propósito de aprová-la.

Ele destacou que aguardará o "jogo começar" para ver como o presidente da República, Jair Bolsonaro, irá interagir com o processo. Para o relator, existe por parte da sociedade um desejo de que o funcionalismo público seja mais eficiente.

Todo mundo reformando

Por fim, Arthur Maia voltou a dizer que pretende incluir os demais Poderes na reformulação do RH do Estado.

 "Para mim, tem de entrar todo mundo, não tem porque entrar uns e ficar de fora outros. No caso dos parlamentares, no que tange a estabilidade, não dá para serem incluídos porque já não têm (estabilidade). Por outro lado, também temos um recesso de mais de 30 dias, penso que isso tem de acabar", afirmou.

Nos moldes atuais, o texto contempla apenas futuros servidores do Executivo.

O deputado também contou que o projeto sobre a remuneração extra teto, que pretende acabar com os supersalários, deve ser votado antes da reforma administrativa ir ao plenário. 

"É lamentável que o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia, atendendo corporativismo daqueles que o apoiavam, não tenha pautado supersalários", afirmou.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Mais uma empreitada

Do espaço para as fazendas: Elon Musk consegue licença para oferecer internet via satélite no Reino Unido

A Starlink, segundo informações do jornal Telegraph, quer chegar a regiões onde a cobertura por fibra e 5G não alcançam, e tem planos mais ambiciosos

Leão faminto

Carga pesada: Impostômetro atinge a marca de R$ 1,5 trilhão

Monitoramento da Associação Comercial de São Paulo mostra que, no ano passado, marca foi atingida somente no dia 28 de setembro

Muita calma nessa hora

Tem Vale Gás? Petrobras diz que não há definição sobre participação em programas sociais

Manifestação vem depois que o presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista que a estatal tem R$ 3 bilhões em reservas para custear ajuda

Clube do Livro

Batalhas sem arma: Em “Cripto Wars”, Jim Rickards explica guerras cambiais e agora, com criptomoedas

Autor, conhecido também por suas previsões certeiras sobre o bitcoin, fala de como a tecnologia mudou as estratégias financeiras dos países

RUMO AO MILHÃO

O primeiro e mais importante investimento para quem atingir o primeiro milhão (ou ir além)

Por mais que você busque o conforto e a segurança de uma promessa de retorno garantido, digo, com convicção, que o único investimento com retorno garantido em longo prazo é aquele feito em educação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies