Menu
2021-05-10T16:09:23-03:00
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
mercados hoje

Minério de ferro puxa a bolsa brasileira mais uma vez, mas instabilidade predomina; dólar sobe

As commodities mais uma vez tentam salvar a bolsa brasileira de um dia no vermelho

10 de maio de 2021
10:22 - atualizado às 16:09
Ibovespa Puxado Siderurgica
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

As empresas ligadas às commodities, principalmente as metálicas, tentam salvar o Ibovespa de uma segunda-feira (10) negativa, já que o cenário doméstico pesa e mostra que o mar não está para peixe.

A bolsa brasileira tem oscilado entre perdas e ganhos ao longo de todo o dia, com um empurrãozinho do mercado internacional, que opera sem sinal único. Por volta das 16h00, o Ibovespa operava em leve alta de 0,04%, aos 122.085 pontos. O dólar à vista também fica próximo da estabilidade, em alta de 0,15%, cotado a R$ 5,2360 no mesmo horário.

A notícia que atormanta Brasília mostra um orçamento paralelo de R$ 3 bilhões para o centrão e a base aliada do governo e foi noticiada pelo jornal O Estado de São Paulo. Os investidores devem acompanhar maiores desdobramentos desse caso, enquanto mantém um olho vivo também na CPI da Covid, que mais uma vez conta com depoimentos importantes nos próximos dias - ainda que o mercado tenda a deixar esse fator em segundo plano, já que até agora não surgiram novidades ‘bombásticas’ que podem mudar o rumo das coisas em Brasília.

A agenda econômica pelo menos dá uma folga neste começo de semana, mas deve pegar fogo nos próximos dias, com o principal destaque indo para a ata do Copom, que deve trazer novidades sobre a política monetária da instituição e será divulgada amanhã, e os dados do IPCA, principal índice de inflação.

Sem grandes catalisadores na agenda do dia, o mercado de juros futuros acompanha a alta dos rendimentos dos Treasuries nos Estados Unidos. O movimento se intensificou ao longo da tarde. Confira as taxas do dia:

  • Janeiro/2022: de 4,84% para 4,85%
  • Janeiro/2023: de 6,62% para 6,66%
  • Janeiro/2025: de 8,07% para 8,13%
  • Janeiro/2027: de 8,62% para 8,69%

Enquanto isso, são as commodities que ditam o ritmo - principalmente as metálicas. Na bolsa de Dalian, o minério de ferro chegou a saltar 10% enquanto os preços do petróleo também avançaram cerca de 1%, mas a cotação perdeu força na última hora

A crise da semana

O jornal O Estado De São Paulo divulgou documentos que mostram um “orçamento secreto” para financiar a base aliada do governo e o centrão. A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) foi usada para aumentar os recursos destinados aos parlamentares, como informado pelo jornal.

Boa parte do orçamento da companhia foi usada para comprar equipamentos agrícolas com preços até 259% acima da média do mercado. De acordo com o Estado, o presidente Jair Bolsonaro fez a maior ampliação da empresa, fazendo as operações atingirem até 35% do território nacional.

Vivendo do que passou

Os principais índices mundiais operam sem uma direção única na manhã desta segunda-feira (10). Nos Estados Unidos, somente o Dow Jones opera no positivo.

Com a agenda de balanços e indicadores da economia mais fraca para esta semana, os investidores devem se apegar às falas dos presidentes dos Fed regionais após dados de emprego (payroll) mais fracos da última sexta-feira (7).

Além disso, estão no radar os dados da economia chinesa, que devem ser divulgados após o fechamento de mercado do Brasil. 

E um ataque hacker obrigou os Estados Unidos a fecharem um oleoduto da Colonial Pipeline por três dias. O grupo que organizou o ataque cibernético é chamado DarkSide, e afirma fazer um trabalho de “Robin Hood”, de extorquir grandes empresas para fazer doações.

Especialistas do mercado afirmam que a paralisação não deve influenciar diretamente os preços do petróleo e derivados no mercado de curto prazo. Entretanto, isso serviu como alerta para a segurança digital dessas empresas.

Agenda da semana

Os principais eventos e indicadores da semana você pode conferir na nossa coluna Segredos da Bolsa. A “super terça-feira” deve contar com a ata do Copom e dados do Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) de abril. Ambos devem dar o tom aos negócios e à retomada da economia brasileira. 

A ata deverá trazer maiores detalhes sobre os rumos da taxa básica de juros, ao mesmo tempo que serão divulgados dados da inflação. 

Confira aqui o calendário de balanços da semana. 

Sobe e desce

Com o minério de ferro a US$200 a tonelada e uma expectativa de alta demanda, patrocinado pelos grandes pacotes de infraestrutura tanto nos Estados Unidos como na China, as mineradoras e siderúrgicas seguem surfando brilhando. Já a CVC sobe após o JPMorgan anunciar uma visão mais otimista para a companhia. 

Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGONOME VALORVARIAÇÃO
CSNA3CSN ONR$ 52,373,44%
CVCB3CVC ONR$ 24,733,30%
VALE3Vale ONR$ 118,562,69%
PCAR3GPA ONR$ 37,682,56%
USIM5Usiminas PNAR$ 23,702,42%

Com os títulos dos Treasuries mais uma vez atingindo máximas nos Estados Unidos, setores como o de tecnologia sofrem dobrado. Assim, Locaweb acaba sendo a ação de pior desempenho do dia. O setor varejista também fica com um dos destaques negativo da sessão. Confira também as maiores quedas:

CÓDIGONOME VALORVARIAÇÃO
LWSA3Locaweb ONR$ 23,52 -5,20%
BIDI11Banco Inter unitR$ 200,17 -4,67%
BTOW3B2W ONR$ 59,79 -4,31%
LAME4Lojas Americanas PNR$ 19,69 -3,95%
HAPV3Hapvida ONR$ 14,78 -3,52%
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

atenção, acionista

Carrefour paga R$ 175 milhões em juros sobre capital próprio e altera valor de dividendos

Cifra equivale a R$ 0,088148225 por ação em circulação; também anunciou uma modificação do valor por ação dos dividendos aprovados em abril, de R$ 0,382372952 para R$ 0,382361396

maior apetite por risco

Empresas do Brasil captam US$ 4,6 bilhões; montante deve aumentar com ofertas de Stone e Light

Emissores brasileiros haviam paralisado planos de captar no exterior nos últimos meses, em meio à turbulência interna com a pandemia e o aumento do juro norte-americano

em meio ao aumento de consumo de frango

SuperFrango, de Goiás, retomará IPO de R$ 1 bilhão

Após resolver adiar a operação, a empresa fará uma apresentação mais cuidadosa de seu negócio aos analistas; oferta é estimada entre R$ 1 bilhão e R$ 1,5 bilhão

levantamento

Estatais descumprem critérios do marco do saneamento

GO Associados calculou que as companhias públicas do Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Alagoas, Maranhão, Amazonas, Pará, Piauí, Roraima, Rondônia e Amapá não atendem a todos os critérios da “etapa 1” do decreto – que prevê o cumprimento de índices mínimos dos indicadores econômicos-financeiros

questionamentos em brasília

Novo marco de saneamento é alvo de ofensiva no Supremo e no Congresso

No Supremo, mais de 20 empresas estatais que prestam hoje serviços no setor querem a volta da possibilidade de fechar os chamados “contratos de programa”, diretamente com as Prefeituras e sem licitação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies