Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-20T17:08:51-03:00
Estadão Conteúdo
Abrindo o leque

CVM avalia mudança nas regras para classificação de investidor qualificado; veja o novo perfil

A proposta surgiu após uma pesquisa da autarquia constatar que os investidores do varejo também têm apetite por mais risco e por produtos financeiros alternativos

20 de julho de 2021
14:37 - atualizado às 17:08
Investidor Gráfico Análise Celular ações
Imagem: Shutterstock

Com o crescente interesse por maior risco e produtos financeiros alternativos, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) estuda reduzir de R$ 1 milhão para R$ 627 mil o valor em aplicações financeiras necessário para os investidores serem definidos como qualificados.

O investidor qualificado tem acesso a aplicações indisponíveis para o varejo, como fundos de investimento em participações, que aplicam em empresas de capital fechado.

Um estudo da Assessoria de Análise Econômica e Gestão de Riscos da CVM (ASA) recomenda ainda a criação de um segundo e novo critério para definição de investidores como qualificados: a renda.

Novas regras

Investidores com baixo patrimônio, mas com rendimento mensal de R$ 15 mil, também poderiam se tornar qualificados. Os dois critérios conviveriam e bastaria estar enquadrado em um deles.

A proposta surge após pesquisa da própria CVM — divulgada no fim do ano passado — que constatou que os investidores do varejo têm apetite por mais risco e interesse por produtos financeiros alternativos, hoje ainda restritos aos mais endinheirados.

Na pesquisa, foram ouvidos 5 mil investidores, em setembro de 2020, e 46% declararam estar pouco satisfeitos com os produtos disponíveis.

Bruno Luna, chefe da ASA da CVM, afirma que os investidores do varejo estão expostos a alternativas de risco no mercado de capitais, como fundos de investimento imobiliário, debêntures de infraestrutura e crowdfunding, neste caso limitado a R$ 10 mil por ano.

Também aplicam em criptomoedas, ativo ainda não regulado pela CVM, e investem no exterior por meio de contas abertas lá fora.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

MANOBRAS

Juiz põe no banco dos réus ex-gestores do banco Máxima por gestão fraudulenta

O Banco Máxima S.A. informa que seus atuais acionistas assumiram a administração do banco em 2018, após aprovação pelo Banco Central, e que os integrantes da antiga gestão não têm mais qualquer relação com a instituição financeira

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Garantindo a oferta

Crescem ofertas de ações com reserva antecipada

As ancoragens normalmente conseguem atrair mais investidores, numa espécie de chancela prévia, com potencial impacto positivo no preço da ação.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies