Menu
2021-05-27T19:16:12-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa tropeça, mas consegue se firmar nos 124 mil pontos com melhora do cenário fiscal; dólar e juros têm queda firme

O Ibovespa ganhou força ao longo do dia e retomou o patamar dos 124 mil pontos. Já o dólar e os juros recuaram com uma melhora no quadro fiscal

27 de maio de 2021
18:28 - atualizado às 19:16
tropeço
Imagem: Shutterstock

Depois de alguns dias de marasmo e poucas reviravoltas, as coisas voltaram a ficar um pouco mais agitadas no mercado financeiro. 

Nesta quinta-feira (27), o dia prometia ser mais uma repetição do que temos visto nos últimos tempos: dominância do noticiário internacional que, por sua vez, é dominado pelos temores de um superaquecimento da economia americana, inflação acelerada e a possibilidade de que o Federal Reserve atue antes do esperado na política monetária. 

O dia até começou assim, com indicadores econômicos divulgados nos Estados Unidos mostrando uma economia que ainda balança na sua recuperação, o que sustentou por mais algum tempo o discurso do Fed - as taxas de juros não devem mudar tão cedo. 

Enquanto no Brasil o Ibovespa vacilava - puxado por pequenos atritos políticos e o desempenho negativo do setor de bancos -, lá fora os índices em Wall Street sustentavam uma alta moderada. Ao fim do dia, o Nasdaq ficou no vermelho por muito pouco ao cair 0,01%, mas o Dow Jones e o S&P 500 avançaram 0,41% e 0,12% respectivamente. 

Na B3, as coisas custaram a engrenar, e isso só ocorreu depois que os investidores tiveram sinais de que o nosso cenário fiscal pode estar melhor do que o imaginado. Com as reformas administrativa e tributária de volta ao plano mais amplo de discussões, essas questões relacionadas à saúde fiscal do país, que andavam meio adormecidas desde a aprovação do Orçamento, devem voltar para a rotina. 

Ainda que a bolsa tenha fechado o dia com uma alta tímida de 0,30%, aos 124.366 pontos, o câmbio e os contratos de DI repercutiram bem a forte arrecadação do governo federal, que ficou R$ 7,1 bilhões acima do consenso de mercado, um superávit de R$ 16,5 bilhões em abril. 

Tudo bem que esse resultado só foi possível porque diversas despesas do governo ficaram represadas, já que o Orçamento de 2021 só foi aprovado no fim de abril, mas a notícia foi bem recebida. Outra notícia que pode até não parecer positiva mas que pegou bem foi a manutenção do rating BB- pela Fitch para a economia brasileira. A agência de risco frisou os desafios herdados do descontrole da dívida pública, mas fez questão de ressaltar a economia diversificada, câmbio flexível e o tamanho das reservas como pontos positivos. 

Juntando isso com o fato de que diversos bancos e casas de análise começam a revisar para cima suas expectativas para a bolsa brasileira, o CDS, credit default swap que é termômetro para o risco-País, cedeu e levou junto dólar e juros. 

O dólar à vista terminou o dia com queda de 1,09%, a R$ 5,2523, depois de ter superado a casa dos R$ 5,31 pela manhã. A despressurização do câmbio e melhores expectativas para o cenário fiscal também aliviaram os principais contratos de DI. Confira as taxas do dia:

  • Janeiro/2022: estável em 4,99%
  • Janeiro/2023: de 6,64% para 6,58%
  • Janeiro/2025: de 8,06% para 7,89%
  • Janeiro/2027: de 8,68% para 8,52%

Check-up da economia gringa

A bateria de indicadores divulgados pela manhã na Terra do Tio Sam incluiu a segunda leitura do PIB, indicador de inflação ao consumidor (PCE, na sigla em inglês) e os pedidos semanais de auxílio desemprego.

O PIB dos EUA avançou à taxa anualizada de 6,4% no primeiro trimestre de 2021, abaixo das expectativas de 6,6% de crescimento, mas também freia o temor de um superaquecimento. O mercado de trabalho mostra sinais de recuperação. Foram 406 mil novos pedidos de auxílio ante a previsão de 425 mil, uma redução de 38 mil pedidos.

Hoje foi divulgado o índice de inflação americana mais observado pelo Federal Reserve. O PCE registrou alta de 3,7% no primeiro trimestre. O núcleo do índice avançou 2,5% no período.  As encomendas de bens duráveis recuaram mais do que o esperado no mês de abril, registrando queda de 1,3%. 

Outros eventos que mexeram com as cotações ao longo do dia foram a contraproposta dos republicanos para o pacote de infraestrutura do presidente americano Joe Biden - e que foi três vezes menor, ficando abaixo de US$ 1 trilhão -, e comentários da secretária do Tesouro americano, Janet Yellen, que, por sua vez, defendeu a alta dos gastos públicos como forma de financiar a recuperação econômica.

Tecla SAP

Para Marcio Lórega, analista de investimentos do Pagbank, embora os números da economia americana tenham trazido um pouco de tranquilidade para os mercados, questões relacionadas à pandemia do coronavírus pesaram também por aqui, como declarações dadas na CPI da covid. 

Já para Rafael Passos, sócio da Ajax Capital, a questão em Brasília está muito mais ligada ao andamento das reformas tributária e administrativa, as pautas da vez no Congresso. O setor financeiro, um dos que puxaram o Ibovespa para baixo durante boa parte do dia, acabou revertendo a queda, mas o desempenho foi justamente reflexo da possibilidade de taxação de dividendos e juros sobre capital próprio. 

Sobre a pandemia, é necessário notar que o evento faz pouco preço no mercado, mas preocupa. A nova cepa indiana avança no país, que teme uma terceira onda ainda mais perigosa e letal. Enquanto isso, o ritmo de vacinação fica muito aquém do desempenhado pelos países desenvolvidos, o que prejudica também a recuperação econômica. Na CPI da covid-19, que investiga a atuação do governo federal durante a crise sanitária, a fala de Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, causou desconforto. 

Segundo Covas, o Brasil poderia ter sido o primeiro país a iniciar a vacinação caso o presidente não tivesse atrapalhado as negociações, contradizendo o ex-ministro Eduardo Pazuello. Para Lórega, a declaração traz o risco político de volta ao radar.

Os investidores brasileiros também repercutiram outros dados locais que acabaram não fazendo preço no mercado. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou que a taxa de desemprego no Brasil ficou em 14,7% no trimestre encerrado em março.

Sobe e desce

A Embraer segue mostrando que o setor aéreo busca uma recuperação. As ações da companhia subiram após a Breeze Airways, nova companhia aérea americana, estrear com uma frota que conta com 13 jatos planejados pela Embraer. Por isso, hoje ela passou o dia entre as maiores altas do Ibovespa. 

Agora, o setor de educação e varejo, também tiveram representantes expressivos ao longo de toda a sessão, mas sem gatilhos específicos que justificassem a alta. Segundo Lórega, do Pagbank, se trata de mais um dia de rotação de setores na bolsa brasileira. 

Confira as principais altas do dia:

CÓDIGONOMEVALOR VAR
YDUQ3Yduqs ONR$ 33,096,67%
HGTX3Cia Hering ONR$ 32,496,63%
COGN3Cogna ONR$ 4,296,19%
EMBR3Embraer ONR$ 17,876,05%
SULA11SulAmérica unitsR$ 34,013,69%

A rotação de setores também pendeu para o lado negativo, mas, no fim do dia, foi uma realização dos lucros recentes que predominou na parte de baixo da tabela. A Azul subiu forte nos últimos dias com rumores de uma possível investida para adquirir os ativos da Latam, o que foi negado pela segunda companhia. A Gol e o Banco Inter também apareceram recentemente entre as maiores altas diárias do Ibovespa. 

Confira as maiores quedas de hoje:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
AZUL4Azul PNR$ 44,53-4,77%
FLRY3Fleury ONR$ 26,08-2,32%
BIDI11Banco Inter unitR$ 66,31-1,68%
RENT3Localiza ONR$ 62,38-1,61%
GOLL4Gol PNR$ 27,18-1,49%
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Fome para crescer

Em mais uma aquisição, Magazine Luiza se fortalece em food services com a Plus Delivery

Segundo a varejista, plataforma de entrega de comida tem cerca de 1.500 restaurantes parceiros e atende mais de 250 mil clientes por mês

mercados hoje

Bolsa opera com alta volatilidade, à espera de fala de Powell; dólar avança

Mesmo com uma queda acentuada do petróleo nesta manhã, o setor vê a commodity nos maiores níveis desde o início da pandemia, com a retomada das atividades

O melhor do Seu Dinheiro

A rima das commodities, último capítulo da novela da MP da Eletrobras e outros destaques

A história não se repete, mas rima. Se Mark Twain fosse um analista do mercado financeiro, provavelmente seria um grande especialista em ciclos econômicos. Logo no começo da crise da covid-19, quem ousasse falar em investir em commodities ou ações de empresas produtoras de matérias-primas seria taxado de louco. As cotações de todas elas — […]

SINAIS DO BC

COMPARATIVO: Veja o que mudou na ata da reunião do Copom

Veja o que mudou e o que permanece igual na ata da última reunião do Copom — o BC elevou a Selic em 0,75 ponto percentual, para 4,25% ao ano

Outro escorregão

Bitcoin perde os US$ 30 mil, menor patamar desde janeiro; Confira como anda o mercado cripto

Isso motivou a queda das dez principais criptomoedas do mercado, em especial do Dogecoin, que cai quase 25%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies