Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-03-04T10:19:33-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
Esquenta dos Mercados

Ibovespa futuro aponta para abertura positiva com avanço de PEC emergencial no Senado

Descolado do exterior, o Ibovespa deve abrir em alta, mas para quem viveu o pregão de ontem, tudo pode acontecer

4 de março de 2021
8:03 - atualizado às 10:19
Selo de mercados que mostra um Touro e indica a alta do Ibovespa
Depois do payroll, o Ibovespa futuro passou a subir antes da abertura do mercado - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O pregão de ontem foi de alta volatilidade, com queda de 0,32%, aos 111.183 pontos e "sabor de goleada", como disse nossa repórter Jasmine Olga. Já o dólar à vista fechou em queda de 0,03%, a R$ 5,6643.

Por aqui, os futuros do Ibovespa apontam para um dia de ganhos, com uma elevação de 1,03% aos 112.532 pontos. E depois de reinar soberano, o dólar abriu em queda de 1,21%, cotado a R$ 5,594.

Se por um lado a PEC emergencial avançou no Senado, o que é um bom sinal para os investidores, por outro, os rumores sobre novas interferências em estatais azedam a boca.

Mais um pula do barco do conselho de administração da Petrobras e a vacinação deve avançar no país com o anúncio de compra de novos imunizantes.

Enquanto esse debate interno segue, os títulos do Tesouro dos Estados Unidos (Treasuries) estão em queda, mas isso não é motivo para os investidores estrangeiros ficarem sorridentes.

Confira mais destaques do pregão desta quinta-feira (04):

Avanço da PEC emergencial

Na última quarta-feira (03) o Senado aprovou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) emergencial que pode trazer de volta o auxílio emergencial. A proposta foi aprovada em primeiro turno e a segunda votação deve acontecer ainda nesta quinta-feira (04), às 11h.

A PEC emergencial estipula gatilhos para contenção de gastos na União quando a despesa obrigatória, como salários, ultrapassar 95% do total das despesas primárias, que também incluem investimentos. Assim, as contas públicas estariam dentro da regra do teto de gastos, o que é bem visto pelos investidores.

Mais um pula do barco

Outro membro do conselho de administração da Petrobras pediu para não ter seu mandato renovado. Leonardo Pietro Antonelli se afasta do colegiado em um momento conturbado para a estatal, com a troca de gerência pelas mãos do presidente da República, Jair Bolsonaro.

O motivo do seu afastamento não foi revelado, mas outros quatro conselheiros que também deixaram o cargo no conselho alegaram razões pessoais e a troca de Roberto Campos Neto pelo general Joaquim Silva e Luna como motivos para deixar a estatal.

E mais um deve pular do barco

Como foi informado pela CNN na noite de ontem, o presidente do Banco do Brasil, André Brandão, está insatisfeito com a sua “fritura” pelo presidente Jair Bolsonaro e deve deixar o cargo até a próxima semana. 

#VacinaSim

O Brasil registrou um novo recorde de mortes por covid-19 ontem, com 1.840 vidas perdidas. No mesmo dia, o ministério da Saúde, que tem à sua frente o general da reserva Eduardo Pazuello, publicou a intenção de comprar 138 milhões de doses das vacinas da Pfizer (100 milhões) e da Janssen (38 milhões, dose única).

Essa ainda não é a aquisição definitiva dos imunizantes, mas já é um passo. No mesmo sentido, a Câmara aprovou um projeto de lei que facilita a compra de vacinas, tanto pela União quanto por estados e municípios. Em apenas 3 dias, 825 prefeituras já se reuniram em consórcio para a compra coletiva de imunizantes.

Economistas veem a vacinação em massa como único caminho para uma retomada mais forte da economia, que ontem teve a notícia de retração de 4,1%.

Bolsas pelo mundo: o que vem por aí

Motivadas pelo avanço de ontem dos Treasuries, os títulos do Tesouro americano, as bolsas da Ásia reduziram o apetite de risco e fecharam o pregão desta quinta-feira no vermelho. Enquanto isso, os índices da Europa também operam em queda, empurradas pelo noticiário interno de dados fracos do varejo e desemprego.

Enquanto isso, os futuros de Wall Street também amanheceram de mau humor e operam em queda. Na divulgação do livro bege, publicação do Federal Reserve sobre perspectivas da economia americana, as empresas consultadas estão otimistas com o cenário interno do país.

Entretanto, os investidores ficaram apreensivos com os dados de emprego divulgados ontem e devem seguir olhando os indicadores. As sucessivas falas de Jerome Powell, afirmando que o Fed não vê uma disparada da inflação e confia nas instituições norte-americanas, não estão surtindo efeito.

Nesta manhã, os títulos futuros dos Treasuries operam em queda, mas o avanço do pacote de estímulos de Joe Biden e o anúncio de antecipação da vacinação devem pressionar os juros futuros no longo prazo.

Agenda do dia

Nos Estados Unidos, o departamento de Trabalho deve divulgar os dados de pedidos do seguro desemprego (10h30) e as encomendas para a indústria (12h). Mas o filé mignon do dia deve ser a participação do presidente do Fed (Federal Reserve, o Banco Central americano), Jerome Powell, em um evento do Wall Street Journal (14h05).

Além disso, uma reunião dos membros da Opep+ deve acontecer ainda hoje (sem horário definido) para decidir os novos níveis de produção do petróleo.

Empresas

No Brasil, com a fraca agenda de indicadores de hoje, o destaque deve ficar para o balanço das empresas após o fechamento. São elas: B2W, CCR, Iguatemi, Lojas Americanas, MRV e Odontoprev. 

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

O melhor do Seu Dinheiro

Nem tudo é terra arrasada pela alta dos juros, o mercado pós-Copom e outros destaques do dia

O aperto monetário ressuscitou a renda fixa, com alguns CDBs voltando a pagar taxas de 1% ao mês ou mais.

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje?: Unidos do Aperto Monetário… Nota… Dez!

Como se não bastasse ter que se preocupar com os resultados de Vale e Petrobras, que juntas representam mais de 20% do Ibovespa, ainda teremos que digerir a alta de 150 pontos-base da Selic

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: bolsa deve refletir taxa de juros mais alta em dia de leitura do PIB dos EUA

A agenda de balanços conta com Petrobras e Vale, enquanto o exterior deve sentir cautela antes da inflação nos EUA amanhã

NA DÚVIDA, ADIA

No restabelecimento da presença obrigatória em Brasília, governo fica sem quorum e retira PEC dos Precatórios

Nova tentativa de votação é esperada para hoje, mas o temor de que não haja deputados em quantidade suficiente para a aprovação persiste

Décimo Andar

Meu principal fundo imobiliário para capturar a retomada dos escritórios é um legítimo FII de lajes corporativas triple A

Fundo dispõe de um dos melhores portfólios – se não o melhor – de lajes corporativas do mercado e seus ativos apresentam bastante qualidade técnica e ótimas localizações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies