⚽️ Brasil e Portugal jogam para se evitar nas oitavas-de-final; veja os jogos de hoje na Copa do Mundo

Cotações por TradingView
2021-09-30T17:45:52-03:00
Estadão Conteúdo
Maus bocados

Em recuperação judicial, Latam garante financiamento de US$ 750 milhões, mas ainda não convence credores

Com a recuperação ainda lenta da demanda por passagens aéreas, credores desconfiam do potencial de recuperação da empresa

30 de setembro de 2021
17:45
Avião da Latam
Também não ajuda o atual momento do setor de aviação. - Imagem: Shutterstock

O grupo Latam conseguiu avançar em seu processo de recuperação judicial nos Estados Unidos ao garantir um novo financiamento de até US$ 750 milhões com condições mais competitivas do que em créditos anteriores. No entanto, os desafios devem persistir, diante da recuperação ainda lenta da demanda por passagens aéreas, especialmente no mercado internacional, o que gera desconfiança dos credores sobre o potencial de recuperação do negócio.

A companhia obteve autorização, no âmbito do Chapter 11 da lei de falências dos EUA, para contratação de um empréstimo do tipo debtor-in-possession (DIP), modalidade voltada para empresas em recuperação judicial. O crédito, anunciado ontem (29) veio de um grupo de financiadores formado, entre outros, pela Oaktree Capital Management e pela Apollo Management Holdings. A incorporação dos recursos à recuperação ainda depende de aprovação da Justiça de Nova York.

"Temos recebido várias ofertas de investidores que manifestaram interesse em se juntar a nós em nosso processo do Chapter 11. Essa proposta nos permitirá acessar melhores condições de financiamento, gerando importantes economias de custos e beneficiando os nossos credores e a Latam", afirmou, em comunicado, o vice-presidente de Finanças do grupo, Ramiro Alfonsín.

Novo dono?

De acordo com fontes, porém, uma parcela dos credores ainda estaria insatisfeita com o processo de recuperação. Parte do mercado aposta, ainda, que a empresa poderá mudar de mãos. O Estadão apurou que a Azul estaria agora disposta a assumir todas as unidades da rival chilena — antes, a companhia havia demonstrado interesse apenas pela operação brasileira.

Segundo uma fonte, a Azul estaria em conversas com credores, aproveitando o potencial momento de fragilidade para acertar uma proposta. A aérea já teria inclusive investidores preparados para fazer a compra caso não haja consenso para aprovação do plano. Ou seja: os recursos para uma transação não viriam do caixa da Azul, mas de capital levantado com terceiros. A Latam já declarou, no passado, não ter interesse nos avanços da rival. Procurada, a Azul não comentou.

O consultor e sócio da Bain & Company, André Castellini, especializado no setor aéreo, diz que a empresa está fazendo tudo o que é necessário para sair do cenário de crise, mas não descarta que o negócio mude de mãos. "Claramente, a Latam é um ativo que tem valor e está indo no sentido certo. A empresa talvez possa continuar existindo, mas deve haver uma troca dos acionistas para, no preço certo, os investidores aceitarem passar a financiar a Latam", explica.

Momento difícil para o setor

Também não ajuda o atual momento do setor de aviação. Com o dólar valorizado frente ao real e com boa parte dos gastos atrelada à moeda norte-americana, as companhias aéreas têm sofrido na Bolsa brasileira.

A Bain fez uma comparação da recuperação do valor das ações das empresas locais com as das estrangeiras desde o início da pandemia. Enquanto aéreas como a American Airlines e Ryanair já estão valendo mais do que no período pré-covid, os papéis da Azul e Gol estão com um valor, em média, 50% mais baixo na mesma comparação. No caso da Latam, o valor de mercado é o equivalente a 20% do período anterior à pandemia.

Mudanças de mercado trazidas pela covid-19 devem continuar a afetar o setor aéreo. O presidente da Latam Brasil, Jerome Cadier, disse ontem, em evento da agência de classificação de risco Fitch, que a demanda vai voltar no futuro, mas não no mesmo patamar. "A pandemia fez com que algumas reuniões de negócios se tornassem virtuais, e esse movimento deve continuar parcialmente."

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

E AGORA, FED?

Vai se criando um clima terrível! Alegria dura pouco e Wall Street desaba após dado de emprego forte; entenda o que está em jogo

2 de dezembro de 2022 - 13:34

O presidente do Fed, Jerome Powell, animou os mercados na quarta-feira (30) ao reafirmar o compromisso com um ritmo mais brando de elevação da taxa básica, mas o payroll de hoje colocou de volta em campo a chance de outro aperto mais agressivo

SEMANA EM CRIPTO

Após vaivém, bitcoin (BTC) termina semana em leve alta e volatilidade domina os últimos dias; criptomoedas devem oscilar ainda mais na próxima semana

2 de dezembro de 2022 - 13:26

Entre os destaques da semana estão a aprovação da lei de criptomoedas no Brasil e o pedido de falência da BlockFi

NA TERRA DO TIO SAM

Só o filé: JBS (JBSS3) compra empresa norte-americana TriOak Foods e amplia presença nos EUA; ações disparam na B3

2 de dezembro de 2022 - 12:38

Compradora exclusiva dos suínos da produtora desde 2017, a aquisição fortalece a capacidade da JBS de fornecer produtos suínos de alta qualidade aos consumidores dos EUA

DE OLHO NAS REDES

Elon Musk quer curar a cegueira e fazer tetraplégicos andarem com um chip cerebral: testes em humanos já têm prazo — e o próprio bilionário deve ser a cobaia

2 de dezembro de 2022 - 11:14

O bilionário deu prazo de seis meses para os testes em humanos de seu chip cerebral começarem

COISA DE CINEMA

O crime perfeito: ataque hacker em criptomoedas leva a roubo de US$ 5 milhões, faz token ‘desaparecer’ e Binance a suspender negociações

2 de dezembro de 2022 - 10:52

Uma falha no protocolo Ankr (ANKR) permitiu a “emissão infinita” de tokens e fez uma criptomoeda da rede Binance Smart Chain despencar a quase zero

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies