Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-20T14:14:50-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
DESTAQUES DA BOLSA

Peste suína ainda castiga rebanho chinês e ações de frigoríficos sobem em bloco; JBS lidera altas do dia no Ibovespa

Com o rebanho do país asiático ainda comprometido, a expectativa é que o intenso fluxo de exportação para o continente permaneça alto por mais algum tempo

20 de julho de 2021
13:00 - atualizado às 14:14
febre suína china
Imagem: Shutterstock

Ainda que o burburinho político em Brasília limite o alcance da recuperação da bolsa brasileira, hoje o dia é de alívio para os investidores locais. 

Tanto as ações ordinárias quanto preferenciais da Lojas Americanas (LAME3/4) seguem se ajustando após a cisão de alguns de seus ativos para a integração com a B2W na nova empresa Americanas S.A (AMER3). A varejista, no entanto, não é o único destaque do dia. Os frigoríficos sobem em bloco, após notícias que chegam do outro lado do mundo. 

Um porta-voz do Ministério da Agricultura chinês afirmou que a China ainda patina no controle da peste suína africana que atinge os rebanhos do país asiático. Segundo ele, 11 novos surtos foram reportados em 2021 e novas variantes do vírus foram detectadas. 

O rebanho atual, com 439 milhões de porcos, corresponde a cerca de 99,4% do nível visto ao final de 2017 na China. Com a luta para a recuperação da produção de suínos, o ministério informou que houve um aumento do uso de milho, o que elevou o preço do grão. 

A notícia é um golpe para o país, que desde 2018 tem tentado reconstruir o seu rebanho de porcos, mas pode ser um gatilho importante para empresas brasileiras que podem ver um crescimento das exportações para o país asiático. 

Para Marcio Lórega, gerente de research do Pagbank, a perspectiva de exportações para a Ásia já vem sustentando os papéis há algum tempo e agora existe a chance de que essa tendência permaneça por um tempo um pouco maior.  

Com o dólar acumulando uma alta de quase 6% em julho, as empresas exportadoras ficam favorecidas. Dona de marcas como a Seara, a JBS é líder em processamento de suínos no Brasil e tem China e Hong Kong como destino de 30,5% de todas as exportações do primeiro trimestre do ano, com o continente asiático representando 51,9% do total. 

Assim, a companhia puxa as maiores altas do dia. Por volta das 12h30, JBSS3 avançava 5,65%, aos R$30,31. No ano, o avanço é de mais de 30%. O desempenho mais modesto fica com as ações da Minerva (BEEF3).

Confira também o desempenho dos demais frigoríficos na bolsa nesta tarde. E acompanhe a cobertura completa de mercados nesta matéria

CÓDIGONOMEVALORVAR
JBSS3JBS ONR$ 30,135,02%
MRFG3Marfrig ONR$ 19,453,07%
BRFS3BRF ONR$ 26,392,41%
BEEF3Minerva ONR$ 9,420,64%
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Nova bolada

Corretora que quer levar brasileiros a investir nas bolsas dos EUA recebe aporte de R$ 150 milhões; saiba mais

Com US$ 1 bilhão em ativos sob gestão e 300 mil clientes, a Avenue Securities recebeu aporte do fundo japonês Softbank

O gigante quer mais

Buscando margem: Itaú Unibanco (ITUB4) aposta em retomada de crédito pessoal para lucro continuar em alta

Carteira de crédito tem sido impulsionada por linhas com juros mais baixos para os clientes, como financiamento de imóveis e de veículos

Na mira da lei

O que bitcoin e carro tem em comum? Para o novo diretor da CVM americana, ambos precisam de limites

O novo chefe da SEC, a CVM americana, é um entusiasta de criptomoedas e deve trazer um time de peso para sua equipe

Na agenda

Reforma administrativa deve ser votada na Câmara no fim de agosto, diz Lira

O parlamentar avaliou que ficará mais difícil avançar com reformas no ano que vem, quando os interesses políticos vão se sobrepor à agenda econômica

Negócios

Ganhando tração, área de gestão de patrimônio da Vitreo já captou R$ 520 milhões –meta é chegar a R$ 1 bi ainda em 2021

Com serviços exclusivos para clientes com patrimônio acima de R$ 10 milhões, a Vitreo Wealth tem diversos diferenciais e avança em cenário de aquecimento da economia, boom de IPOs, fusões e aquisições e de fortalecimento das startups

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies