Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-06-23T20:09:27-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Mercado bombado

Bolsa com o shape em dia: IPO da Smart Fit pode movimentar até R$ 2,5 bi

O IPO da Smart Fit finalmente começa a andar e as ações podem chegar à bolsa já em julho. Saiba quais são os planos da rede de academias

23 de junho de 2021
11:00 - atualizado às 20:09
Fachada de academia SmartFit em São Paulo SMFT3 IPO
Fachada de academia SmartFit em São Paulo - Imagem: Shutterstock

Não é de hoje que a Smart Fit faz planos para entrar na bolsa. Fala-se do IPO da rede de academias desde 2017, mas a ideia nunca saiu do papel — quase como uma dessas resoluções de fim de ano que são empurradas com a barriga e renovadas a cada virada.

Pois parece que a promessa finalmente vai ser cumprida — e que a barriga vai dar aquela secada: a companhia deu detalhes sobre sua oferta de ações, definindo volume e faixa de preço. Mais que isso: já conta com alguns personal trainers que estão dando aquela motivação ao processo.

Indo aos números: a oferta da Smart Fit será 100% primária, o que quer dizer que a totalidade dos recursos levantados irá para a operação da companhia. A priori, serão 100 milhões de ações ordinárias, numa faixa de preço que vai de R$ 20,00 a R$ 25,00.

Ou seja: no topo da faixa indicativa de preço, a operação irá movimentar R$ 2,5 bilhões. Como de praxe, a empresa poderá colocar lotes complementares e suplementares à venda, totalizando 35 milhões de ações extra. Nesse cenário mais otimista, o oferta tem potencial para chegar a R$ 3,75 bilhões.

Confira também no nosso perfil do Instagram. Aproveite e nos siga por lá:

O cronograma também está definido. Segundo a Smart Fit, a oferta deve ser lançada até o dia 21 de julho, com precificação até o dia 28 do mesmo mês. As ações serão negociadas sob o código SMFT3 e entrarão direto no Novo Mercado da B3, o nível mais alto de governança da bolsa.

Treino garantido

Depois de tanto tempo sonhando com a bolsa, a Smart Fit não parece disposta a deixar seu IPO morrer na praia. Além dos detalhes da oferta, a companhia também revelou que já há três investidores institucionais comprometidos com a operação.

A tradicional gestora Dynamo entrará com R$ 350 milhões; a CPP Investments, fundo de pensão do governo canadense, garante outros R$ 217 milhões; e o GIC, veículo de investimento do governo de Cingapura, colocou R$ 185 milhões na mesa.

Os três já são acionistas da Smart Fit e, com isso, dão a entender que querem continuar no negócio e reduzir ao mínimo a diluição no capital social — um voto de confiança nos planos da empresa.

Tudo isso para afastar aquela preguiça típica de quem não quer sair de casa para ir malhar. Com os investidores âncora, o IPO da Smart Fit já tem R$ 750 milhões garantidos — os personal trainers não querem nem saber de mais um ano dentro de casa.

Acionistas SmartFit

Os planos da Smart Fit com o IPO

Conforme já foi dito, 100% dos recursos levantados com a oferta irão para o caixa da Smart Fit. E o que a empresa pretende fazer com esse dinheiro?

Segundo o prospecto, cerca de 70% será usado para a abertura de novos estabelecimentos — em março de 2021, a rede contava com 928 unidades, sendo 715 próprias e 213 franqueadas.

Além do Brasil, a Smart Fit também está presente no México, Colômbia, Chile, Peru, Panamá, Costa Rica, Argentina, Paraguai, El Salvador, Equador, Guatemala e República Dominicana. O crescimento na América Latina é visto como uma oportunidade a ser perseguida pela empresa.

Outros usos dos recursos obtidos com o IPO incluem a compra de ações da subsidiária SmartEXP, aquisições estratégicas de outros players do mercado de academias e o desenvolvimento do ecossistema da empresa.

O plano chama a atenção, considerando as dificuldades que o setor enfrenta desde o começo da pandemia. As restrições à circulação de pessoas e os períodos de fechamento das unidades afetaram fortemente as academias — e, até hoje, o fluxo de clientes encontra-se bastante abaixo das condições normais.

Sendo assim, o comprometimento de três grandes investidores mostra que há confiança por parte do mercado em relação à Smart Fit no pós-pandemia. E, com o caixa fortalecido após a oferta, a empresa estará numa boa posição para se consolidar ainda mais como líder nesse mercado.

A Smart Fit fechou o primeiro trimestre deste ano com receita líquida de R$ 371,7 milhões e Ebitda ajustado de R$ 21,3 milhões; em termos de clientes, eram 2,38 milhões de cadastros ativos ao fim de março.

SmartFit números
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

COMPRA PROGRAMADA

‘Vale Gás’: Ultragaz cria cartão que permite ‘congelar’ o preço e parcelar a compra do gás de cozinha

O GLP é um dos derivados de petróleo afetado pela alta do dólar frente ao real e pela valorização da commodity no mercado internacional

SALTO COM FINANÇAS

Itaú (ITUB4) escala 53 posições em ranking e se torna único brasileiro entre 500 marcas globais mais valiosas; veja lista completa

Além de figurar entre as marcas mais valiosas, o Itaú conquistou uma posição na lista dos 250 principais CEOs ou “guardiões de marca”

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Volatilidade a mil com decisão de juros do Fed, reabertura do fundo da Dynamo e nova aquisição da Petz: veja o que mexeu com o mercado hoje

O bom humor nos mercados era tanto nesta quarta-feira (26) que nem parecia dia de decisão de juros pelo Federal Reserve, o banco central americano. As bolsas americanas e europeias operavam em alta, ainda em clima de recuperação das perdas do início da semana, e o Ibovespa subia mais de 1,5%, ainda puxado pela entrada […]

Por que choras, Elon Musk?

Tesla (TSLA34) entrega balanço de gala, mas escassez de insumos produtivos azeda noite da montadora de Elon Musk e ações despencam em NY

O resultado da montadora veio recheado de recordes no quarto trimestre, mas os investidores concentraram-se em outra linha do balanço

Fechamento Hoje

NY desanda após fala de Powell, mas Ibovespa ainda consegue fechar em alta de quase 1%; dólar sobe na reta final

Decisão de juros do Federal Reserve até que agradou os mercados, mas discurso duro do presidente da instituição virou o humor dos mercados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies