Insights de investimento, análises de mercado e muito mais! Siga o Seu Dinheiro no Instagram

2021-07-13T18:25:30-03:00
Estadão Conteúdo
contas da crise

Turismo brasileiro acumula prejuízo de R$ 376,6 bilhões desde início da pandemia

Setor chegou a maio de 2021 operando com aproximadamente 52,6% da sua capacidade mensal de geração de receitas

13 de julho de 2021
18:25
turismo viagem
Imagem: Shutterstock

As atividades turísticas já somam um prejuízo de R$ 376,6 bilhões desde o agravamento da pandemia do novo coronavírus no País, em março de 2020, até maio deste ano, calcula a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

O setor chegou a maio de 2021 operando com aproximadamente 52,6% da sua capacidade mensal de geração de receitas.

"O setor de turismo está com um faturamento em torno de R$ 22 bilhões por mês, quando era para estar faturando cerca de R$ 40 bilhões num mês normal, que era o que costumava movimentar no pré-pandemia. Ainda está muito ocioso, especialmente no segmento de hotelaria", justificou o economista Fabio Bentes, responsável pelo levantamento da CNC.

Em maio deste ano, os serviços turísticos operavam 34,7% abaixo do nível de fevereiro de 2020, no pré-covid.

"Acho que a recuperação mesmo fica para o final de 2022 e início de 2023", previu Bentes, sobre o retorno do setor ao nível pré-pandemia.

"Estamos esperando um crescimento de 17,8% no turismo em 2021, mas no ano passado caiu 36,6%. A vacinação vai avançar, mas não tanto a ponto de voltar tudo à normalidade no fim deste ano, embora alguns governos tenham ensaiado um movimento de reativar Réveillon e Carnaval. Os serviços não conseguem repor em um ano tudo o que foi levado pela pandemia", completou.

Mais da metade do prejuízo acumulado pelo turismo até agora ficou concentrado nos estados de São Paulo (R$ 152,1 bilhões) e Rio de Janeiro (R$ 45,9 bilhões).

O agregado especial de atividades turísticas cresceu 18,2% em maio ante abril, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgados nesta terça-feira, 13, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado representa a segunda taxa positiva consecutiva, período em que acumulou um ganho de 23,3%, após uma queda de 26,5% em março, "mês em que houve mais limitações ao funcionamento de estabelecimentos considerados não essenciais", justificou o IBGE.

O segmento ainda precisa crescer 53,1% para retornar ao nível de fevereiro de 2020, no pré-covid.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

PODCAST TOUROS E URSOS

Petrobras e Eletrobras: afinal, vale a pena investir no sucesso dessa dupla na bolsa?

Especialista na dupla Petrobras e Eletrobras, o colunista do Seu Dinheiro Ruy Hungria conta o que esperar das ações das estatais no podcast Touros e Ursos

É HOJE!

Mais que um título: veja quanto está em disputa na final da Champions League entre Liverpool e Real Madrid

Só para entrar em campo na tarde de hoje, Real Madrid e Liverpool receberão o equivalente a quase R$ 80 milhões cada, mas as cifras envolvidas são muito maiores

NOITE CRIPTO

Até tu, ethereum (ETH)? Mais uma falha na rede faz mercado de criptomoedas patinar e leva junto o bitcoin (BTC); entenda

A blockchain do ethereum sentiu uma “contusão” no sistema de validação na tarde de quinta-feira (26), o que gerou uma queda de 11% durante algumas horas

VIRANDO PÓ

Terra (LUNA) faz escola? Ações russas não valem quase nada depois da guerra na Ucrânia

O índice MOEX Rússia caiu mais de 36% no acumulado do ano, e os investidores internacionais em títulos russos sofreram restrições na gestão e avaliação de posições desde a invasão

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Petrobras segura o Ibovespa, Eletrobras lança oferta de ações e o atraso na nova Terra; confira os destaques do dia

A troca no comando da Petrobras parece ter gerado uma reação tardia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies