Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-12-23T20:06:14-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Não é nada disso

Em meio à turbulência na bolsa, Stone nega contratação de bancos e assessores financeiros

Ao Seu Dinheiro, a Stone (STNE) afirmou que não está em contato com instituições financeiras, afastando os boatos quanto ao futuro da empresa

23 de dezembro de 2021
20:06
Montagem de maquininha da Stone (STNE e STOC31) em cima de uma mesa vista de cima
Imagem: Montagem Andrei Morais/Divulgação/Shutterstock

A Stone vive uma espécie de inferno astral: somente em 2021, suas ações amargam perdas de quase 80% em Wall Street. Em meio a uma série de balanços decepcionantes, muitos investidores começaram a duvidar da sustentabilidade da companhia no longo prazo — e boatos quanto a um possível plano estratégico para o futuro deram ânimo aos papéis nesta quinta-feira (23).

Em Nova York, as ações STNE fecharam o pregão em forte alta de 9,29%, a US$ 17,41; por aqui, os BDRs de código STCO31 foram além e saltaram 14%, a R$ 98,73. Ao Seu Dinheiro, no entanto, a Stone negou qualquer tipo de aproximação com bancos ou assessores financeiros, contrariando os rumores que tomaram conta do mercado.

Mais cedo, o site Brazil Journal afirmou que a Stone teria fechado um acordo com o JP Morgan e o escritório de advocacia Galdino & Coelho — uma informação que, ao circular entre os traders, provocou especulações quanto a um eventual fechamento de capital ou venda da companhia.

Analistas desconfiados

A pressão vista nos últimos balanços erodiu a confiança de muitos analistas em relação ao futuro da Stone e ao desempenho de suas ações. A alta nos juros, a competitividade acirrada no setor de meio de pagamentos e os desafios operacionais no lado do crédito provocaram uma série de revisões para baixo nas recomendações e preços-alvo.

De acordo com dados do TradeMap, as ações STNE contam com oito recomendações de compra, sete de neutralidade e duas de venda; o preço-alvo médio é de US$ 38,75, o que representa um potencial de alta de 122% em relação às cotações atuais. Vale ressaltar, no entanto, que a estimativa mais pessimista coloca os papéis em US$ 3,85.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O respiro da bolsa brasileira, o tropeço do bitcoin e o vazamento de dados do PIX: confira as principais notícias do dia

Para quem não aguentava mais ver a bolsa brasileira apanhando enquanto Wall Street renovava recordes, este início de ano está sendo o momento da revanche. Ou melhor, de o Ibovespa “correr atrás do prejuízo”. Nesta terceira semana de janeiro, o principal índice da B3 mais uma vez contrariou o exterior e enfileirou altas, enquanto as […]

Fechamento da semana

Ibovespa tem dia morno com exterior negativo, mas termina semana com ganho de 1,88%; dólar fecha em alta, mas acumula queda de 1,05% no período

Bolsa terminou o dia em baixa, com dólar e juros em alta, com piora no exterior e preocupações fiscais

CASOS DE FAMÍLIA

Elon Musk pega pesa pesado com o Twitter após integração de NFTs; veja o que o bilionário falou

Rede social passou a permitir que usuários do iOS, sistema da Apple, utilizassem os chamados tokens não fungíveis como fotos de seus perfis

Renda fixa

Nubank lança fundo para reserva de emergência que busca retorno entre 100% e 105% do CDI – mas tem uma pimentinha

Nu Reserva Imediata é o primeiro fundo de renda fixa da família Nu Reserva; embora seja de baixo risco, ele tem opção de investir em títulos privados

FIQUE DE OLHO

Agenda de indicadores: Inflação domina semana recheada de balanços de empresas de tecnologia em Wall Street; saiba o que esperar

Depois de uma semana em que o Ibovespa caminhou na contramão do mundo, inflação volta ao centro da agenda local na semana em que os EUA divulgam prévia do PIB de 2021

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies