Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-11-18T19:20:25-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
Desfecho da história

Ações da Alliar (AALR3) disparam mais de 20% após Nelson Tanure assumir controle da empresa; conheça detalhes do acordo

A empresa possui 118,29 milhões de papéis em circulação, o que indica que, na transação, a Alliar foi avaliada na casa dos R$ 2,42 bilhões

18 de novembro de 2021
11:44 - atualizado às 19:20
Logotipo da Alliar
Imagem: Divulgação

O que começou com uma disputa contra uma gigante do setor de saúde na bolsa terminou com a vitória de um conhecido empresário brasileiro. Depois de dois meses e três tentativas de compra, Nelson Tanure assumiu o controle da empresa de medicina diagnóstica Alliar (AALR3).

A notícia foi dada em primeira mão pelo jornal "O Globo", e o movimento foi bem visto pelo mercado: os papéis da empresa dispararam nas primeiras horas do pregão

As ações AALR3 chegaram a subir quase 25%, mas reduziram o ritmo de alta até o fechamento, terminando o pregão com ganho de 22,54%, a R$ 15,14.

O valor cobrado pela empresa foi de R$ 20,50 por ação. No mês passado, a oferta de Tanure pela empresa estava em R$ 19 por papel, mas a proposta foi rejeitada à época. A empresa possui 118,29 milhões de ações em circulação, o que indica que, na transação, a Alliar foi avaliada na casa dos R$ 2,42 bilhões. 

Em agosto deste ano, o Nelson Tanure já tinha adquirido uma fatia de 29% da Alliar antes detida pelo Pátria Investimentos. Além da nova aquisição, Tanure também é acionista de Gafisa (GFSA3), PetroRio (PRIO3), TIM (TIMS3) e Copel (CPLE6).

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

BC aumenta a Selic, Nubank conclui IPO e mercado reage bem à PEC dos precatórios; veja o que marcou esta quarta-feira

Conforme esperado pelos economistas após dados recentes mais fracos da atividade econômica brasileira, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu elevar a taxa básica de juros em 1,5 ponto percentual, a 9,25% ao ano, em sua última reunião do ano. Se em muitos momentos ao longo de 2021 o mercado acionário reagiu ao […]

2022 MAIS GORDO

Dividendos e JCP: Copel (CPLE6) engrossa a lista de pagamentos milionários aos acionistas; não fique fora dessa

Data da remuneração ainda não foi definida pela empresa, mas valerá para aqueles com posição até 30 de dezembro deste ano

FECHAMENTO DO DIA

Investidores tentam equilibrar noticiário e Ibovespa emplaca mais um dia de alta; dólar tem queda firme com ômicron no radar

Com o avanço da PEC dos precatórios, a pandemia se torna um dos únicos gatilhos negativos a rondar o Ibovespa

DOBRANDO A ESQUINA

Lucro das empresas com ações na bolsa deve cair 6,3% em 2022, diz BTG Pactual

Mesmo assim ainda é possível encontrar setores em que o cenário é positivo; saiba quem é quem

Bateu o martelo

IPO do Nubank sai no topo da faixa indicativa, a US$ 9 por ação; banco ultrapassa Itaú (ITUB4) e é a instituição financeira mais valiosa da América Latina

Com isso, os BDRs, que serão negociados por aqui a partir da próxima quinta-feira (09), saem valendo R$ 8,38

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies