Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-11-14T19:38:43-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Balanço

TC (TRAD3) estaciona em número de usuários pagantes, mas tem lucro no trimestre graças a imposto diferido

Lucro líquido do TC Traders Club foi de R$ 11,4 milhões no terceiro trimestre deste ano. Mas antes do ganho fiscal, plataforma de serviços para investidores teve prejuízo de R$ 3 milhões

14 de novembro de 2021
19:38
Escritório do TC Traders Club
Escritório do TC - Imagem: Divulgação

O TC Traders Club (TRAD3) registrou lucro líquido de R$ 11,4 milhões no terceiro trimestre deste ano. Mas o primeiro resultado positivo como companhia aberta na B3 foi obtido graças a um ganho de R$ 14 milhões na linha de imposto diferido.

Antes do ganho fiscal, o TC teve prejuízo de R$ 3 milhões entre julho e setembro, de acordo com o balanço divulgado na sexta-feira à noite.

A receita fiscal que garantiu o lucro no trimestre é decorrente dos gastos capitalizados durante o IPO (sigla em inglês para oferta pública inicial) do TC, no fim de julho. Desde a estreia, as ações TRAD3 acumulam queda de 35% na bolsa.

A plataforma de serviços para investidores sentiu o momento mais difícil do mercado e estacionou em 88 mil usuários pagantes no trimestre.

Em 12 meses, houve um avanço de 418%, número que foi puxado principalmente pela aquisição da Sencon — ferramenta para cálculo de imposto em operações na bolsa — em abril deste ano.

Embora não tenha avançado na base de clientes pagantes, o TC registrou um crescimento de 12% no número de usuários cadastrados na plataforma no trimestre, para 562 mil.

No relatório que acompanha o balanço, a administração do TC diz que focou na expansão da base de usuários para posterior conversão em assinaturas e outros serviços monetizados.

Receita do TC cresce, despesas também

A receita líquida do TC cresceu 69,8% na comparação com o terceiro trimestre do ano passado e 8,5% na comparação com os três meses anteriores, para R$ 25,2 milhões.

A empresa também apresenta no relatório uma receita líquida proforma de R$ 31 milhões, que considera as aquisições da RIWeb e Economatica, concluídas em 1º de outubro.

As aquisições tornaram o Traders Club menos dependente do investidor pessoa física. Agora, 22% do faturamento vem do B2B (business to business).

Pelo critério proforma, o TC mostra um avanço de 108% na receita. Mas a comparação feita pela companhia não apresenta o mesmo ajuste para o mesmo período de 2020.

Sob qualquer métrica, as despesas do TC cresceram em uma velocidade bem maior que as receitas. Os gastos operacionais foram de R$ 20,7 milhões, cinco vezes maiores do que no terceiro trimestre do ano passado. A empresa atribui o crescimento ao crescimento no quadro de funcionários.

O resultado do TC também teve ainda uma ajuda da linha financeira, graças ao rendimento de R$ 3,7 milhões das aplicações em caixa, reforçado pelo dinheiro captado no IPO.

Ebitda negativo ou positivo?

O TC apresenta no relatório que acompanha o balanço três números diferentes para o Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização).

O Ebitda que não considera nenhum tipo de ajuste foi negativo em R$ 4,2 milhões no terceiro trimestre. O número proforma, que inclui as aquisições fechadas no início de outubro, também foi negativo, mas em R$ 2,9 milhões.

Em uma terceira métrica, que o TC chama de "Ebitda proforma ajustado", o resultado em R$ 3,5 milhões positivos. Para chegar a esse valor, a empresa inclui na conta R$ 4,1 milhões em "ajuste de growth (crescimento)".

Esse ajuste tira da conta os gastos com as contratações realizadas "com objetivo de preparar a Companhia para o crescimento esperado para os próximos períodos".

O Ebitda proforma ajustado ainda exclui outros R$ 2,4 milhões em despesas de assessoria legal e gastos de marketing relacionados ao IPO.

Leia também:

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Bitcoin (BTC) hoje

Bitcoin e ethereum despencam hoje, e principal criptomoeda do mundo se afunda ainda mais no ‘bear market’

Após uma semana que terminou com ganhos, as duas maiores moedas digitais do mercado sofreram na virada de sexta-feira para sábado

Trabalhadores em falta

Como a falta de bebês na China pode provocar uma crise financeira global

A população da China vem recuando desde 2010, e, com as taxas de natalidade nos menores níveis em 80 anos, o cenário ameaça todo o planeta

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

IPO do Nubank, como driblar os impostos e onde investir o 13º salário: confira os destaques da semana

Nada é pior para um ansioso do que a incerteza. E o mercado, ultimamente, vem sendo marcado por uma forte onda de incertezas, vindas de todos os lados. Os preços dos ativos respondem a isso com volatilidade, e não há muito o que fazer a não ser manter a calma, focar nos fundamentos e aguardar […]

Clube anti-cripto

China acertou ao banir o bitcoin? Braço direito de Warren Buffett diz que as criptomoedas nunca deveriam ter sido inventadas

A aversão de Charlie Munger pelo bitcoin cresceu ainda mais durante a pandemia; para o bilionário, o criptoativo é “repugnante”

COMEÇAR TUDO DE NOVO

‘Um dos textos mais horríveis que já tramitaram’: relator da reforma do Imposto de Renda defende arquivamento da proposta

Angelo Coronel (PSD-BA) defende a criação de um novo texto para votação no Senado após ampla discussão com os setores que mais pagam impostos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies