Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-01-04T13:03:58-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Ranking

As ações que podem pagar bons dividendos em 2021

Segundo levantamento da consultoria Economatica, oito das 24 ações com potencial para pagar altos proventos são do setor de energia elétrica; apenas nove das 21 ações da lista do ano passado atingiram o retorno projetado para 2020

4 de janeiro de 2021
13:03
energia elétrica
Setor de energia elétrica é o que conta com mais representantes entre as empresas com potencial de pagar mais dividendos em 2021. Imagem: Shutterstock

A consultoria Economatica listou 24 ações da bolsa com potencial de pagar bons dividendos e juros sobre capital próprio (JCP) em 2021, ou seja, um retorno (dividend yield) superior a 2% ao ano, valor atual da taxa básica de juros (Selic).

O setor com maior número de representantes na lista, como já é de costume, é o de energia elétrica, com oito ações. O setor costuma ter grande previsibilidade de receitas por trabalhar com concessões de longo prazo, provendo um serviço muito essencial.

Os segmentos de seguradoras, exploração de imóveis e alimentos também se destacam no ranking, com duas representantes cada um.

A ação com maior potencial de pagamento de proventos é a da Enauta (ENAT3), do setor de óleo e gás, com dividend yield projetado para 2021 de 9,64%. Em 2019, a empresa lucrou R$ 215 milhões, e nos nove primeiros meses de 2020, o lucro foi de R$ 244 milhões, 13,23% maior que o de todo o ano anterior. Em 2020, a Enauta pagou um dividend yield de 7,14%.

Confira a lista completa:

As melhores pagadoras de dividendos de 2021

EmpresaAçãoSetor/segmentoDividend yield projetado 2021
EnautaENAT3Óleo e gás9,64%
TaesaTAEE11Energia elétrica9,63%
WizWIZS3Corretoras de seguros8,32%
Cyrela Commercial PropertiesCCPR3Exploração de imóveis6,80%
AES TietêTIET11Energia elétrica6,37%
CTEEPTRPL4Energia elétrica6,26%
CyrelaCYRE3Incorporações6,16%
CPFL EnergiaCPFE3Energia elétrica5,53%
CamilCAML3Alimentos diversos5,27%
Porto SeguroPSSA3Seguradoras4,37%
Copel PNBCPLE6Energia elétrica4,14%
SulAméricaSULA11Seguradoras4,08%
Copel ONCPLE3Energia elétrica4,03%
Engie BrasilEGIE3Energia elétrica3,92%
Banco PanBPAN4Bancos3,90%
SLC AgrícolaSLCE3Agricultura3,59%
OdontoprevODPV3Serviços médico-hospitalares3,48%
HyperaHYPE3Medicamentos e outros produtos3,43%
B3B3SA3Serviços financeiros diversos3,11%
MultiplanMULT3Exploração de imóveis2,57%
Cia. HeringHGTX3Vestuário2,56%
MinervaBEEF3Carnes e derivados2,53%
NeoenergiaNEOE3Energia elétrica2,32%
M. Dias BrancoMDIA3Alimentos diversos2,08%

Fonte: Economatica.

Metodologia

Para a amostra foram consideradas as seguintes condições:

  • Ação com volume financeiro médio diário em 2020 superior a R$ 5 milhões por dia;
  • Empresa com lucro em 2019 e nos nove primeiros meses de 2020;
  • O lucro dos nove primeiros meses de 2020 ter sido equivalente a, no mínimo, 75% do lucro de 2019, o que torna mais provável que a empresa feche 2020 com lucro igual ou superior ao do ano de 2019;
  • Ação ter distribuído dividendos ou JCP em 2019.

A Economatica considerou que a política de distribuição de dividendos e JCP das companhias em 2021 seria equivalente ou superior à do ano de 2020.

O cálculo do dividend yield projetado para o final de 2021 considerou o preço de cada ação no último dia de 2020 e o mesmo volume de dividendos e JCP distribuídos pela empresa no ano passado.

Os dividend yields projetados para 2021 em geral ficaram maiores que os de 2020 mesmo com lucros iguais ou superiores no ano passado em relação a 2019 uma vez que muitas ações se desvalorizaram em 2020.

O cálculo do dividend yield justamente considera os proventos pagos por ação divididos pelo preço da ação. Assim, quanto menor o preço da ação, maior o retorno para um mesmo valor de proventos.

A consultoria lembra, contudo, que a metodologia adotada para montar o ranking é puramente quantitativa, sendo recomendável uma análise mais detalhada das empresas antes de se tomar qualquer decisão de investimento.

Como se saiu o ranking de 2020

No início do ano passado, a Economatica montou um ranking semelhante, com as 21 ações com maior potencial de pagarem bons dividendos em 2020. Na ocasião, foram consideradas aquelas que, pelos mesmos critérios do ranking atual, poderiam ter um dividend yield superior a 4%.

Segundo a consultoria, apenas nove das 21 ações listadas no ranking do ano passado atingiram o retorno de dividendos projetado, uma vez que a crise desencadeada pela pandemia de coronavírus reduziu a distribuição de dividendos das empresas.

A melhor pagadora de dividendos do ranking do ano passado foi a unit da Taesa (TAEE11), com dividend yield de 9,63%. A expectativa do levantamento era de 6,06%.

A ação apontada como a de maior potencial de dividend yield em 2020 foi a do Itaú Unibanco (ITUB3), com previsão de retorno de 8,76%. No entanto, o banco teve um retorno de apenas 4,67%, devido à brusca redução da distribuição de dividendos pelo setor bancário.

Quanto ao desempenho das ações, somente quatro das 21 ações listadas registraram valorização no ano de 2020, sendo a maior alta a das units da Taesa, com ganho de 18,88%, já considerando o reinvestimento de dividendos e JCP.

Confira o balanço final:

EmpresaAçãoSetor/ segmentoDY projetado 2020DY real 2020Alta/ queda da ação 2020
TaesaTAEE11Energia elétrica6,06%9,63%18,88%
BB SeguridadeBBSE3Seguradoras4,19%9,39%-11,44%
WizWIZS3Corretoras de seguros7,87%8,32%-37,69%
SantanderSANB11Bancos4,22%6,26%-3,15%
Itaú Unibanco ONITUB3Bancos8,76%4,67%-8,74%
ABC BrasilABCB4Bancos5,57%4,15%-19,37%
Copel PNBCPLE6Energia elétrica4,12%4,14%13,10%
Sanepar PNSAPR4Água e saneamento4,33%4,11%-25,07%
Itaú Unibanco PNITUB4Bancos7,56%4,07%-11,22%
BanrisulBRSR6Bancos5,75%3,97%-30,12%
Sanepar UNITSAPR11Água e saneamento4,42%3,95%-20,61%
Banco do BrasilBBAS3Bancos4,83%3,81%-23,58%
CCRCCRO3Exploração de rodovias4,02%3,58%-26,28%
Bradesco ONBBDC3Bancos5,35%2,61%-19,73%
Bradesco PNBBDC4Bancos5,54%2,56%-15,22%
Cemig PNCMIG4Energia elétrica5,26%2,19%13,11%
Cemig ONCMIG3Energia elétrica4,65%1,94%12,62%
MRVMRVE3Incorporações5,16%1,79%-10,36%
TegmaTGMA3Transporte rodoviário4,17%1,26%-27,38%
TupyTUPY3Material rodoviário4,45%0,00-17,11%
BR MallsBRML3Exploração de imóveis5,40%0,00-45,18%

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro sobe após a abertura com boas perspectivas para os balanços e dólar avança hoje

No panorama doméstico, o risco fiscal permanece no radar, enquanto a semana conta com importantes balanços

O melhor do Seu Dinheiro

O Tesouro Direto virou tesouro de tolo? O que mexe com os mercados na semana e outros destaques

O investidor devia estar contente no começo deste ano com o que parecia uma grande oportunidade: investir no Tesouro Direto com um retorno garantido de quase 3,5% ao ano mais a variação da inflação. Naquele momento, as aplicações mais conservadoras de renda fixa estavam com rentabilidade real negativa e o Banco Central indicava que os […]

SEGREDOS DA BOLSA

Esquenta dos mercados: risco fiscal é pano de fundo para semana de Copom, IPCA-15 e balanços domésticos e no exterior

Os próximos dias serão tensos para os investidores, que devem ficar de olho na votação da PEC dos precatórios e medidas do Banco Central contra a inflação

REFORÇANDO O CAIXA

Depois de anunciar emissão de debêntures, 3R Petroleum lança oferta de ações. Entenda o que a empresa pretende fazer com quase R$ 4 bilhões a mais em seu caixa

Empresa de óleo e gás fará ofertas primária e secundária; a previsão é de que o processo de prospecção de investidores interessados se encerre em 4 de novembro

Renda fixa também varia

Terra arrasada no Tesouro Direto: sinônimo de renda fixa, títulos públicos têm perda de até 30% no ano; hora de vender ou de comprar mais?

Tensão nos mercados na última semana jogou juros para cima e preços dos títulos para baixo, mas não é de hoje que o Tesouro Direto sofre com a deterioração fiscal. Entenda o que está acontecendo e o que fazer

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies