Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-06-08T19:41:42-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
FECHAMENTO

Ibovespa reduz o fôlego após oito altas consecutivas e fecha abaixo dos 130 mil pontos; dólar fica estável

As preocupações fiscais só vieram para acelerar o movimento de realização de lucros. O Ibovespa ficou abaixo dos 130 mil pontos, mas o dólar fechou mais um dia estável.

8 de junho de 2021
18:31 - atualizado às 19:41
corrida, corredor, fôlego
Imagem: Shutterstock

Nada me dá mais prazer na vida do que calçar meu tênis (a preferência é sempre pelo par mais surrado que já poderia fazer o percurso sozinho) e sair para uma bela corrida. As sensações só possíveis após alguns pares de quilômetros são tantas e tão boas que é quase missão impossível descrever em apenas algumas palavras. 

Mesmo após anos e milhares de quilômetros rodados, tem dia que nem com reza braba e um belo sol o pé quer ir além. Tudo depende sempre de uma série de fatores, é claro, e nem sempre dá para identificá-los numa boa. Em outros, a “meta inicial” parece mamão com açúcar e num fôlego só dá para ir uma, duas ou, com certa ousadia, até três vezes além. 

A parte chata é que não importa o quão preparado e longe você vá, uma hora ou outra é preciso tomar um ar. Recentemente, durante meu período longe da cobertura de mercados, eu atingi um novo recorde pessoal — 17 km em uma tacada só. O Ibovespa também andou testando o seu fôlego na minha ausência e avançou quase 8 mil pontos em oito sessões, saindo do patamar dos 122 mil para além dos 131 mil pontos. 

Mas, depois de oito altas consecutivas e seguidos recordes, o investidor brasileiro parou para tomar um fôlego, não só porque o caminho percorrido já foi grande, mas também porque o restante do trajeto não será fácil — nos próximos dias, temos dados importantes da economia americana para serem divulgados e o mercado já se prepara para a próxima reunião de política monetária do Federal Reserve; já no Brasil, a questão fiscal nubla o cenário e a possibilidade de prorrogação do auxílio emergencial parece cada vez mais certa. 

A queda do Ibovespa foi liderada pela Vale e o setor bancário e, no fim, o índice recuou 0,76%, aos 129.787 pontos. Os bons dados do varejo acabaram puxando as ações das empresas do setor. No câmbio, o dia foi de grande instabilidade, pressionado principalmente pelas questões fiscais e o compasso de espera por novidades relativas à inflação. Depois de subir mais de 0,60%, o dólar à vista fechou a sessão estável, em leve queda de 0,05%, a R$ 5,0345.

As declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que o governo trabalha com a possibilidade de prorrogar o auxílio emergencial por dois ou três meses movimentou o mercado de juros. As principais taxas minimizaram a tendência de queda e fecharam o dia praticamente estáveis. Confira:

  • Janeiro/2022: de 5,11% para 5,12%
  • Janeiro/2023: estável em 6,72%
  • Janeiro/2025: de 7,79% para 7,76%
  • Janeiro/2027: de 8,32% para 8,30%

Compasso de espera

Com os dirigentes do Federal Reserve em período de silêncio antes da decisão de política monetária, resta ao mercado buscar sinais sobre o futuro da política monetária do país nos números da economia. Nas últimas semanas, dados mistos vêm alimentando a visão de que o Fed deve manter as coisas como estão por mais algum tempo. 

Hoje foi dia de conhecer os números do relatório Jolts, divulgado pelo Departamento do Trabalho dos EUA. O documento mostrou a abertura de 9,286 milhões de vagas em abril, maior nível da série histórica que teve início em dezembro de 2000. 

Em Nova York o dia foi de viés de baixa ao longo de toda a sessão, mas, no fim, as bolsas em Wall Street fecharam mistas. O Nasdaq avançou 0,31%, o S&P 500 subiu 0,02% e o Dow Jones recuou 0,09%. Os investidores também seguiram acompanhando o desenrolar das negociações para o novo pacote de infraestrutura proposto por Biden. 

Corrida com obstáculos

Ainda que o ministro da Economia tenha reforçado que qualquer prorrogação de estímulos como o auxílio emergencial será feita respeitando a saúde fiscal, a notícia não pegou bem no cenário macro. 

Além disso, o Ibovespa sentiu o peso do desempenho negativo da Vale e do setor bancário, em dia fortemente marcado pela realização de lucros. No caso dos bancos, além da natural rotação de setores, as empresas também repercutiram a notícia de uma nova rodada de captação realizada pelo Nubank e que aproxima o banco digital dos grandes players do mercado tradicional.

Confira as maiores quedas do dia:

CÓDIGONOMEULTVAR
BRKM5Braskem PNAR$ 56,49-6,16%
B3SA3B3 ONR$ 16,45-4,86%
ASAI3Assaí ONR$ 83,98-3,18%
IRBR3IRB ONR$ 6,10-3,17%
IGTA3Iguatemi ONR$ 44,94-3,15%

O auxílio emergencial preocupa, mas garante mais alguns meses de economia aquecida enquanto a vacinação no país começa a chegar a um público mais amplo. Com isso, as empresas do setor de varejo respiram um pouco mais aliviadas. 

A notícia por si só já seria suficiente para impulsionar o segmento, mas novos dados da economia brasileira deram um empurrãozinho extra. O IBGE divulgou pela manhã que as vendas do varejo subiram 1,8% em abril, acima do esperado pelos analistas. Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGONOMEULTVAR
VVAR3Via Varejo ONR$ 15,304,44%
AZUL4Azul PNR$ 48,643,05%
PETR3Petrobras ONR$ 29,332,12%
CVCB3CVC ONR$ 28,001,97%
HGTX3Cia Hering ONR$ 32,651,56%
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

GÁS NA TRAMITAÇÃO

Projeto de lei pode conter alta dos combustíveis, mas precisa ser aprovado ainda este ano, defende relator

A medida, que cria um programa de estabilização do valor do petróleo e derivados, foi a forma encontrada para amenizar a alta dos preços sem interferir na política da Petrobras

CARNE FORTE

Marfrig sobe mais de 5% hoje, mas ainda deve saltar 60% nos próximos meses, projeta Bank of America

O Bank of America recalculou as projeções financeiras para o próximo ano e vê a empresa lucrando muito mais do que o previsto no cálculo anterior

DESTAQUES DO DIA

Varejo abaixo do esperado derruba Magazine Luiza (MGLU3), mas companhias aéreas sobem forte com vacinas eficazes contra a ômicron

Enquanto o Magalu recua mais de 8%, as empresas do setor aéreo aproveitam para engatar uma recuperação

bitcoin (BTC) hoje

O rali de fim de ano do bitcoin (BTC) derrapou. E você, novato em criptomoeda, pode ser o culpado

O movimento de queda do bitcoin das últimas semanas veio dos novos investidores em cripto, chamados de short-term holders, segundo a Glassnode

DE OLHOS BEM FECHADOS

O IPO do cheque em branco chega ao Brasil: Alvarez & Marsal quer fazer oferta pública para lançar Spac na B3

Modalidade existe há mais de 20 anos nos EUA, mas ainda é inédita no Brasil; entenda como funciona

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies