Menu
2021-03-23T16:52:18-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
MERCADOS HOJE

Ibovespa volta a operar em queda após leve recuperação; dólar recua pós-ata do Copom

Com coronavírus e Powell no radar, o mercado internacional entra em compasso de espera e impede recuperação do Ibovespa

23 de março de 2021
10:30 - atualizado às 16:52
Ibovespa mercados queda
Imagem: Shutterstock

Com o temor de uma terceira onda de contágio pairando sobre a Europa e a expectativa pela participação do presidente do Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano), Jerome Powell e da Secretária do Tesouro, Janet Yellen em comissão da Câmara dos Representantes, os mercados internacionais operam com fôlego limitado e pesam como influência negativa nos negócios locais.

Uma melhora pontual em Nova York fez o Ibovespa deixar a zona vermelha do gráfico, mas não por muito tempo. Além da situação no exterior, o cenário da pandemia no país pesa e os investidores adotam uma postura mais cautelosa.

Nos últimos minutos, com uma piora do cenário local - principalmente com relação à pandemia, o principal índice da bolsa brasileira ampliou a queda. Por volta das 16h, o Ibovespa recuava 0,98%, aos 113,863 pontos. O dólar à vista, que operou próximo da estabilidade durante boa parte da manhã, passou a operar em queda firme de 0,40%, a R$ 5,4972. 

Outro fator que pesa negativamente sobre as bolsas globais é o novo forte recuo do petróleo, que apresenta queda de 6% na tarde de hoje.

Após a divulgação da ata do Copom nesta manhã, o mercado passou a projetar de forma mais forte uma nova alta de 0,75 pontos percentuais na próxima reunião do Copom, o que tem reflexo no alívio do câmbio. No mercado de juros, a tendência é de alta em toda a curva. Confira as taxas do dia: 

  • Janeiro/2022: de 4,60% para 4,65%
  • Janeiro/2023: de 6,27% para 6,37%
  • Janeiro/2025: de 7,73% para 7,83%
  • Janeiro/2027: de 8,22% para 8,34%

Encontrando justificativas

No Brasil, temos a repercussão da ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), com as justificativas para a alta de 0,75 pontos percentuais na taxa básica de juros. Além disso, a pandemia segue trazendo caos ao sistema de saúde do país, em um momento em que a pasta responsável pelas ações de combate ao coronavírus se encontra sem um comandante. 

No documento, o BC também afirmou que a recuperação econômica pode ser atrasada pelo agravamento da pandemia, mas que o otimismo com o avanço da vacinação beneficia o cenário de médio prazo.

Quando o assunto é a pandemia do coronavírus, o mercado doméstico está de olho na reunião proposta pelo governo, e que deve acontecer amanhã, para traçar planos para reverter o quadro da doença no país. A expectativa é que detalhes sobre a campanha de vacinação em massa da população sejam finalmente alinhados e divulgados.

Raio-X

Mesmo com os títulos do Tesouro norte-americano em queda, as bolsas em Nova York, têm dificuldade de se manter no positivo e operam em queda nesta tarde.

Jerome Powell e Yellen iniciaram as suas participações no Congresso, com a secretária do Tesouro defendendo o aumento das receitas da União como parte essencial da recuperação, o que pode indicar um aumento de impostos para as grandes empresas. Os dois devem reforçar o recado de que a recuperação plena só deve ser alcançada no ano que vem.

 As bolsas asiáticas também fecharam no vermelho, motivadas pela retirada de estímulos da economia chinesa e sanções econômicas impostas à China por EUA e Europa, reduzindo o apetite de risco. 

Na Europa, o principal elemento que contamina os índices é a terceira onda de coronavírus, o que pode paralisar as atividades mais uma vez. Com isso, as bolsas do continente fecharam sem uma direção definida.

Sobe e desce

As ações da resseguradora IRB avançam após a divulgação do balanço do quarto trimestre de 2020. Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGONOME R$VARIAÇÃO
IRBR3IRB ON            6,567,72%
HGTX3Cia Hering ON         16,263,30%
MRFG3Marfrig ON         16,832,94%
GNDI3Intermédica ON         86,212,75%
CVCB3CVC ON         18,832,67%

Na ponta contrária da tabela, seguimos vendo companhias que são prejudicadas pela persistência das medidas de isolamento social e restrição de movimentação. Confira também as maiores quedas do dia:

CÓDIGONOMER$VARIAÇÃO
AZUL4Azul PN         37,61-4,62%
PRIO3PetroRio ON         88,25-2,54%
ECOR3Ecorodovias ON         11,45-1,72%
CSNA3CSN ON         34,47-1,51%
RENT3Localiza ON         57,13-1,23%
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

IPO 'esquecido'

A Moura Dubeux tem a maior queda entre as novatas da bolsa. É hora de comprar?

Focada no mercado de média/alta renda do Nordeste, a Moura Dubeux amarga queda de mais de 50% desde o IPO, apesar do bom momento operacional

Organização ou cartel?

Petróleo recua após comitê dos EUA aprovar projeto que pode implicar Opep em lei antitruste

A organização foi acusada de realizar um “conluio” entre seus membros para fixar o preço da commodity

túnel do tempo

Há um ano o impossível aconteceu: o petróleo fechou com preço negativo. Lembra disso?

Situação nunca vista na história foi provocada pela combinação da crise de covid-19 e a disputa entre Rússia e Arábia Saudita

Fundo de cripto

Vai perder? Termina hoje o prazo de reserva do ETF de criptomoedas da Hashdex

Por causa do feriado de Tiradentes de amanhã (21), não haverá pregão na bolsa de valores brasileira. Dessa forma, termina hoje o prazo para reserva de oferta do ETF

MERCADOS HOJE

Saída encontrada para o Orçamento preocupa e bolsa opera em queda; dólar também recua

Com a agenda de indicadores esvaziada e a véspera de feriado trazendo uma maior cautela ao cenário, os investidores devem repercutir o acordo para a sanção do Orçamento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies