Menu
2021-05-04T08:06:15-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
varejo mais online

Alpargatas compra Ioasys por R$ 200 milhões e planeja acelerar venda digital da marca Havaianas

Adquirida desenvolve soluções digitais para grandes marcas; com aquisição, empresa quer expansão global, aceleração de vendas online e extensão do portfólio de produtos

4 de maio de 2021
8:03 - atualizado às 8:06
72961317_2551674838261023_5792152810455826432_n
Imagem: Divulgação / Havaianas

A fabricante de calçados Alpargatas assinou um contrato para a compra da Ioasys por R$ 200 milhões, em uma tentativa de preencher as lacunas digitais da companhia, segundo comunicado desta segunda-feira (3).

A empresa pretende criar uma equipe dedicada a potencializar o crescimento da marca Havaianas nos pilares de expansão global, aceleração de vendas online e extensão do portfólio de produtos.

Fundada em Belo Horizonte (MG) em 2012, a Ioasys desenvolve soluções digitais para grandes marcas, atuando de ponta a ponta — em todos os processos da cadeia. A adquirida tem uma cultura forte centrada na experiência dos usuários.

"A Ioasys desenvolve talentos com uma plataforma diferenciada de recrutamento e treinamento em soluções digitais e metodologias ágeis", disse a Alpargatas em comunicado. A empresa tem mais de 220 colaboradores.

O contrato assinado com os sócios da Ioasys, Gilson Almeida Villela Junior e Walter Galvão Neto, prevê o pagamento ao longo de cinco anos — em dinheiro e em ações da Alpargatas. A adquirida continuará operando de forma independente, servindo sua base atual de clientes e prospectando novos.

O anúncio marca mais um rearranjo no varejo. Com os efeitos da pandemia, companhia de diversos segmentos têm comprado empresas de tecnologia e concorrentes que não tiveram bom desempenho por causa da crise.

Depois da Mizuno

A aquisição da Ioasys é anunciada no mesmo dia em que a Alpargatas reportou um lucro líquido de R$ 126,2 milhões no primeiro trimestre, em uma disparada anual de 441,76%.

O resultado reflete em parte a descontinuidade da operação da Mizuno. No ano passado, a Alpargatas vendeu a marca esportiva para a Vulcabrás por R$ 200 milhões, em mais um passo da empresa para focar na marca Havaianas.

Sem a venda feita e as despesas do período, o lucro recorrente da companhia foi de R$ 135 milhões no primeiro trimestre, avanço de 74% em relação ao mesmo período do ano passado.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) recorrente chegou a R$ 158,7 milhões, avanço de 98,8%. As despesas financeiras somaram R$ 11,2 milhões, uma melhora de 19,4% sobre a base anual.

A receita líquida da companhia cresceu 32,7% no período de janeiro a março de 2021, para R$ 901,3 milhões. O resultado é o melhor primeiro trimestre da última década da empresa, segundo a Alpargatas.

A companhia diz que a gestão dos indicadores como volume, preço e despesas com vendas, gerais e administrativas foi importante para compensar a alta da matéria-prima na indústria.

A Alpargatas tem ações ordinárias (ALPA3) e preferências (ALPA4) negociadas na B3. Nos últimos 12 meses, os papéis ON acumulam alta de 58%, a R$ 35,24, e os PN avançam 45%, a R$ 39,72.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Reserva de emergência

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, vende ações da Amazon e põe US$ 5 bi na conta

O bilionário Jeff Bezos vendeu cerca de 1,5 milhão de ações da Amazon nos últimos dias e pode vender outros 500 mil papéis em breve

Reduzindo a participação

CSN começa a se desfazer de suas ações da Usiminas

Aproveitando o bom momento do setor siderúrgico na bolsa, a CSN vendeu mais de 50 milhões de ações preferenciais da Usiminas

O melhor do Seu Dinheiro

A limonada da bolsa e do dólar, as ações mais indicadas do mês e outros destaques da semana

A semana que passou tinha tudo para ser bem azeda para os investidores. No cardápio de notícias dos últimos dias tivemos: A alta da taxa básica de juros e a sinalização de que novos ajustes vêm por aí; Muito barulho político com a CPI da Covid; O projeto da reforma tributária de volta à estaca […]

Seu Dinheiro na sua noite

O grande respiro do câmbio e mais…

“Ih, vai ser uma semana daquelas”, pensei eu na segunda-feira, ao olhar a agenda de eventos previstos para os dias seguintes. Teríamos decisão do Copom e relatório de empregos nos EUA — e isso sem contar os inúmeros balanços corporativos. Em semanas assim, eu gosto de traçar alguns cenários na minha cabeça: se o BC […]

Fechamento da semana

Real ganha do dólar na semana e bolsa sobe mais de 2% com economia americana nem tão aquecida e Copom incisivo

Os problemas domésticos foram para baixo do tapete e os fatores externos ajudaram o Real a se valorizar e a bolsa a romper resistências importantes. Confira um resumo da semana.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies