Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-06-10T19:59:04-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
de saída

Fernando Teles deixa a Visa e empresa parte em busca de novo CEO no Brasil

Executivo assumiu o posto em agosto de 2016, após comandar o negócio de financiamento ao consumo do Banco Original

10 de junho de 2021
19:58 - atualizado às 19:59
Fernando Teles, CEO da Visa no Brasil
Fernando Teles, CEO da Visa no Brasil - Imagem: Reprodução/Visa

Fernando Teles, que comandava a Visa no Brasil, deixou a casa nesta quinta-feira, 10. A bandeira de cartões de crédito informou em nota que iniciou "a busca por um novo profissional para essa importante função na Visa".

"Agradecemos ao Fernando por tudo o que realizou em prol dos negócios da empresa no País, sua expertise, a equipe que formou e por conduzir a Visa no desenvolvimento contínuo de soluções voltadas para consumidores e comerciante", diz o comunicado.

Teles assumiu o posto em agosto de 2016, após comandar o negócio de financiamento ao consumo do Banco Original. Antes, foi diretor do Itaú Unibanco, onde trabalhou por mais de uma década.

Em abril, a Visa divulgou um lucro líquido de US$ 3,0 bilhões no segundo trimestre fiscal de 2021, um aumento de 2% na comparação com o mesmo período de 2020. A receita da empresa avançou 2% no período, somando US$ 5,7 bilhões.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

ENTROU NO JOGO

Previsão de US$ 1 trilhão da Greyscale ficou pequena: Goldman Sachs acredita que metaverso é oportunidade de US$ 8 trilhões

De acordo com cálculos do analista da instituição financeira, as previsões mais otimistas dão conta de um valor potencial de até US$ 12 trilhões

De volta ao lar

Embraer (EMBR3) reintegra o setor de aviação comercial após o fiasco com a Boeing. E agora, como ficam as ações?

Para a Embraer (EMBR3), a parceria com a Boeing em aviação comercial é passado; mas será que o mercado precifica corretamente suas ações?

Disposta a competir com as gigantes, Infracommerce (IFCM3) pode ver salto de mais de 70% nas suas ações, diz BofA; papéis sobem mais de 4%

Banco iniciou a cobertura dos papéis da fornecedora de infraestrutura de e-commerce para outras empresas com recomendação de compra e preço-alvo de R$ 25 por ação

AMPLIANDO A BASE

Em busca do pequeno investidor, BR Partners (BRBI11) fecha preço de oferta de ações; papéis sobem

Banco havia realizado IPO em junho do ano passado em operação que permitia a compra dos papéis nos primeiros 18 meses apenas por investidores que tivessem mais de R$ 1 milhão em aplicações, os chamados investidores qualificados

BITCOIN (BTC) HOJE

Bitcoin (BTC) avança para os US$ 38 mil antes da decisão de política monetária do Fed, mas semana ainda é difícil para mercado de criptomoedas

Investidores aguardam maiores informações sobre a retirada de estímulos e alta nos juros por parte do Banco Central americano

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies