Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-05-16T19:11:05-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
LUTO EM SP

Prefeito de São Paulo, Bruno Covas, morre aos 41 anos

Político não resistiu a um câncer que se espalhou rapidamente; divorciado, ele deixa o filho Tomás, de 15 anos

16 de maio de 2021
10:09 - atualizado às 19:11
Bruno Covas
Imagem: Governo do Estado de São Paulo

O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas, faleceu na manhã de hoje, aos 41 anos. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista.

Bruno Covas, do PSDB, tratava um câncer originado entre o esôfago e o estômago e que rapidamente se espalhou para outras partes do corpo.

De acordo com uma comunicado assinado pelos médicos Luiz Francisco Cardoso e Angelo Fernandez, Bruno Covas faleceu às 8h20 da manhã deste domingo.

Luto oficial

Com isso, o vice-prefeito Ricardo Nunes assume em definitivo a prefeitura de São Paulo. Em ato formal, com base na Lei Orgânica do Município, a Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Paulo reuniu-se às 11h20 para declarar a extinção do mandato do prefeito Bruno Covas. Nunes decretou luto oficial de sete dias pela morte de Covas.

Mensagens de pesar e velório

O falecimento do prefeito mobilizou aliados e adversários políticos na divulgação de notas de pesar e solidariedade aos amigos e familiares.

O corpo de Bruno Covas foi velado na Prefeitura de São Paulo antes de seguir em cortejo até Santos, onde foi sepultado no início da noite.

Licença do cargo e última internação

Covas licenciou-se do cargo de prefeito em 2 de maio, mesmo dia no qual internou-se no Hospital Sírio Libanês. Ele foi intubado no dia seguinte por causa de um sangramento no estômago, mas apresentou uma rápida melhora e deixou a unidade de terapia intensiva no dia 4.

O prefeito chegou a celebrar a melhora compartilhando uma foto ao lado do filho Tomás nas redes sociais, mas seguiu internado. O quadro clínico do prefeito apresentou piora considerável na última sexta-feira, quando o Hospital Sírio-Libanês emitiu boletim médico informando que a situação do prefeito era irreversível.

Na manhã de hoje, os médicos informaram que o prefeito licenciado morreu em decorrência das complicações de "um câncer da transição esôfago gástrica, com metástase ao diagnóstico".

Luta contra o câncer começou meses antes da pandemia

O tumor no trato digestivo foi descoberto no fim de 2019. Bruno Covas internou-se no Sírio-Libanês em 23 de outubro daquele ano para tratar uma erisipela em uma das pernas. Os primeiros exames, porém, levaram a um diagnóstico de trombose venosa. A seguir, novos procedimentos revelaram um tumor no trato digestivo.

O tratamento inicial consistiu em sessões de quimioterapia e o prefeito parecia reagir bem. Em meio ao tratamento, Bruno Covas elegeu-se prefeito em outubro do ano passado.

Santista como o avô, Bruno Covas foi muito criticado por ter viajado ao Rio de Janeiro com o filho adolescente Tomás no início do ano, em meio à pandemia, para assistir à decisão da Copa Libertadores da América de 2020, na qual o Palmeiras venceu o Santos com um gol no último minuto de partida.

O quadro clínico do prefeito voltou a deteriorar-se em fevereiro deste ano, quando os exames realizados depois de uma hemorragia hepática terem revelado novos tumores. Além de atingir o fígado, o câncer desenvolveu metástase óssea.

Trajetória política

Neto do ex-governador paulista Mario Covas, Bruno nasceu em 7 de abril de 1980. Ingressou na política estudantil e entrou para a Juventude do PSDB, da qual chegou a ser presidente.

Formado em direito pela USP (2002) e em economia pela PUC de São Paulo (2005), Bruno Covas elegeu-se deputado estadual em 2006 e reelegeu-se em 2010. No ano seguinte à reeleição, tornou-se secretário do Meio Ambiente do governador Geraldo Alckmin.

Exonerou-se em 2014 para concorrer a uma cadeira no Congresso e elegeu-se deputado federal por São Paulo. Dois anos depois, Bruno Covas deixou a Congresso Nacional para tornar-se vice-prefeito de São Paulo na chapa encabeçada pelo atual governador do Estado, João Dória.

Bruno Covas assumiu a prefeitura em 2018, quando Dória deixou o cargo para concorrer ao governo estadual. No ano passado, Covas concorreu à prefeitura e elegeu-se para um mandato pleno como prefeito, vencendo em segundo turno o candidato Guilherme Boulos, do PSOL.

Com o falecimento de Covas, o prefeito de São Paulo passa a ser Ricardo Nunes (MDB), vice na chapa tucana de 2020 e que já desempenhava interinamente a função desde o licenciamento de Bruno no início de maio.

Divorciado, Bruno deixa o filho Tomás, de 15 anos.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro avança mais de 1% puxado pelo exterior e dólar abre estável

Os investidores permanecem de olho na votação da PEC dos precatórios, marcada para esta terça-feira (30)

O melhor do Seu Dinheiro

Onde investir o décimo terceiro, o avanço da ômicron, a disputa pela Latam e outros destaques do dia

A tão aguardada gratificação criada no governo de João Goulart cai na conta em duas parcelas, sendo a primeira até amanhã

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: mundo monitora avanço da variante ômicron da covid-19 em semana de Livro Bege e PIB brasileiro

Além disso, os contornos da disputa política de 2022 começam a ficar mais claros com a entrada de mais candidatos ao pleito

OMS ALERTA

Variante Ômicron representa risco global ‘muito elevado’ e é provável que se espalhe

OMS emitiu hoje um informe técnico sobre a cepa do coronavírus causador da covid-19 recentemente descoberta na África do Sul

MULTIFACETADO

‘Genial e visionário’: Virgil Abloh, diretor artístico da Louis Vuitton, morre aos 41 anos depois de luta contra forma rara de câncer

Estilista norte-americano ganhou notoriedade como diretor criativo do rapper Kanye West e fez história na LVMH

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies