Menu
2020-09-23T12:28:11-03:00
Estadão Conteúdo
mudança de casa

Após 23 anos com Alpargatas, Mizuno se une à Vulcabrás no País

Ao assumir a marca famosa pelos tênis de corrida, o grupo gaúcho reforça seu portfólio na área, que já inclui a Olympikus e a Under Armour

22 de setembro de 2020
7:48 - atualizado às 12:28
shutterstock_1761465128
Mizuno é uma empresa de vestuário japonesa especializada em roupas e equipamentos esportivos. - Imagem: Shutterstock

Depois de 23 anos com a Alpargatas, dona da Havaianas, a Mizuno está de "casa" nova no Brasil: a Vulcabrás/Azaleia, que está ampliando sua presença no segmento esportivo. Ao assumir a marca famosa pelos tênis de corrida, o grupo gaúcho reforça seu portfólio na área, que já inclui a Olympikus e a Under Armour. A Mizuno faturou R$ 444 milhões em 2019 no Brasil, segundo informou a Vulcabrás.

A Alpargatas afirmou, em nota, que a venda do negócio foi celebrada por cerca de R$ 200 milhões e que não inclui fábricas (a Vulcabrás passará a produzir a Mizuno em suas próprias unidades). A Alpargatas informou ainda que suas unidades hoje dedicadas à Mizuno serão remodeladas para produzir Havaianas. A Alpargatas era dona de outras marcas esportivas, como Rainha e Topper, mas essas foram repassadas ao grupo do empresário Carlos Wizard Martins.

O negócio está sujeito a aprovações de órgãos reguladores, entre eles o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A mudança vem como uma certa surpresa para o mercado, uma vez que, em 2014, a Alpargatas havia anunciado a renovação do acordo com a Mizuno por 13 anos, renováveis por outros 13. A parceria entre a empresa brasileira e a japonesa havia começado em 1997 e envolvia o pagamento de royalties.

"A Vulcabrás Azaleia tem como diferenciais a flexibilidade na produção, a rapidez na reposição e a agilidade na distribuição. A rapidez de reposição da nossa empresa faz com que nossos clientes consigam se abastecer de maneira mais segura, sem ter de assumir compromissos com muita antecedência e, dessa maneira, possam planejar seu negócio de forma mais assertiva", disse Pedro Bartelle, presidente da Vulcabrás/Azaleia, em comunicado.

Para o banco BTG Pactual, a aquisição da Mizuno no Brasil é mais um passo na estratégia da Vulcabrás de entrar em novas categorias no segmento esportivo. O analista Luiz Guanais lembrou que a Mizuno tem um valor médio de produto mais alto que a Under Armour, com margens maiores.

"Apesar de um segundo trimestre difícil devido à pandemia e de uma recuperação ainda gradual nos próximos meses, mantemos uma visão positiva (sobre a Vulcabrás) devido às oportunidades dos acordos recentes da Under Armour e Mizuno", disse o analista.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

DRAGÃO COM FOME

Comida pressiona inflação até o fim do ano, dizem analistas

Dólar em alta, oferta escassa por causa da entressafra e o auxílio emergencial estão provocando o aumento dos preços

CCR: Alerj recomenda retomar concessão de rodovia, mas governo é contra

Assembleia quer retomada da rodovia para reduzir tarifas, consideradas altas devido a irregularidades no contrato de concessão

TRETA

Maia e Alcolumbre criticam Salles após atrito com Ramos

Presidente da Câmara diz que ministro do Meio Ambiente resolveu destruir o próprio governo

SE PROTEJA

Títulos de renda fixa atrelados ao IPCA viram opção

Alta da inflação em outubro faz investidores e gestores avaliarem novas formas de proteção de patrimônio

SELEÇÃO DE NOTÍCIAS

BDR, bitcoin, shopping: o melhor do Seu Dinheiro na semana

O fim de semana chegou com uma notícia bastante esperada pelos investidores: a volta do Ibovespa ao patamar de 100 mil pontos. O principal índice da B3 foi impulsionado esta semana por dois acontecimentos. O primeiro deles foi o alívio das preocupações em torno do risco fiscal brasileiro, com políticos e governo demonstrando compromisso com a manutenção do teto de gastos. Outro tema foi a esperança de aprovação de um pacote de estímulos […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies