Menu
2021-02-18T14:09:05-03:00
Estadão Conteúdo
Piorou

66,5% dos brasileiros registraram dívidas em janeiro ante 66,3% em dezembro, diz CNC

Em relação a janeiro de 2020, a proporção de endividados subiu 1,2 ponto porcentual.

18 de fevereiro de 2021
14:09
Empresário endividado
Dívidas - Imagem: shutterstock

O porcentual de brasileiros com dívidas ficou em 66,5% em janeiro ante 66,3% em dezembro de 2020, informou nesta quinta-feira, 18, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que divulgou a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic). Em relação a janeiro de 2020, a proporção de endividados subiu 1,2 ponto porcentual.

Leia também:

Na comparação de um mês com o mês imediatamente anterior, foi a segunda alta seguida. Em dezembro, a proporção de brasileiros endividados registrou a primeira alta desde agosto.

A Peic mede a expansão do crédito em todas as modalidades, não apenas no sistema financeiro. A principal modalidade usada pelos entrevistados na Peic é o cartão de crédito - 80,5% relataram usar o cartão em janeiro, ante 79,4% em dezembro de 2020.

O crescimento da proporção de endividados seguiu sem aumentos na inadimplência. Em janeiro, 24,8% dos entrevistados na Peic relataram ter dívidas ou contas em atraso, 0,4 ponto porcentual abaixo dos 25,2% de dezembro de 2020. Foi o quinto mês seguido de baixa nesse indicador.

Além disso, 10,9% dos entrevistados relataram não ter condições de pagar as dívidas em atraso, o que indica persistência da inadimplência. Em dezembro de 2020, 11,2% dos brasileiros estavam nessa condição.

Na comparação com um ano antes, a inadimplência subiu. Em janeiro de 2020, 23,8% relataram ter dívidas ou contas em atraso, enquanto 9,6% disseram que não teriam condições de pagar.

"Temíamos uma escalada do número de inadimplentes no País. O auxílio emergencial ajudou a evitar o pior cenário, e a economia soube se reinventar na medida do possível. Mas este ano vai ser chave para observarmos o comportamento do crédito e da inadimplência", diz, em nota, o presidente da CNC, José Roberto Tadros.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Reverteu prejuízo

Vale termina 2020 com lucro de US$ 4,9 bilhões e aprova dividendos

Mineradora conseguiu reverter prejuízo do ano anterior e aprovou distribuição de dividendos, mas lucro trimestral veio abaixo do esperado pelo mercado

Risco fiscal

Efeito de fatiamento da PEC emergencial seria extremamente perverso, diz secretário do Tesouro

“Se for fatiado será pior para todos. Queremos dar o auxílio aos vulneráveis, mas também precisamos de um ambiente fiscalmente organizado para que a economia melhore”, disse Bruno Funchal

Nível pré-pandemia

Governo Central tem superávit de R$ 43,219 bilhões em janeiro

Após 11 meses consecutivos de rombos causados pelos gastos de enfrentamento à pandemia, contas do Governo Central voltam a ter superávit

Pagamentos e maquininhas

Lucro do PagSeguro soma R$ 430 mi no trimestre, maior da história da companhia

Entretanto, companhia com ações negociadas na Nasdaq teve queda no lucro em 2020

o melhor do seu dinheiro

Lá vem o Leão de novo…

Estamos naquela época do ano de novo: temporada de prestação de contas ao Leão! A Receita Federal acaba de divulgar as regras de preenchimento da declaração de imposto de renda 2021, que neste ano deverá ser entregue entre 1º de março e 30 de abril. Parece que foi ontem que estávamos fazendo o exercício cívico […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies