Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-11-04T13:14:06-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
BALANÇANDO OS NEGÓCIOS

Destaques da bolsa: Cielo (CIEL3) anima o mercado e sobe mais de 7%, mas balanços de Rede D’Or (RDOR3), Ultrapar (UGPA3) e CSN (CSNA3) decepcionam

A empresa, que acumula uma queda de 36% no ano, apresentou melhoras em algumas linhas do balanço e reanimou o mercado. Outras decepcionaram, ainda que tenham gerado lucro

4 de novembro de 2021
13:06 - atualizado às 13:14
Prancheta com relatório de desempenho
Imagem: Shutterstock

Enquanto a PEC dos precatórios mexe com o cenário macro dos negócios nesta quinta-feira (04), a temporada de balanços do terceiro trimestre de 2021 é quem dá o tom das movimentações setoriais no dia de hoje. 

Quem puxa as maiores altas do dia é a Cielo, mas as últimas semanas não foram fáceis para a companhia. A cisão entre Santander e Getnet afetou negativamente a empresa de maquininhas, que já não vivia um bom momento e passou a ter uma concorrente direta listada na bolsa brasileira — enquanto Pagseguro e Stone são listadas em Nova York. 

A empresa, que acumula uma queda de 36% no ano, apresentou melhoras em algumas linhas do balanço e reanimou o mercado. 

Para os analistas, o principal destaque do balanço da foi a melhora no volume de operações, beneficiados pela redução de fraudes e a melhora das operações da sua subsidiária Cateno. 

O lucro líquido cresceu 111,1% com relação ao mesmo período do ano passado e quase 20% em relação ao trimestre anterior. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 692,8 milhões, uma alta de 19,3% com relação ao trimestre anterior. 

Segundo a administração da companhia, a alta da taxa Selic não ofuscou a melhoria operacional pela qual a empresa vem passando. Um analista, no entanto, aponta que o cenário de concorrência acirrada e a pressão de preços deve continuar no curto prazo.  

Com os números superando as expectativas, a Cielo lidera as altas do Ibovespa no dia. Por volta das 12h20, os papéis de CIEL3 subiam 7,33%, a R$ 2,50. 

No mundo invertido

Alguns balanços não causaram uma impressão tão boa nos investidores. É o caso de Rede D’Or (RDOR3), Ultrapar (UGPA3), CSN (CSNA3), GPA (PCAR3) e Itaú (ITUB4), todas figurando entre as maiores quedas do dia. 

Rede D’Or

O dia começou com o Credit Suisse rebaixando a recomendação para a companhia, após analisar os resultados entregues na noite anterior — um lucro líquido de R$ 378,1 milhões, crescimento de 8,2% ante o mesmo período do ano passado; um Ebitda de R$ 1,25 bilhão, 26,6% maior na comparação anual e um novo recorde trimestral; e uma receita líquida de R$ 5,3 bilhões 

A companhia destacou no comunicado que os resultados foram sólidos e se mantiveram mesmo diante da queda da pandemia da covid-19. Mas o mercado viu o resultado como misto, já que houve um crescimento das despesas operacionais e financeiras, mas ainda há potencial de alto crescimento no setor. Além disso, a retomada dos procedimentos eletivos está mais lenta e não cobre a queda nos atendimentos por covid-19. 

Por volta das 12h20, os papéis de RDOR3 recuavam 6,24%, a R$ 58,43. 

Ultrapar

Não é de hoje que algumas frentes de negócios do Grupo Ultra vêm decepcionando o mercado e no terceiro trimestre não foi diferente. 

O lucro da companhia subiu 35% em um ano, para R$ 374 milhões, a receita líquida foi de R$ 31,9 bilhões, 12% maior em relação ao trimestre anterior, beneficiado pelo aumento do faturamento da Ipiranga, Ultragaz, Oxiteno e Ultracargo.

Mas o mercado mais uma vez achou os resultados decepcionantes, já que a rede de postos Ipiranga seguiu apresentando um faturamento menor do que o esperado. Por volta das 12h20, as ações de UGPA3 caiam 6,24%, a R$ 12,63. 

CNS

A queda do minério de ferro ao longo do ano pressionou o setor de mineração, que também sofreu com ajustes de qualidade, fretes e preços provisórios. 

O lucro líquido da companhia foi de R$ 1,325 bilhão, um aumento de 5% na comparação anual. O Ebitda ajustado atingiu R$ 4,296 bilhões,também abaixo do esperado. 

Por volta das 12h20, os papéis de CSNA3 recuavam 6,61%, a R$ 20,64.

GPA

Outra empresa que trouxe resultados piores do que o esperado foi o Grupo Pão de Açúcar. O resultado foi puxado pelo desempenho fraco da rede de hipermercados Extra, que passará para o guarda-chuva do Assaí e deve melhorar os indicadores do GPA nos próximos trimestres. 

O Ebitda ajustado foi de R$ 794 milhões, queda anual de 15,9%. 

Por volta das 12h20, as ações de PCAR3 recuavam 4,80%, a R$ 23,62. 

Itaú Unibanco

O banco Itaú teve um lucro gerencial de R$ 6,78 bilhões, alta de 34,8% na comparação anual, mas recua refletindo parte da incerteza fiscal que ronda o país. Além disso, o presidente do banco, Milton Maluhy afirmou que a inadimplência deve piorar em 2022 e o custo de capital deve penalizar a carteira de crédito. 

Por volta das 12h20 as ações de ITUB4 recuavam 3,60%, a R$ 25,36. 

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies