Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-09-01T16:02:11-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
MERCADOS HOJE

Ibovespa acompanha Nova York e opera em alta mesmo após decepção com o PIB; dólar ronda a estabilidade

Nos Estados Unidos, alguns indicadores vieram abaixo do esperado, mas isso não altera a visão positiva que o mercado tem para a economia americana. Já no Brasil, a preocupação com a demanda chinesa pesa sobre as empresas do setor de commodities do Ibovespa

1 de setembro de 2021
10:35 - atualizado às 16:02
Selo de mercados que mostra um Touro e indica a alta do Ibovespa
Depois do payroll, o Ibovespa futuro passou a subir antes da abertura do mercado - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O começo de setembro vem sendo movimentado no mercado financeiro. Além de uma decepção com o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro do segundo trimestre, dados mais fracos do que o esperado da economia chinesa pesam sobre as empresas do Ibovespa.

O Ibovespa abriu o dia em queda, mas agora os investidores tentam acompanhar o ritmo de Wall Street. Por volta das 16h00, o principal índice da bolsa brasileira subia 0,89%, aos 119.835 pontos. O dólar à vista, que chegou a operar em alta no meio da tarde, agora tem um leve recuo de 0,07%, a R$ 5,168.

Além do ritmo da atividade econômica preocupar, a inflação também não dá folga. Ontem (31), a Aneel anunciou a criação de uma nova bandeira tarifária, em mais uma tentativa de contornar os problemas causados pela crise hídrica. A medida deverá encarecer ainda mais a conta de energia elétrica e pressionar os índices de inflação nos próximos meses.

Chuva de números

Por aqui, o dia começou com um balde de água fria. Enquanto a mediana de expectativas do mercado esperava um avanço de 0,2% no PIB do segundo trimestre, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou um recuo de 0,1%.

Importante termômetro para as empresas de commodities brasileiras, a economia chinesa também mostra sinais de enfraquecimento. O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial recuou de 50,3 para 49,2, indicando uma contração da atividade.

No começo da semana, o PMI composto já havia mostrado uma desaceleração da economia chinesa. As perspectivas negativas, aliada ao avanço das restrições à produção de aço no país, levou o minério de ferro a cair mais de 6%. No mês passado, a commodity acumulou um tombo de 15%.

Nos Estados Unidos, alguns indicadores vieram abaixo do esperado, mas isso não altera significativamente a visão positiva que o mercado tem para a economia americana.

Mais cedo, o relatório da ADP, considerado uma prévia do payroll que será divulgado na sexta-feira (03), mostrou que o setor privado americano gerou 374 mil novos postos de trabalho em agosto; O número veio abaixo das 600 mil vagas esperadas pelos analistas consultados pelo The Wall Street Journal. Ainda assim, as bolsas americanas abrem o dia em alta.

Petróleo

Há pouco, a Opep+ anunciou que deve manter seu cronograma de produção de petróleo, com 400 mil barris por dia, segundo os delegados do grupo. A decisão foi conhecida pelo mercado por meio de uma conferência de menos de uma hora.

Com isso, o barril de petróleo Brent passou a cair com mais força, uma redução de 1,20%, atingindo US$ 70,77. Empresas do setor já sentem a pressão, com PETR3 caindo 1,22%, aos R$ 27,58 e PETR4 recuando 1,43%, aos R$ 26,80.

Sobe e desce do Ibovespa

As ações da Eletrobras são um dos destaques positivos desta quarta-feira, após o Conselho Nacional de Política Energética aprovar e confirmar o valor dos novos contratos de concessão da estatal. O passo era esperado para dar sequência ao processo de privatização, que agora aguarda a avaliação do BNDES para definir o processo de capitalização. Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
AMER3Americanas S.AR$ 43,184,40%
QUAL3Qualicorp ONR$ 22,284,26%
LAME4Lojas Americanas PNR$ 6,214,19%
ELET6Eletrobras PNBR$ 39,334,13%
ELET3Eletrobras ONR$ 38,993,61%

Confira as maiores quedas do dia:

CÓDIGONOMEULTVAR
BIDI11Banco Inter unitR$ 65,16-3,88%
USIM5Usiminas PNAR$ 16,96-2,82%
GOAU4Metalúrgica Gerdau PNR$ 12,63-2,32%
BRAP4Bradespar PNR$ 61,87-2,03%
BRDT3BR Distribuidora ONR$ 26,67-1,91%
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Quem paga mais?

Hapvida (HAPV3) x SulAmérica (SULA11): a briga de gigantes por um pequeno grupo de saúde no interior de SP

A HB Saúde atua na porção norte/nordeste/noroeste de São Paulo, área rica do estado e que é bastante visada pelos grupos de saúde

DESTAQUE DO DIA

Minério de ferro despenca mais 8% e siderúrgicas e Vale acompanham queda

A redução da produção de aço vem trazendo seguidas perdas para o minério de ferro.

O que mexe com o preço do bitcoin (BTC) hoje: falas de Ray Dalio e da gestora que previu alta das ações da Tesla movimentam o dia

Otimismo com bitcoin a US$ 500 mil e preocupação com a regulamentação: quem vencerá o cabo de guerra das criptomoedas

Parceria digital

Assaí (ASAI3) faz parceria com Cornershop, aplicativo de compras online

A plataforma foi criada para que consumidores comprem produtos de supermercados locais com entregas rápidas ou programadas

Exile on Wall Street

O que faz as empresas falharem? Conheça as cinco “assassinas silenciosas” que podem impactar nos seus investimentos

O verdadeiro início da derrocada de uma empresa não pode ser devidamente noticiado pelas finanças ou pelas operações, mas somente dentro do núcleo de cultura corporativa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies