Menu
2021-04-30T16:06:05-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
MERCADOS HOJE

Dólar sobe mais de 1% com cautela no exterior e disputa pela Ptax; bolsa recua acompanhando NY

O dia está carregado de dados econômicos para serem digeridos e o pregão começa no vermelho, mas o saldo do mês deve ser positivo

30 de abril de 2021
10:42 - atualizado às 16:06
Dólar em alta
Dólar em alta - Imagem: Shutterstock

Com o mercado internacional operando no vermelho e um noticiário doméstico que inspira cautela, o Ibovespa começa o último pregão do mês no vermelho. 

A bolsa brasileira reduziu a queda na última hora, mas segue acompanhando as bolsas americanas. Por volta das 16h, o principal índice da bolsa brasileira recuava 0,49%, aos 119.505 pontos. O dólar à vista tem alta expressiva de 1,48%, a R$ 5,4150. A disputa pela taxa referencial ptax para o fim de abril e a valorização da moeda americana no exterior puxam a cotação da moeda. 

A pressão no câmbio também leva a uma alta dos juros futuros. Os investidores também pesam as novidades com relação à reforma tributária. Confira:

  • Janeiro/2022: de 4,61% para 4,66%
  • Janeiro/2023: de 6,18% para 6,27%
  • Janeiro/2025: de 7,68% para 7,75%
  • Janeiro/2027: de 8,34% para 8,34%

A agenda de indicadores segue cheia. Na Europa, a queda do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre indica que a região entrou em uma segunda recessão técnica em menos de um ano. O PIB do bloco encolheu 0,6%, abaixo das expectativas de recuo de 0,8% na produção. Já a inflação subiu 1,6% em abril.

Nos Estados Unidos, como esperado, a inflação mostrou aceleração, acompanhando a recuperação econômica do país. No Brasil, o dado que inspira preocupação é o do mercado de trabalho. Agora cedo, o IBGE divulgou que o desemprego atingiu a marca recorde de 14,4 milhões de brasileiros - a taxa de desocupação é de 14,4%. 

Quer saber quais foram os melhores investimentos de abril? Os repórteres do Seu Dinheiro te contam ao meio-dia. Clique aqui 

Os principais índices asiáticos fecharam em baixa durante a madrugada, reflexo da decepção com os dados de manufatura chinesa e as preocupações com o avanço da covid-19 na Índia e no Japão.

Na Europa, as principais praças exibem sinais mistos. Nos Estados Unidos, os índices futuros indicam uma abertura no vermelho. 

A nova pauta da vez

O governo e o Congresso devem buscar um acordo sobre o fatiamento da proposta de reforma tributária para facilitar a aprovação do projeto. 

O texto deve ser fatiado em quatro partes para ser apreciado pela Casa. Também está no radar do governo o andamento da reforma administrativa que, de acordo com o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR),  “entrará em votação agora em maio".

Sobe e desce

Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
PCAR3GPA ONR$ 41,095,22%
RADL3Raia Drogasil ONR$ 26,605,18%
LCAM3Locamérica ONR$ 26,753,16%
NTCO3Natura ONR$ 48,793,00%
ELET3Eletrobras ONR$ 37,363,12%

Confira também as maiores quedas:

CÓDIGONOMEVALORVAR
BRKM5Braskem PNAR$ 52,52-6,86%
CVCB3CVC ONR$ 23,99-4,04%
AZUL4Azul PNR$ 38,79-3,48%
BRML3BR Malls ONR$ 9,48-2,77%
GGBR4Gerdau PNR$ 33,50-2,59%
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Mudanças

BB confirma Ieda Cagni para presidência do Conselho de Administração

Nesta quarta-feira, foi realizada a primeira reunião do novo Conselho do Banco do Brasil. Na ocasião, os membros eleitos na assembleia definiram os ocupantes dos cargos de presidente e vice-presidente do colegiado.

Seu Dinheiro na sua noite

A receita do dr. Copom: +0,75 ponto de Selic na veia

O Copom cumpriu as expectativas e aumentou a Selic ao nível de 3,5%. No entanto, o comunicado trouxe algumas surpresas

Ficou para 31 de maio

Bolsonaro veta novo adiamento de prazo para entrega do Imposto de Renda

O presidente aceitou a recomendação feita pelo Ministério da Economia, que previa um impacto negativo na arrecadação da União e estados com uma nova data

Mudança nos juros

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom

Veja o que ficou igual e o que mudou na decisão do Copom a respeito da taxa Selic, elevada ao patamar de 3,5% ao ano

CRYPTO NEWS

O mercado está cheio de bitcoin, mas as prateleiras estão vazias

O fluxo de saída da criptomoeda mais famosa das exchanges é algo inédito deste ciclo e pode representar a falta do ativo nas exchanges de cripto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies