Menu
2021-05-27T14:32:51-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Novos ares animam

Embraer lidera altas do Ibovespa após Breeze Airways, nova aérea dos EUA, estrear com jatos da empresa

A fabricante brasileira fornecerá uma frota planejada de 13 jatos E190 e E195 para a empresa, com perspectivas de demanda por mais unidades antes do final do ano

27 de maio de 2021
14:32
Embraer Breeze Airways
Imagem: Divulgação

Uma frota planejada de 13 jatos da Embraer é a base para o início das operações da Breeze Airways, nova companhia aérea americana do fundador da JetBlue, David Neeleman, lançada nesta quinta-feira (27). 

O negócio agradou os investidores e as ações da brasileira chegaram a disparar mais de 6%. Agora, por volta das 14h25, os papéis EMBR3 subiam 5,93% e lideravam as altas do Ibovespa.

Segundo a Embraer, a aérea receberá todos os 13 jatos arrendados durante o verão no hemisfério norte, alcançando uma frota inicial de dez E190 e três E195, com planos de aumentar as unidades antes do final do ano.

Os jatos E190 serão configurados para acomodar 108 passageiros, enquanto as aeronaves E195 terão 118 assentos.

Por enquanto, os primeiros voos operam entre Charleston, na Carolina do Sul, Tampa, na Flórida, e Hartford, em Connecticut, mas novos destinos serão adicionados a cada semana até julho de 2021. 

Executivos também se animam

David Neeleman, CEO e fundador da empresa, destaca, em comunicado divulgado hoje, que os modelos E-Jets da Embraer são “fenomenais” nas etapas de concepção de novas companhias aéreas e no crescimento e suporte de novas rotas. 

“A flexibilidade que a família de aeronaves oferece nos permite atender à demanda flutuante de forma lucrativa. Ter os E-Jets como parte central de nossa equipe me dá uma confiança enorme”, afirma.

Já Mark Neely, Diretor de Vendas para as Américas, diz que o lançamento com uma frota da Embraer é um endosso do valor que essas aeronaves oferecem e permite à Breeze “estabelecer novas rotas ponto a ponto em mercados pouco atendidos, trazendo a conectividade necessária, protegendo rendimentos, gerenciando a demanda e fazendo isso de forma lucrativa”.

Suporte incluso

No início deste mês, a Breeze também assinou um contrato de longo prazo para o Programa Pool de suporte, que fornecerá uma ampla variedade de componentes reparáveis para a frota de jatos E190 e E195.

Segundo a Embraer, o acordo inclui cobertura total de reparação de componentes e peças, assim como acesso a um grande estoque em seu centro de distribuição, apoiando o início da operação da companhia aérea.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

de olho na reabertura

Vacina no braço e compra de ações: por que o UBS (o banco suíço) agora recomenda a bolsa brasileira

Banco suíço cita as revisões de crescimento para a economia brasileira, menor risco fiscal, expectativa de lucro das empresas e preços em patamares “convidativos”

seu dinheiro na sua noite

Anitta no conselho do Nubank, mais ofertas de ações e o ponto de inflexão do minério de ferro

Acostumado a fazer barulho no mercado, o Nubank fez, nesta segunda-feira, mais um anúncio que deu o que falar: a contratação da cantora e empresária Anitta para integrar o conselho de administração da empresa. A garota do Rio, nascida no bairro suburbano de Honório Gurgel e alçada à fama pelo funk carioca, ocupará uma cadeira […]

linhas 8 e 9

CCR assina acordo de acionistas com RuasInvest no Consórcio Via Mobilidade

Acordo prevê os porcentuais de participação de 80% da CCR e de 20% da RuasInvest no Consórcio ViaMobilidade Linhas 8 e 9

Microcaps

Panvel (PNVL3): é hora de investir?

A rede Panvel é queridinha no Sul do país. Sua recuperação tem mostrado que ela pode ser uma gema entre as microcaps da Bolsa. Descubra se vale a pena investir nela no Chama o Max de hoje.

sinal verde

Câmara aprova texto-base da MP que viabiliza privatização da Eletrobras

Placar foi de 258 votos contra 136; texto já havia sido aprovado pela Casa, mas voltou depois de alterações no Senado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies